Pesquise neste blog

domingo, 1 de setembro de 2013

UM MOMENTO


Não peça para que eu volte,
Infinito é pouco para ter o meu perdão
Nunca me terá de volta,
Foi grande a desilusão
Ontem o hoje e o sempre.
Mesmo que suplique pelo meu amor,
Antes tivesse realmente partido,
Nenhuma lagrima tua me fará voltar,
Ilusão tua em achar que ainda lhe quero
Antes era única!
Ceifei-te, e agora de ti nada resta,

Ontem colhi minhas lágrimas e hoje planto as tuas.

Por Daniel Atta, Advogado, Escritor, Poeta e Colaborador do Jornal de Sobradinho

Nenhum comentário: