Pesquise neste blog

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

EDUCAÇÃO & TECNOLOGIA: Estudantes de Sobradinho se destacam em torneios de robótica



(*) Camila Denes

Pelo terceiro ano consecutivo, o Centro de Ensino Fundamental (CEF) 08 de Sobradinho vai representar o Distrito Federal na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). Depois de vencerem a etapa estadual, realizado no dia 3 de outubro, no Sesi Taguatinga, os estudantes Maurício Anderson Souza da Cruz, do 7º ano, e Talison Medeiros Costa, do 8º, fazem os últimos ajustes na máquina que competirá no maior evento nacional de robótica. Os desafios que eles terão até lá? Construir um robô programável, capaz de tomar decisões próprias, para cumprir um circuito programado e ainda salvar uma vítima.

Isso mesmo, salvar uma vítima. Neste caso será simbólico e estará representada por uma bolinha de isopor revestida por alumínio. O objeto é o alvo de resgate do robô, que terá que enfrentar em seu caminho obstáculos como rampas e detritos. “Estamos corrigindo erros e aprendendo coisas novas. É preciso ter paciência em alguns momentos, além de autoconfiança e companheirismo”, avalia Talison. O estudante acredita que o projeto possa ser utilizado como base para desenvolver algo mais complexo no futuro. “No caso do desabamento de um prédio, por exemplo, podemos desenvolver um robô parecido, capaz de entrar no prédio e encontrar as vítimas sob escombros”, explica Talison.

Para desembarcar na OBR sem preocupações de reparos, os alunos têm trabalhado de segunda a sexta no aperfeiçoamento do robô. O projeto ambicioso é acompanhado e instruído de perto por Alexandre David Zeitune. Professor de altas habilidades e superdotação do CEF 08, ele é o responsável por despertar o interesse dos alunos pelo universo da tecnologia. Durante o contraturno, ele e os meninos costumam trabalhar juntos para desenvolver projetos de interesse da garotada, sendo a maioria aficionada por robótica. Zeitune conta que constantemente os alunos são estimulados a participar de olimpíadas e demais competições, independente da área.

“No caso da robótica, houve grande adesão. Os alunos, depois de inscritos, passaram a receber os conhecimentos necessários para construir a máquina”, relata o docente. Para Maurício, o projeto simboliza uma abertura de portas para áreas mais complexas e abrangentes como a mecatrônica. “Eu estou achando muito bom participar disso tudo. Cada vez mais podemos chegar mais longe”, revela o estudante.

Esse é o terceiro ano consecutivo em que a CEF 08 de Sobradinho manda representantes para a etapa nacional da competição. Em 2013, a unidade participou da etapa estadual com duas equipes e representou o Distrito Federal na final, sediada em Fortaleza, garantindo o 6º lugar. No ano seguinte, o número de equipes da unidade aumentou para seis, classificando no quadro em 4º e 6º lugares.

A OBR costuma gerar um frisson no meio dos amantes de tecnologia. Apenas na última edição, de 2014, participaram cerca de 1800 equipes. A final do OBR acontece em Uberlândia (MG), entre 29 de outubro e 1º de novembro.





Mostra Nacional de Robôs

Esse não é o único evento de tecnologia que os alunos participam. Paralelamente a OBR, alguns estudantes do ensino médio da escola participam da Mostra Nacional de Robôs, considerada uma outra modalidade de robótica. O projeto consiste em escrever um trabalho científico sobre robótica. Caso eles se classifiquementre os 70 primeiros, recebem uma bolsa da CNPq para colocar em prática o que foi escrito.

“Toda nossa metodologia é voltada para criações que ajudem a comunidade escolar”, conclui o professor.


(*) Camila Denes, Foto: Tiago Oliveira

Nenhum comentário: