Pesquise neste blog

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

SAÚDE ENCERRA AVALIAÇÃO DE HOSPITAIS AMIGOS DAS CRIANÇAS


Unidades de saúde cumprem 10 passos para sucesso da amamentação

O Hospital Regional de Ceilândia (HRC) foi o último a receber, na última sexta-feira (20), a visita dos técnicos do Ministério da Saúde para reavaliação do cumprimento dos dez passos para o sucesso do aleitamento materno e renovação do título Hospital Amigo da Criança, da Organização Mundial da Saúde e Unicef.

“Essa avaliação é uma iniciativa da SES junto ao Ministério da Saúde, para traçar ações e programação para o ano de 2014, com objetivo de manter em todos os hospitais o título Amigo da Criança e Amigo da Mulher”, relata a coordenadora dos Bancos de Leite Humano da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Miriam Santos.

Todos os hospitais de rede pública do Distrito Federal, Amigos das Crianças, foram avaliados no período de 9 a 20 de dezembro, quanto ao cumprimento dos dez passos para o sucesso do aleitamento materno, da legislação de proteção assegurada na Lei Federal Nº 11.265 de 2006 e da Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos Infantis, Bicos, Chupetas e Mamadeiras (NBCAL).

Durante as duas semanas que visitaram os hospitais de Sobradinho, Planaltina, Brazlândia, Asa Norte, Taguatinga, Gama, Materno Infantil, Casa de Parto de São Sebastião e Ceilândia os avaliadores observaram os serviços que beneficiam a saúde da criança na redução da mortalidade, além de avaliar os critérios globais que compreendem o sucesso do aleitamento materno e o cumprimento do Código Internacional de Comercialização dos Substitutos do Leite Materno.

A certificação ocorre anualmente por meio do sistema de monitoramento online e da avaliação trienal por meio da visita dos técnicos às regionais.

Veja abaixo os 10 passos para o sucesso do aleitamento materno:

1 – Ter uma política de aleitamento materno escrita que seja rotineiramente transmitida a toda equipe de cuidados de saúde.

2 – Capacitar toda a equipe de cuidados de saúde nas práticas necessárias para implementar a política.

3 – Informar todas as gestantes sobre os benefícios e o manejo do aleitamento materno.

4 – Ajudar as mães a iniciar o aleitamento materno na primeira hora após o nascimento.

5 – Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas dos seus filhos.

6 – Não oferecer ao recém-nascido bebida ou alimento que não seja o leite materno, a não ser que haja indicação médica.

7 – Praticar o alojamento conjunto, permitir que mães e bebês permaneçam juntos, 24 horas por dia.

8 – Incentivar o aleitamento materno sob livre demanda.

9 – Não oferecer bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas.

10 - Promover a formação de grupos de apoio à amamentação e encaminhar as mães a esses grupos na alta da maternidade.


Por Júlio Duarte, da Agência Saúde DF

Nenhum comentário: