Pesquise neste blog

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

CENTRO DE SAÚDE DE SOBRADINHO REALIZA VASECTOMIA


Desde fevereiro, foram feitos 107 procedimentos


O Centro de Saúde 3, em Sobradinho II, realizou 107 vasectomias, desde fevereiro. O procedimento só passou a ser feito na unidade de atenção primária - que já atuava como referência em saúde do homem - após implantação de um centro cirúrgico ambulatorial no local.

Até a quarta-feira (13), além das 107 vasectomias, foram realizadas, três postectomias (fimose), sete cauterizações em pacientes com HPV e 15 outros tipos variados de pequenas cirurgias. “Essa iniciativa tem grande importância, pois, além de desafogar o centro cirúrgico do Hospital Regional, facilita o acesso ao paciente”, ressalta o urologista Paulo Wrlag, responsável pelos procedimentos.

Os interessados na cirurgia de vasectomia devem assistir à palestra de planejamento familiar, ministrada no auditório do centro, toda quinta-feira, no período da tarde, onde serão encaminhados para marcação de consulta com o urologista. As cirurgias acontecem sempre às quartas-feiras, pela manhã e a lista de espera tem 14 pacientes.

O serviço foi implantado em fevereiro, quando a gerente do Centro de Saúde, Janaína de Amorim, teve a ideia de instalar a sala de pequenas cirurgias numa enfermaria da unidade. “Havia um espaço grande e subutilizado e decidimos montar um centro cirúrgico ambulatorial”, conta.

“Com esse trabalho, podemos mostrar que, mesmo com pouca estrutura, conseguimos oferecer outros serviços à população”, destaca. Segundo ela, uma unidade básica de saúde é capaz de fazer mais que consulta médica e encaminhar paciente para o hospital de referência.

Procedimento simples

A vasectomia, segundo o urologista, é um procedimento cirúrgico simples que interrompe a circulação dos espermatozóides produzidos pelos testículos e conduzidos através do epidídimo (tubo em forma de novelo que se localiza na parte superior dos testículos) para os canais deferentes que desembocam na uretra.

O médico salienta que se trata de um método de contracepção seguro. Muitos homens, porém, segundo ele, têm receio de se submeter a essa cirurgia porque imaginam que ela possa provocar distúrbios de ereção. “Antes da cirurgia os pacientes recebem orientações e são informados que a vasectomia não interfere na produção de hormônios masculinos nem em seu desempenho sexual”, ressalta Paulo Wrlag.

Durante o procedimento, realizado em cerca de 30 minutos, é feita uma pequena infiltração local com anestésico e uma incisão de um centímetro em cada lado do saco escrotal. O paciente é liberado pouco depois, devendo manter repouso por três dias. É recomendada a realização de espermograma dois meses depois, para saber se a circulação dos espermatozóides foi interrompida.


Fonte: Celi Gomes, da Agência Saúde DF

Nenhum comentário: