Pesquise neste blog

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Mais de 1,3 mil empregos devem ser criados para realização de obras da Caesb



Entre as ações previstas pela companhia está a criação de um sistema produtor na barragem do Lago Paranoá, que atenderá nove áreas de Brasília até 2018


Mais de 1,3 mil empregos devem ser criados para realização de obras da Caesb
Até dezembro, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) prevê o fim das licitações de seis obras que, juntas, vão garantir o abastecimento de água da cidade até 2050. "Serão sistemas estruturantes, de preservação da qualidade das nossas águas e de melhora expressiva na distribuição", afirma o presidente da companhia, Maurício Luduvice.

Publicados no Diário Oficial do DF dessa terça-feira (1º), os textos convocam empresas a apresentarem o menor preço para executar obras e serviços de sistema produtor, captação, estação elevatória, tratamento e reservatórios. Segundo Luduvice, a previsão é que os contratos resultem em mais de 1,3 mil empregos diretos. "Sem contar os indiretos, que vão movimentar a economia pela compra de ferramentas e materiais."

Atualmente, a Caesb conta com dois grandes sistemas produtores de água, o Descoberto e o Santa Maria/Torto, responsáveis por 85% da produção em Brasília. Os outros 15% são oriundos de métodos mais simples, como a utilização de poços profundos.

Um terceiro sistema de captação será criado no Lago Paranoá. Só para ele serão necessários 1.045 trabalhadores. As licitações para o empreendimento dividem-se em três etapas e vão atender a região leste da capital com a instalação de adutoras, reservatórios e estações elevatórias e a elaboração de projetos executivos.

As obras da primeira fase têm o valor estimado de R$ 163.039.861,83 e deverão ficar prontas até 2018. Para a segunda, o gasto previsto é de R$ 58.653.581,20; para a terceira, de até R$ 15.897.946,73. Os recursos são oriundos do governo federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), em parceria com o governo de Brasília.

Serão atendidos núcleos habitacionais no Jardim Botânico, no Lago Norte, no Paranoá, em Planaltina, no Plano Piloto, em São Sebastião, no Setor Habitacional Tororó, em Sobradinho I e em Sobradinho II. A abertura da licitação das etapas 1, 2 e 3 ocorre, respectivamente, nos dias 2, 5 e 6 de outubro, sempre às 9 horas. O presidente da Caesb adianta que, ainda neste ano, serão lançadas outras duas contratações para o projeto. "Vamos fazer uma específica para reservatórios e outra para adutoras em São Sebastião."

Na primeira fase da obra, o sistema do Paranoá terá capacidade para produzir até 2,1 metros cúbicos de água tratada por segundo e, na segunda, cerca de 2,8 metros cúbicos.

Ribeirão Bananal

Na região do Ribeirão Bananal, a Caesb prevê a criação de um subsistema de abastecimento composto de captação de água bruta, elevatórias, adutoras e automação das elevatórias. A partir da construção da estrutura, o líquido será bombeado para o Sistema Santa Maria/Torto, o que aumentará a capacidade de vazão e diminuirá o custo. Asa Norte, Setor Noroeste, Sudoeste e Cruzeiro serão beneficiados com a distribuição. O valor estimado é de R$ 10.986.148,77, e a abertura da licitação será em 7 de outubro, às 9 horas.

Gama

O reservatório do Balão do Periquito, no Gama, parte da Bacia do Rio Descoberto, também terá um novo sistema de abastecimento, a ser concluído em até um ano e meio após a contratação da empresa responsável. Por até R$ 19.102.623,10, a licitação será aberta em 8 de outubro, às 9 horas, e a novidade reforçará o atendimento para cerca de 300 mil pessoas que vivem no Gama, no Park Way, no Recanto das Emas, no Riacho Fundo I, no Riacho Fundo II, em Santa Maria, na região do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek e no Novo Gama (GO).

Lago Sul

As melhorias na rede de esgoto das Quadras 26 a 29 do Lago Sul serão retomadas e beneficiarão cerca de 13 mil pessoas, ao custo de cerca de R$ 8.368.436,73. Após o fim da licitação – a ser aberta em 9 de outubro, às 9 horas –, a companhia construirá dois elevatórios de esgoto, um na QL 26 e outro na QL 28/QI 29. As estruturas receberão o esgoto bombeado das quadras e o encaminharão para a estação de tratamento. A previsão é que a obra fique pronta em um ano.

Acesse a íntegra dos editais e os anexos no site da Caesb.


Outras informações: pelo telefone (61) 3213-7122 ou pelo e-mail licitacao@caesb.df.gov.br.

Fonte: Gabriela Moll/ Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Nenhum comentário: