Pesquise neste blog

segunda-feira, 1 de junho de 2015

UTILIDADE PÚBLICA: Campanha de vacinação contra a gripe termina nesta quarta- feira (3)


DF está próximo de atingir a meta de 80% do público-alvo

A campanha de vacinação contra a gripe, que teve início no dia 04 de maio, se encerra nesta quarta-feira (3). A meta da Secretaria de Saúde do DF é vacinar 80% das 608.882 pessoas que fazem parte do público-alvo. Até a última quarta-feira (27) o DF  imunizou 79,1%, o que corresponde a 481.533 pessoas.

A maior adesão da vacina tem sido entre os pacientes com comorbidades (88,9%), os idosos (88,8%) e os trabalhadores da saúde (85,9%). As gestantes e crianças entre 6 meses e menores de 5 anos continuam sendo os que menos vacinaram, com 65,7% e 62,0%, respectivamente.

“A expectativa da Secretaria de Saúde do DF é que até o final da campanha tenhamos ultrapassado a meta. A gente compreende que muitas mães não quiseram levar seus filhos para vacinar por eles já estarem resfriados. Mas se criança não estiver com febre e seu quadro clínico tiver melhorado é importante que ela a leve para vacinar”, destaca a diretora de Vigilância Epidemiológica, Cristina Segatto.

A vacina está disponível em 116 salas distribuídas entre as regionais de saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Fazem parte do público-alvo os idosos, trabalhadores da área de saúde, povos indígenas, crianças entre 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, mulheres com até 45 dias pós parto, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, presos e funcionários do sistema prisional.

“É importante lembrar que a proteção da vacina é anual, quem tomou no ano passado deve tomar este ano novamente. A vacina de cada ano é feita levando em consideração os vírus que mais circularam durante o ano anterior. A vacina deste ano protege contra os vírus H1N1, H3N3 e Influenza B”, informa a chefe do Núcleo de Imunização da Secretaria de Saúde, Eudóxia Dantas.

MITOS - Ao contrário do que muitos pensam a dose não transmite a gripe. A vacina é produzida com vírus inativado, ou seja, a dose não tem capacidade de desenvolver a doença. “O que acontece muitas vezes é que a pessoa já está em um processo infeccioso ou com algum tipo de vírus e, ao ser vacinado, coincidentemente, aparecem sintomas. Por isso, recomendamos não tomar a vacina quando a pessoa está com quadro febril agudo", disse Eudóxia.

CONTRA-INDICAÇÕES - Pessoas que tenham alergia severa a ovo, que tenham doença neurológica ativa e quem já teve alguma reação alérgica anteriormente ao tomar a vacina não poderão ser imunizadas.


Fonte: Secretaria de Estado de Saúde do DF

Nenhum comentário: