Pesquise neste blog

terça-feira, 11 de agosto de 2015

ESPORTE: Dupla brasiliense conquista o 4º lugar no 23 º Rally Internacional dos Sertões




O piloto Elson Cascão II e o navegador Elson Meneses, da Kandangus Rally Team, terminaram a prova na 4ª colocação na categoria UTV. A competição durou oito dias e percorreu quase 3 mil Km até chegar em Foz do Iguaçu (PR) neste sábado (08/08)

A Kandangus Rally Team (IPIRANGA/ CASCOL COMBUSTÍVEIS/ LOCAL MOTORS/MENESES OFF ROAD), equipe de Brasília que participou pela 13º vez do Rally Internacional dos Sertões, terminou a prova em 4º lugar na categoria UTV.  Participam da maior prova off road do país,  183 pilotos que cruzaram quatro estados brasileiros (GO/MS/SP/PR) e rodaram 2.917 Km. A Kandangus disputou a prova com o UTV Polaris RZR XP 1000, modelo 2015. A modalidade foi a que mais cresceu na competição, saltou de 23 carros, em 2014, para 30 neste ano, divididos em duas categorias: a Super Production e a Turbo.

Cascão e Meneses formavam a única dupla de Brasília a competir de UTV. No ano passado, a Kandangus conquistou a 3ª colocação, mas a disputa este ano foi muito mais acirrada porque houve um crescimento de 30% no número de UTVs. “Vários pilotos de outras categorias migraram para o UTV, visando redução de custos”, conta Cascão.

Para encarar o desafio de uma enfrentar uma prova tão dura, a equipe fez alguns ajustes no carro neste ano, dentre eles o motor com 10 cavalos a mais de potência e refrigeração do câmbio, que foi redesenhada, resultando em aumento de eficiência. “Fizemos uma ótima prova, com poucos contratempos e se completar o percurso já é uma grande vitória, imagine chegar entre os quatro primeiros lugares”, comemorou Meneses.

Elson Cascão II, 55 anos

É um veterano de rallies. A primeira participação foi em 1999. Apenas dois anos depois, em 2001, ele subiu no lugar mais alto do pódio ao conquistar o 1º lugar no campeonato brasileiro. Um ano antes, em 2000, já havia conquistado o vice-campeonato brasileiro, ambos na categoria regularidade. À época, seu navegador era o amigo de infância Geraldo Malvar. No Rally Internacional dos Sertões, das 12 participações, o melhor resultado veio no ano passado, com a 3ª colocação na categoria UTV, onde ele acabava de estrear ao lado de uma navegadora (Claudia Grandi). Outro bom resultado foi em 2003, quando a Kandangus ficou em 5º lugar, na categoria “Production”. No último Sertões que participou ao lado do parceiro Elson Meneses (2011), ficou em 6º na categoria e 11º na colocação geral.

Elson Meneses, 50 anos

Foi, por nove anos, o chefe de equipe da Kandangus e comandava um time de dez profissionais que viajam no caminhão de apoio. Em 2009, ajudou na construção do Protótipo e aceitou o desafio de navegar para Cascão. De lá para cá, acumulou experiência como navegador nos Sertões em várias equipes: em 2012, correu ao lado do mineiro Cristiano Batista (MEM), na categoria Protótipo. Em 2013, foi companheiro do paulista Marcelo Daminie (Expert 4X4), na Super Production, e conquistaram o segundo lugar na categoria. No ano passado, enquanto sua esposa Claudia corria ao lado de Cascão, ele fez dupla com Davison Rabechi (TRT Rally Team), na categoria Pró-Brasil. Meneses também disputa vários campeonatos de rally no DF. No ano passado, ele – piloto – e a esposa Claudia – navegorada – conquistaram o 1º lugar na categoria Jeep no Lagartixa Trophy. Em anos anteriores também ocuparam juntos o lugar mais alto no pódio no Calango Trophy.

Sobre o UTV

O UTV side-by-side RZR XP 1000 modelo 2015 é equipado com o motor ProStar 1000 Polaris, de 1000 cilindradas, que gera 120 cavalos de potência. É o maior e mais potente da categoria. O modelo tem o objetivo de aperfeiçoar a entrega de potência do motor ProStar, com 80% do pico de torque disponível a partir de 3500 rpm. A velocidade máxima atingida é de 130Km/h, seu peso é de 600 kg e o consumo é de 3km por litro de gasolina. Possui câmbio automático CVT, suspensão independente e tração nas quatro rodas. O fato de ser um carro sem para-brisa obriga que piloto e navegador usem capacete e óculos especiais durante a prova.

O que vem fazendo muito sucesso com os pilotos de UTV é que o modelo parece flutuar sobre as erosões, oferecendo 25% a mais de distância ao solo em relação aos outros veículos, com impressionantes 34,3 cm de altura. Composto por quatro amortecedores Walker Evans, com tecnologia de agulha que evita a pancada seca (Position Sensitive Anti-Bottoming Needle Shocks), o conjunto vem equipado com dupla mola, tendo 45,7 cm de curso na traseira e 40,6 cm de curso na dianteira, proporcionando uma condução confortável em todos os terrenos. Capaz de lidar com velocidades altas em terrenos extremamente acidentados, o sistema interage com as câmeras internas do amortecedor, permitindo a redução do impacto, aumento de resistência e melhoria do desempenho

Apesar de ser bastante robusto em sua forma original, o carro com que a Kandangus irá disputar os Sertões não é o mesmo que saiu da concessionária. O UTV da equipe foi desmontado e reconstruído, contando com vários reforços estruturais que dão mais segurança para encarar uma competição tão intensa. Além disso, vários itens foram adaptados para a prova. Os cintos de segurança, os bancos, as rodas e pneus foram substituídos por outros mais resistentes, e até o tanque de gasolina, que na versão original aceita 37 litros de combustível, foi adaptado para receber 90 litros. Além disso, dois extintores de incêndio de 2kg foram instalados para reforçar a segurança.


Fonte: Gustavo Epifânio e Marcelo Maragni

Nenhum comentário: