Pesquise neste blog

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

SAÚDE: Secretaria garante que nenhuma UPA será fechada



Saúde busca maneiras de não deixar faltar profissionais para prestar os serviços à comunidade


A Secretaria de Saúde está trabalhando para garantir que nenhuma das seis Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do Distrito Federal precise fechar por falta de profissionais. Atualmente, as unidades contam com 170 médicos, sendo 74 destes de contratos temporários, que começaram a vencer em agosto.

“Nenhuma unidade será fechada. Tivemos uma reunião para ter remanejamento de profissionais entre as unidades. Além disso, pedimos na Justiça a prorrogação de contratos temporários que estão vencendo. Estamos aguardando a decisão”, observa o secretário de Saúde, Fábio Gondim.

O objetivo da pasta, porém, é substituir os contratos temporários por servidores efetivos. Mas, por ter atingido o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal, o DF está limitado na questão das contratações. Segundo Gondim, a Secretaria de Saúde já conseguiu autorização do Tribunal de Contas para contratar servidores para ocupar as vacâncias.

A convocação mais recente é de 31 de agosto, quando foram chamados 146 profissionais de diversas áreas, como enfermeiros, anestesistas, cirurgiões, clínicos e técnicos de enfermagem. A expectativa é de que outros 859 profissionais ainda sejam convocados para a pasta, sendo que destes 251 são médicos.

Segundo a subsecretária de Educação e do Trabalho em Saúde, Maria Amália, a expectativa para os próximos dias é de que 30 farmacêuticos, 30 fonoaudiólogos, sete nutricionistas e 16 assistentes sociais sejam convocados. 

Fonte: Secretaria de Saúde do DF

Nenhum comentário: