Pesquise neste blog

terça-feira, 14 de outubro de 2014

UTILIDADE PÚBLICA: Bancos de Leite DF precisam dobrar número de doações


Os cerca de 1,5 mil litros coletados mensalmente são insuficientes para suprir a demanda

Para atender todo o Distrito Federal e Região Metropolitana, os 12 bancos de Leite da Secretaria de Saúde do DF precisam dobrar a quantidade de doações. Mensalmente, são coletados cerca de 1,5 mil litros, que atendem 900 crianças, mas a demanda ainda é superior à oferta.

“O DF tem alguns diferenciais em relação aos demais estados. Além de atendermos às cidades do entorno, nós suprimos as necessidades de todas as crianças que estão nas UTIs neonatais da nossa rede, independentemente de serem prematuras ou não. Isso não acontece em lugar algum do País e, por isso, precisamos dobrar nossa arrecadação”, explicou a coordenadora do Banco de Leite do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib), Miriam Santos.

No mês de julho, foram doados cerca de 1,8 mil litros, o que ampliou para 1.123 o número de crianças atendidas. “Nossa preocupação aumenta neste final de ano. Muitas mães doadoras saem de férias e viajam. Nossos estoques baixam bastante e a gente começa o ano quase que no vermelho”, lamentou Miriam, salientando que o leite, após pasteurizado, tem seis meses de duração, mas a necessidade é tão grande no DF, que muitos estoques zeram em 10 dias.

PARCERIA COM BOMBEIROS – Para as mães interessadas em doar, a Secretaria de Saúde tem parceria com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF). Ao ligar no Disque 160, opção 4, a doadora faz um breve cadastro e, dias depois, uma equipe de bombeiros vai ao domicílio levar o material e agendar o retorno para buscar os frascos com leite.

Tal parceria conferiu à Corporação, em 1998, o título de “Corpo de Bombeiros Amigo da Criança”, premiação concedida pelo Unicef, tornando-se a única instituição não hospitalar a receber essa comenda.

O CBMDF realiza a coleta para 12 bancos de leite e conta com 24 militares e 10 viaturas para realizar o serviço. Além de buscar as doações, os militares atendem emergências demandadas pelos bancos de leite; orientam as doadoras sobre os procedimentos de higienização, ordenha manual e congelamento do leite humano; instruem quanto à prevenção de doenças mamárias; sensibilizam as mães sobre a importância do aleitamento materno; e orientam sobre a nutrição dos seus filhos.

“O programa de aleitamento materno da secretaria em parceria com o CBMDF contribui de forma essencial com o compromisso da redução da mortalidade infantil e tomando como parâmetro a missão dos bombeiros de salvar vidas”, disse o coordenador-geral dos Programas Sociais da corporação, coronel Ferrari Júnior.

O Distrito Federal conta com 15 bancos de leite humano, sendo 12 públicos (Forças Armadas, Asa Norte, Asa Sul, Brazlândia, Ceilândia, Gama, Planaltina, Paranoá, Sobradinho, Santa Maria, Taguatinga, no Hospital Universitário de Brasília) e três privados. Existem três postos de coleta, sendo dois públicos (São Sebastião e Samambaia) e um privado.

Fonte: Agência Brasília

Nenhum comentário: