Pesquise neste blog

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

REGIÃO NORTE DO DF: Comunidade será ouvida em projeto para revitalizar Pracinha do Museu em Planaltina





Iniciativa do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios propõe oficina com a comunidade no próximo sábado (30) para orientar o projeto de revitalização do espaço, hoje subaproveitado

 Planaltina é a mais antiga cidade do Distrito Federal. Em seu Centro Histórico, estão tradicionais espaços e edificações com profundos vínculos com a comunidade, mas que ao longo do tempo perderam parte de sua vitalidade ou se deterioraram. Para começar a reverter essa situação, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) pretende investir recursos de compensações em espaços públicos tombados como patrimônio histórico e cultural da cidade. A primeira experiência será a revitalização da Praça Coronel Salviano Monteiro Guimarães. O local é conhecido na cidade como Pracinha do Museu e está localizado no Centro Histórico de Planaltina.

 A iniciativa conta com o apoio do Conselho Brasileiro de Lideranças em Placemaking e do grupo M.O.B (Manual de Ocupação de Brasília), que se encarregaram de realizar oficina participativa para colher as contribuições da comunidade no próximo sábado, dia 30. A iniciativa conta ainda com o apoio da Urbanizadora Paranoazinho S.A (UPSA), do projeto de Comunicação Comunitária da Universidade de Brasília (ComCom/UnB), da Associação Amigos do Centro Histórico de Planaltina (AACHP), da OAB – Subseção Planaltina e da Administração Regional de Planaltina.

Placemaking

 Placemaking é o termo usado mundialmente para designar processos de planejamento, criação e gestão de espaços públicos voltados para as pessoas, visando transformar "espaços" em "lugares", valorizados e respeitados pela comunidade, que passa a compartilhar de uma visão comum.

No caso de Planaltina, o objetivo é empoderar a comunidade local para que ela seja capaz de contribuir com o projeto, participando da discussão com críticas e sugestões. “A comunidade de Planaltina tem uma oportunidade que vai além da revitalização da praça. É uma chance de começar um processo de resgate do centro histórico da cidade, com espaços públicos agradáveis e cheios de vida e atividade, que contribuam com a qualidade de vida da população e economia da cidade. Esse projeto só funciona se for desenvolvido pela própria comunidade. Nosso trabalho será oferecer as ferramentas para que ela possa fazer isso”, explicou Ricardo Birmann, membro do Conselho Brasileiro de Lideranças em Placemaking.

 Um exemplo das metodologias sendo empregadas é a instalação de quadros negros na própria praça, na Administração Regional de Planaltina, no Fórum Desembargador Lúcio Batista Arantes e na parada de ônibus da Igreja Matriz. Nas lousas, moradores da cidade podem escrever ideias e apontar as demandas locais que a restauração deve suprir, além de indicar o que pode ou não ser mantido no espaço. Os quadros foram instalados no último dia 22 e ficam nos locais até 30 de janeiro, data da oficina de discussão aberta a toda a sociedade, a realizar-se na própria Praça do Museu.

Mais informações sobre Placemaking: http://www.placemaking.org.br
 

OFICINA

Data: 30/01/2016
Horário: 9h às 12h

Local: Praça Coronel Salviano Monteiro Guimarães, Arraial de São Sebastião de Mestre D’Armas, Centro Histórico de Planaltina

 
Fonte: Taise Borges

Nenhum comentário: