Pesquise neste blog

Carregando...

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

SEGURANÇA: Duplo assassinato em Sobradinho intriga polícia






*Ferreira Santos

A Polícia Civil procura o responsável (s) pela a execução de Wesley e Cannabis, ocorridas na noite desta quarta-feira (2), por volta das 21h40 em Sobradinho. Uma das vítimas morava em Águas Claras e veio visitar o irmão a outra morava em Sobradinho a menos de dois meses e antes residia em Taguatinga.

“Passei pelos três que estavam sentados perto de uma fogueira e dei boa noite, entrei para meu barraco e cerca de dez minutos depois só ouvir os tiros, dois, depois ouvi mais tiros, correria e mais tiros”.

O relato é da senhora Marlene Francisca Alves de 56 anos, sobre o tiroteio que tirou a vida de Wesley Pinto de Oliveira (20) e um homem conhecido como Cannabis. O duplo assassinato ocorreu na invasão localizada abaixo da quadra, 9, as margens da DF 326 e avenida contorno em Sobradinho, na noite desta quarta-feira dia (02/02) por volta das 21h40.

Em um barraco coberto por lona alaranjada e preta mora Mariana Francisca Alves 25, filha de dona Marlene, segundo ela faz três meses que a filha veio de Águas Claras com o marido William Pinto de Oliveira (25) e os dois filhos. O casal construiu o barraco em baixo da mesma árvore onde a mãe (Marlene) construiu e mora com filho e marido. O genro William foi o único a escapar dos tiros correndo em meio à mata.

Uma das vítimas do tiroteio Wesley Pinto de Oliveira 20, é irmão de William Pinto de Oliveira, e teria vindo a Sobradinho visitá-lo. Wesley mora de Águas Claras. Segundo testemunhas Wesley teria chegado a Sobradinho, por volta das 16h para uma visita ao irmão (William). Atingido por disparos de arma de fogo na região da cabeça, Wesley, morreu a poucos metros do local onde estava sentando na companhia do irmão William e de um homem conhecido no local apenas como ‘Cannabis,’ que também foi morto a tiros bem ao lado do barraco onde morava e que teria sido construindo há cerca dois meses.

Testemunhas alegam que antes de morar em Sobradinho, Cannabis morava em Taguatinga, onde estaria sendo ameaçado. Porém ninguém soube dizer ao certo o teor das ameaças nem quem estaria ameaçado.

Equipes das Policias Civil e Militar estiveram no local, os policiais interrogaram algumas pessoas que estavam nos barracos na hora em que o fato aconteceu, Dona Marlene e a filha Mariana foram levadas a 13ª Delegacia de Polícia de Sobradinho responsável pelas investigações, para prestarem esclarecimentos. Ao lado do corpo de ‘Cannabis’, uma das vítimas da tragédia os Peritos da Policia Civil encontram uma capsula de pistola provavelmente da arma usada na execução. William Pinto de Oliveira que conseguiu fugir dos assassinos, foi localizado horas depois por agentes da 13ª DP no Areal. Levado para 13ª DP, ele foi ouvido pelo delegado de plantão. Até as 3h50 da madrugada de quinta-feira (3) a Polícia ainda não tinha nenhum suspeito do duplo assassinato. Os corpos de Wesley e Cannabis foram removidos ao IML após o trabalho da Criminalística.

MULHER É BALEADA
Em Sobradinho II AR, 12, conjunto, 12, por volta das 20h de quarta-feira (2), Gecilene Marques dos Santos (25), foi atingida por dois disparos de arma de fogo na perna esquerda. O motivo segundo policiais militares do 13º BPM de Sobradinho que tiveram no local seria uma dívida de R$ 200,00 reais, que a vítima tinha com traficantes da cidade. A 35ª DP está investigando o fato.

Vale lembrar que em menos de três dias a Polícia Civil de Sobradinho registrou três assassinatos e duas tentativas de homicídio. Domingo dia (30) as 21h30, Salmo Silva Oliveira (23) foi vítima de tentativa de homicídio no Condomínio Petrópolis. Meia hora depois na Vila Rabelo II Manuel Cavalcante foi morto a bala em um boteco.

(*) Por Ferreira Santos texto e fotos - Especial para o Jornal de Sobradinho

Nenhum comentário: