Pesquise neste blog

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

GDF diz que administrações da Fercal e Sobradinho II vão continuar juntas


Nesta quarta, moradores da Fercal fecharam estrada por 4h em protesto.
Divisão não é compatível com orçamento atual do GDF, diz subsecretário.

O subsecretário de Movimento Sociais e Participação Popular da Secretaria de Relações Institucionais do DF, Acilino Ribeiro, afirmou ao G1 na manhã desta quinta-feira (29) que as administrações da Fercal e de Sobradinho II continuarão juntas, como anunciou o governador Rodrigo Rollemberg no último dia 20.

Nesta quarta, moradores da Fercal, na região de Sobradinho, fecharam durante quatro horas os dois sentidos da DF-150. A principal reivindicação do grupo era a manutenção de uma administração exclusiva para a Fercal.

De acordo com Ribeiro, a "divisão é impossível na atual situação financeira do governo". "Nesse momento não tem a menor possibilidade. Vai onerar o governo e temos de ficar dentro da Lei Orçamentária Anual (LOA). Nós vamos ver todas as outras reivindicações, mas as administrações vão continuar juntas. É uma questão política. Não temos como fazer uma reforma administrativa que nao é prioridade."

Houve protestos também contra a falta de transporte público e de água tratada na região (veja vídeo acima). De acordo com a Polícia Militar, aproximadamente 250 pessoas bloqueram a via na altura do Engenho Velho com pedaços de madeira e pneus.

Na tarde desta quarta, Ribeiro se reuniu com representantes de moradores da região, de secretarias e de empresas do GDF, como a Companhia Energética de Brasília (CEB) e o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), para discutir as pautas apresentadas pelos manifestantes.

Segundo o governo, as reivindicações já foram encaminhadas para os órgãos responsáveis para análise e atendimento, na medida do possível.

O subsecretário informou ainda que o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental de Brasília (Caesb), Maurício Luduvice, se reuniu com o adminstrador de Sobradinho II, Estevão Souza dos Reis, e representantes da sociedade civil da região à noite.

O estudante e morador da Fercal Alexandre Gomes, que participou da comissão no Palácio do Buriti para discutir as questões, disse que o governo ficou de dar uma resposta definitiva à população em 45 dias e que, por enquanto, com as outras reivindicações sendo encaminhadas, os protestos devem cessar.

"A decisão definitiva sobre a região administrativa sairá em 45 dias. A CEB também prometeu enviar técnicos para a Fercal nos próximos dias e o resto foi encaminhado. Vamos aguardar", comentou.


Fonte : G1/DF – publicado em 29/1/2015

Nenhum comentário: