Pesquise neste blog

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

SISTEMA DE SANEAMENTO DO DF RECEBE INVESTIMENTO DE R$ 80 MILHÕES


Contrato de financiamento entre GDF e Caixa Econômica Federal foi assinado nesta segunda-feira (25) e beneficiará 300 mil pessoas

Quatro contratos de financiamento com a Caixa Econômica Federal (CEF) foram assinados nesta segunda-feira (25) pelo governador Agnelo Queiroz, para beneficiar 300 mil pessoas do DF com a implantação do sistema de esgoto em várias regiões. Serão financiados pela CEF R$ 80 milhões, e, com a contrapartida de R$ 36 milhões da Caesb, o investimento totalizará R$ 116 milhões.

"Vamos ampliar a cobertura do sistema de esgotamento do DF, atendendo inclusive áreas antigas que não tinham. Isso nos colocará em uma posição destacada no Brasil. Nossa meta é chegar a 100% de saneamento, que é essencial para a saúde da população", destacou Agnelo Queiroz.

A verba está dividida entre os quatro contratos: dois deles previstos para serem licitados em dezembro deste ano, e os demais, até fevereiro de 2014, com um prazo de dois anos de execução, em condomínios no Lago Sul, Sobradinho, Águas Claras, Paranoá, Itapoã e Park Way. Confira os locais detalhados abaixo.

"A equipe do governador Agnelo, de forma muito cuidadosa e consciente, fez com que tivéssemos essa antecipação dos projetos e orçamentos para poder fazer essa publicação imediata, que incluirá mais 300 mil pessoas a esse serviço, que é básico", enfatizou o vice-governador, Tadeu Filippelli.

Segundo o presidente da Caesb, Célio Biavati, a expectativa é que, em 2015, os moradores das regiões atendidas comecem a utilizar o novo sistema de esgoto.

"Cerca de 83% do DF têm atualmente (esgotamento sanitário), e com essas obras, esperamos ampliar para aproximadamente 90%. Mas o que buscamos é a universalização do sistema, e continuaremos atrás dos 10% restantes", destacou Biavati.

Para o vice-presidente da Área de Governo da Caixa Econômica Federal, Gilberto Magalhães, a medida colocará a capital do país como uma das unidades da Federação com o melhor saneamento do país.

"Brasília tem agora mais uma oportunidade de se destacar com esse investimento, e então atingir quase que a totalidade da sua cobertura. Não é qualquer lugar que tem capacidade para fazer uma ação dessa, de suma importância para a qualidade de vida", elogiou Magalhães.

As obras de saneamento foram previstas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) II, do governo federal, para atender as áreas do DF por meio do Ministério das Cidades e da CEF.

SOBRADINHO – Além da implantação do sistema de saneamento, Sobradinho terá sua Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) ampliada, com novas unidades de decantações primária e secundária e digestores de lodo, entre outras mudanças. Ao todo, 255 mil pessoas serão atendidas com a medida.

O investimento será de R$ 28,4 milhões: R$ 16 milhões financiados pela Caixa e R$ 12 milhões de contrapartida da Caesb. A previsão é que o edital de financiamento seja publicado até fevereiro de 2014.

REGIÕES CONTEMPLADAS:

• Setor de Mansões Park Way: quadras 1 a 5 (12.455 habitantes/ 3.450 ligações).

• Colônia Agrícola Águas Claras: (7.586 habitantes/ 2.101 ligações)

• Vila IAPI: (2.209 habitantes/ 611 ligações)

• Colônia Agrícola Bernardo Sayão: (1.960 habitantes/ 542 ligações)

• Lago Sul: Setor de Mansões Dom Bosco e região de chácaras das QIs 23 e 25, (11.794 habitantes/2.948 ligações), além de ramais condominiais e redes coletoras.

• Sobradinho: Polo Comercial e Residencial Misto da "Fazenda Paranoazinho", Condomínio Alto da Bela Vista; Comunidade Rabelo (área de interesse social - ARIS); Zona Central de Sobradinho; Setor Habitacional Boa Vista; Condomínio Bela Vista; e Expansão do Setor Habitacional Contagem. (255 mil habitantes)

• Paranoá e Itapoã: Condomínios La Font, Mansões Entrelagos e Novo Horizonte. (11.750 habitantes/ 3.357 ligações)


Por  Leandro Cipriano, da Agência Brasília/Foto: Dênio Simões / GDF

Nenhum comentário: