Pesquise neste blog

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

SAÚDE REGULA ATENDIMENTOS EM OTORRINOLARINGOLOGIA


Quem apresentar algum problema nessa especialidade deve procurar as unidades de atenção básica da rede pública



A Secretaria de Saúde passou a regular as consultas de otorrinolaringologia e a inserção de novos pacientes no programa de Saúde Auditiva, por meio de sistema que leva em consideração a classificação de risco do paciente, no momento de disponibilizar as vagas para atendimentos e avaliações. Quem apresentar algum problema nessa especialidade deve procurar as unidades de atenção básica da rede pública.

"A medida vai facilitar o acesso dos pacientes no Sistema de Regulação da secretaria. Todas as unidades de atenção primária estão habilitadas a acolher e a avaliar o usuário e fazer os encaminhamentos necessários", explicou o coordenador de Otorrinolaringologia da secretaria, Ronaldo Granjeiro.

Com a mudança, segundo ele, serão disponibilizadas cerca de 1,2 mil consultas por mês e 80 avaliações de pacientes no programa de Saúde Auditiva.

Levantamento da Coordenação de Otorrinolaringologia verificou uma fila de espera para inserção no Programa com 1,2 mil pessoas. Os pacientes da lista estão passando por uma reavaliação médica que, de acordo com Granjeiro, já descartou vários casos que não necessitavam de acompanhamento especializado ou de aparelhos auditivos.

Os profissionais do programa realizam o diagnóstico da deficiência auditiva, a reabilitação, os implantes cocleares, e recomendam o uso de aparelhos auditivos quando necessário, além do acompanhamento dos pacientes.

"Para inserir o usuário no programa, por exemplo, os profissionais que avaliam o paciente levam em conta a idade, o tempo de início dos sintomas, o tipo de atividade profissional e a extensão da deficiência – unilateral ou bilateral", informou a coordenadora da Fonoaudiologia, da SES, Cristiane França.

Os pacientes com indicação para consultas na otorrinolaringologia podem ser encaminhados pelo Sistema de Regulação às unidades da SES que dispõem do serviço: Hospital de Base e os hospitais regionais de Taguatinga, Sobradinho, da Asa Norte, Materno Infantil, Guará , além da Policlínica do Gama e do Centro de Saúde 2 de Brazlândia.


Fonte: Secretaria de Saúde/ Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

Nenhum comentário: