Pesquise neste blog

terça-feira, 18 de agosto de 2015

MÚSICA: FORRÓ PARAIBOLA COMEMORA SEUS 35 ANOS !


O Grupo Paraibola comemora no mês de setembro, 35 anos de história com o projeto Circuito de Feiras, nas regiões administrativas do DF. O grupo possui influência preponderante da cultura nordestina, mas trata em suas letras o ritmo nordestino com enfoque social que fala de Brasília e da realidade vivida pelos candangos nos anos 70,  80, 90, 2000, 2015, criando o autêntico Forró Candango.

A proposta do Circuito de Feiras idealizado pelo grupo, busca revitalizar os espaços das feiras com cultura e música de boa qualidade, proporcionando ao público um típico reduto nordestino!

A abertura do Circuito será na Feira da Lua de Sobradinho - 04 de setembro, sexta-feira, a partir das 19h. 
  


APRESENTAÇAO  FORRÓ PARAIBOLA
O grupo Paraibola nasceu em 1979 na cidade de Ceilândia (DF), fruto do encontro de uma sanfona, um pandeiro e um triângulo, formação propícia para qualquer nordestino fazer forró. Criado com a proposta de mostrar a autêntica música nordestina para o brasiliense, como o xote, o baião, o xaxado, o maxixe, o maracatu e o xerém, o grupo se consolidou por sua inventividade, criando um repertório a que chamaram de Forró Candango: o ritmo nordestino com enfoque social que fala de Brasília e da realidade vivida pelos candangos nos anos 70,  80, 90, 2000, 2015! Esse processo musical acompanhou a re-criação da cidade e o seu povoamento com arte e cultura.
Desta forma, com uma longa experiência em animação de eventos populares como as tradicionais festas juninas e quadrilhas, entre outras, o Paraibola apresenta um repertorio de irreverência com forte engajamento político, pontos marcantes do seu trabalho. Além de apresentar músicas de sua própria autoria, a banda interpreta também clássicos de consagrados artistas brasileiros como; Luiz Gonzaga, Alceu Valença, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos e outros.
Com 35 anos de estrada e um CD gravado, o Paraibola recebe o merecido destaque no cenário musical da cidade, já se apresentou em todo o DF, cantando e tocando em praças, ruas, feiras, festivais, manifestações populares, clubes e bares. Já abriram shows de grandes artistas nacionais, como Alceu Valença, Dominguinhos e Elba Ramalho, apresentando uma influência preponderante da cultura nordestina. É ouvir e dançar!
Formação Paraibola:

Finelo Loama - Voz principal
Rene Bomfim - Voz e Violão
Zé Carlos - Zabumba
Zimba - Bateria
Orlando Zú - Triângulo e Vocal
Nivaldo Nunes -  Sanfona
Roberto Nascimento - Baixo

OS ARTISTAS

Finelo Loama -  Voz Principal
Com um vocal forte, sonoro, e um timbre envolvente que remete ao clima acústico do sertão, Finelo canta lembrando os cantadores das feiras, os aboiadores e seus lamentos, os repentistas num galope à beira mar, os cangaceiros xaxando com alpercata de algodão, transformando o forró numa verdadeira forrópera. O Mickjegue do sertão, tem sua característica maior no próprio jeito de cantar, vestindo a música com sua verdadeira performance teatral. Finelo é cantor da Banda Paraibola desde a sua formação, e já cantou ao lado de grandes mestres da nossa música, Alceu Valença, Xangai, Pena Branca e Xavantinho, Dominguinhos, Elba Ramalho, Cidade Negra, Chico César, Ednardo, Paulinho Mosca entre outros.

Rene Bomfim -  Voz e Violão
Músico, violão e vocal, baiano radicado em Brasília desde 1970, Rene Bomfim começou sua carreira profissional em 1980, tocando em festivais de músicas, logo passou para casas noturnas, eventos, congressos, festas e centros culturais! Em 1991 Rene foi convidado a fazer parte da banda de Forró “Paraibola“, se aprofundando no estilo pé de serra, e todos seus segmentos, com músicas compostas pelos componentes da banda, vindo a gravar um CD em 1997 em Fortaleza sob a produção de Marcos Farias. Abriu vários shows de artistas consagrados como, Sivuca, Pena Branca e Xavantinho, Alceu valença, Elba Ramalho, Xangai e outros.
José Antônio Carlos -  Zabumba
É na pancada forte, onde reside uma sonoridade que evolui entre a madeira e a pele da zabumba que Zé Carlos desenvolve a sua arte, a batida diferente cheia de ritmos é notada no repinicar do bacalhau que este canhoto tira do instrumento botando sebo na canela dos amantes do forró, gerando um som único e popular que ele bebe nas fontes do jazz, samba, xote, baião, xaxado, influenciado por grandes mestres que são as referências da sua trajetória: Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, João do Vale, Marinês, Dominguinhos, Trio Nordestino e tantos outros. Zé Carlos é Brasiliense, de origem Piauiense, como free-lance trabalha com vários trios de forró: Siridó, Trio Asa Branca, Caco de Cuia, Genário, Forró do Bom e outros, atualmente faz parte do elenco da Banda Paraibola.

Orlando Aparecido – Zu -  Triangulo e Vocal
Orlando Aparecido Macedo, Conhecido artisticamente como “Zureia”, professor de arte da rede pública, mas uma de suas paixões é tocar na Banda Paraibola onde atua como percussionista (triângulo) desde a fundação da Banda. Sua atuação no grupo vai além do triângulo, no show se transforma no dançarino com sua boneca Dóia do Arrocho, arrancando aplausos do público que vibra com seu desempenho.

Nivaldo do Acordeón -  Sanfona
Nivaldo do acordeom, descendente de uma família de músicos da pequena cidade de Bom Jesus, PI, começou suas atividades artísticas com 10 anos de idade, tocando em bailes ou arrasta-pé, como é chamado até hoje no nordeste brasileiro. Logo se tornou um profissional da música e começou a ter participações nos shows de artistas consagrados como: Dominguinhos, Anastácia, Belchior, Osvaldinho do Acordeom, Marinêz, entre outros. Sua musicalidade tem raízes sólidas e regionalistas, fazendo do forró pé de serra o seu feijão com arroz. Com trinta anos de carreira, e uma vida inteira dedicada à música, Nivaldo do acordeom é uma referência na arte brasilense. Participa como free-lance de vários grupos como: Beirão e os filhos de Dona Nereide, Caco de Cuia, Trio Asa Branca e outros.

Roberto do Nascimento – Betão -  Baixo
Músico autodidata com mais de 20 anos de experiência, iniciou com violão especializando-se no contrabaixo. Realizou gravações, jingles, passando a tocar com músicos de Brasília e de diversas cidades, incluindo trabalhos internacionais. Dentre eles, Antônio Carlos e Jocafe,  Afonso Gadelha, Eliza Alves, Manduka, Renato Matos, Paraibola, Tijolada Reggae,  Jairo Mozart, Sopro e Cordas.


  
O PROJETO - CIRCUITO DE FEIRAS -  FORRÓ PARAIBOLA, 35 ANOS!
A primavera é boa demais!!! O cerrado fica florido, cheio de ipês coloridos! E é por isso que a banda de forró Paraibola escolheu o mês de setembro para comemorar seus 35 anos de atuação, com o melhor dos ritmos nordestinos em momentos de grande celebração nas feiras das regiões administrativas das cidades, Núcleo Bandeirante, Taguatinga, Guará , Sobradinho, Ceilândia.

Desde sua fundação, o grupo encontra o público de seu trabalho nas RAs, morada do nordestino, recanto dos forrozeiros. Nada mais justo numa cidade onde a maior parte da população é de nordestinos! Desta forma, com o intuito de resgatar os verdadeiros ritmos da musica popular brasileira, o forró do grupo Paraibola proporcionará ao público de forma gratuita músicas de excelente qualidade, com um estilo descontraído, animado e brincalhão, criando um ambiente típico nordestino aqui na capital com o projeto Circuito de Feiras – Paraibola, 35 anos!

Programação: 



Feira da Lua de Sobradinho - 04 de setembro, sexta-feira, a partir das 19h


Classificação: LIVRE



Nenhum comentário: