Pesquise neste blog

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Governo assina convênio para gestão pedagógica de três centros olímpicos


Aulas foram suspensas em dezembro e janeiro para rematrícula e serão retomadas em 16 de fevereiro

(*) Paloma Suertegaray

O governo de Brasília assinou dois convênios com a Fundação Assis Chateaubriand para a gestão pedagógica dos Centros Olímpicos e Paraolímpicos da Estrutural, do Setor O, em Ceilândia, e de Sobradinho I. Os extratos foram publicados no Diário Oficial do Distrito Federal desta sexta-feira (29). A entidade selecionada terá a função de contratar professores e equipe técnica — que inclui assistentes sociais, psicólogos e pedagogos —, coordenar as aulas, promover eventos nas unidades e adquirir material esportivo.

A Fundação Assis Chateaubriand tem 30 dias para assumir as atividades nos três centros, a contar da data de assinatura do convênio, em 22 de janeiro. Os acordos têm duração de um ano, prorrogável por mais quatro. A organização também é responsável pela gestão dos Centros Olímpicos e Paraolímpicos do Parque da Vaquejada, em Ceilândia, do Riacho Fundo e de Samambaia.

A Secretaria de Educação, Esporte e Lazer destinou R$ 3.923.146,28 para o convênio da unidade da Estrutural e R$ 5.001.488,97 para o dos centros de Sobradinho I e do Setor O. Os dois últimos foram unidos pela primeira vez em um único edital, resultando em economia de R$ 700 mil.

Novas vantagens

Na Estrutural, o novo projeto pedagógico atenderá demandas antigas da comunidade, como explica a subsecretária de Políticas de Esporte e Lazer, da pasta de Educação, Esporte e Lazer, Ricarda Lima. A partir deste ano, os alunos matriculados poderão ficar no centro olímpico durante todo o período da manhã ou da tarde, de terça a sexta-feira, em horário oposto à escola, e terão acesso a um lanche. Antes, os estudantes podiam fazer atividades durante uma hora e apenas duas vezes por semana.

"Fizemos uma pesquisa com a população da região administrativa para identificar as necessidades dos moradores. Agora a unidade na Estrutural poderá ser uma alternativa para muitos pais", afirma Ricarda. O centro da Estrutural continuará atendendo adultos, idosos e pessoas com deficiência.

Histórico

Segundo informações da Secretaria-Adjunta do Esporte e Lazer, da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, os convênios que atendiam os centros olímpicos no ano passado foram encerrados em julho (Estrutural) e outubro (Setor O e Sobradinho I). Antes do fim dos acordos, foi aberto novo processo licitatório, finalizado em dezembro.

A grade horária dos centros precisou ser reajustada devido à saída de professores com o fim dos convênios. Voluntários e estagiários trabalharam para que as atividades fossem mantidas. As aulas continuaram até 27 de novembro. Em dezembro e janeiro, os três centros suspenderam as atividades para as rematrículas e ficaram abertos somente nos fins de semana.

Matrículas

As aulas nos centros da Estrutural, de Sobradinho I e do Setor O estão previstas para começar em 16 de fevereiro. As vagas remanescentes serão oferecidas mensalmente, ao longo do ano, a partir de março. Para fazer a inscrição, pais ou responsável legal devem ir ao centro olímpico e levar a documentação. Nos outros centros olímpicos, o período de rematrícula começa na segunda quinzena de fevereiro e vai até abril.

Documentação necessária

Para a renovação de matrícula: cópias e originais de comprovante de residência e declaração de aluno regular

Para vagas remanescentes (a partir de março): foto 3x4 e cópias e originais de comprovante de residência, de declaração de aluno regular e de identidades do aluno e do pai, da mãe ou do responsável legal

Saiba quais são as modalidades oferecidas em cada unidade. Confira links abaixo:


http://www.esporte.df.gov.br/servicos/centros-olimpicos/unidade-de-sobradinho.html
 

(*) Paloma Suertegaray, da Agência Brasília

Nenhum comentário: