Pesquise neste blog

Secretaria de Estado da Casa Civil - DF

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Obras na saída norte de Brasília serão retomadas em maio



DER-DF garantiu R$ 146 milhões do BNDES para reiniciar as intervenções, que devem beneficiar cerca de cem mil motoristas por dia

 
(*)  Mariana Damaceno


 
Pistas paralelas serão feitas para desviar o trânsito e não prejudicar a população durante a obra de reconstrução da Ponte do Bragueto

As obras que devem colocar fim nos longos engarrafamentos na saída norte de Brasília estão perto de ser retomadas. Acordo do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) garantiu R$ 146 milhões para a construção das pistas do trecho Torto-Colorado e do trevo de triagem norte. O investimento contará ainda com contrapartida de R$ 51 milhões do governo local. Segundo o diretor-geral do DER-DF, Henrique Luduvice, os trabalhos vão ser reiniciados no início de maio.


Estão em fase de conclusão as assinaturas dos aditivos para alterar informações, como o prazo de entrega, que ainda será definido. As benfeitorias começaram no segundo semestre de 2014, mas foram interrompidas por falta de verba em dezembro do mesmo ano, na gestão anterior. Em 2015, o Executivo local retomou as tratativas com o banco.


A novidade deve beneficiar cerca de cem mil motoristas que passam diariamente pelo local, especialmente moradores de Sobradinho e de Planaltina, além de cidades vizinhas do DF, como Planaltina de Goiás e Formosa.

 
Melhorias

 
As medidas deverão eliminar problemas antigos, como a necessidade de recorrer à faixa reversa em horários de pico, de segunda a sexta-feira. O aumento da capacidade em um trecho da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia) será resultado da construção de duas novas pistas — uma em cada sentido —, com três faixas cada uma. Serão 5,2 quilômetros de ampliação entre o Torto e o Colorado.
 

O trevo de triagem norte terá 12 obras, entre pontes, viadutos e túneis, que ajudarão a distribuir o fluxo de veículos com destino ao Plano Piloto, levando ao Eixo Rodoviário Norte-Sul, à W3, aos Eixinhos Leste e Oeste e à L2. Uma das intervenções consistirá em duas vias marginais e as respectivas pontes paralelas à Ponte do Bragueto. Quando as pistas estiverem concluídas, a passagem atual poderá ser destruída para dar lugar a uma nova. Assim, o trânsito será desviado sem que a população seja prejudicada. O local, então, ficará com três pontes.


Somando-se às passagens previstas na ampliação entre o Torto e o Colorado, serão 23 obras no total. O atual financiamento com o BNDES inclui também a contratação de empresa para auxiliar o DER-DF na supervisão das obras.

Conheça os projetos do trevo de triagem norte e o do sistema viário de ligação Torto-Colorado.
 
(*) Fonte: Mariana Damaceno, Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

quarta-feira, 27 de abril de 2016

VEM AÍ: A VIII Semana do Microempreendedor Individual

Começa na próxima segunda (2/5) a Semana do MEI
 
Atendimento é gratuito e está espalhado em 23 pontos das RAs do DF
 
 
Começa na próxima segunda-feira, dia 2 de maio, e segue até o sábado, dia 7, a VIII Semana do Microempreendedor Individual, realizada pelo Sebrae. Neste ano, com o slogan “Semana do MEI, a semana para sua empresa ficar em dia”, o evento terá como foco a capacitação e a divulgação da figura do microempreendedor individual e seus benefícios; o apoio à formalização, à alteração  de dados e à solicitação de baixa por meio do Portal do Empreendedor; a divulgação das soluções disponibilizadas pelo Sebrae no DF aos empreendedores, bem como a programação para a melhoria da capacidade de gestão do negócio pelo MEI; a redução dos índices de inadimplência; e o apoio à divulgação e à ampliação do acesso ao crédito.
 
Para isso, o público será atendido gratuitamente, das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, e das 8h às 12h, no sábado, em 23 pontos espalhados pelas Regiões Administrativas do DF. Entre as atividades oferecidas nesta oitava edição da semana estão capacitações nas Oficinas SEI, clínicas tecnológicas, formalização, alteração da empresa, orientações com relação ao preenchimento da Declaração Anual e impressão dos boletos das obrigações fiscais.
 
Também faz parte da programação o III Seminário de Crédito, realizado na quarta-feira (4/5), às 10h, no Sebrae da 515 Norte, sobre serviços financeiros oferecidos ao MEI. “Nosso objetivo é melhorar a gestão dos negócios dos microempreendedores individuais para que se tornem cada vez mais competitivos e presentes na vida econômica do DF e, consequentemente, do País”, destaca Lucimar Santos, gerente da Unidade de Atendimento Individual (UAI).
 
É indiscutível a importância do microempreendedor individual em nossa economia. Apenas no DF, são mais de 111 mil os MEI cadastrados, somando 57,98% das optantes pelo Simples Nacional. Eles se destacam em segmentos como o comércio de artigos de vestuário e acessórios, os comércios ambulantes, o fornecimento de refeições prontas e nos salões de beleza, entre os profissionais barbeiros, cabeleireiros, manicures, depiladoras, esteticistas e maquiadores. No ano passado, na Semana do MEI, foram registrados 11.314 atendimentos e 2.634 pessoas foram capacitadas. “A cada ano, o evento cresce e, com isso, ampliamos nosso atendimento aos microempreendedores individuais, fomentando que esses negócios ganhem em desenvolvimento e competitividade”, acrescenta a gerente.
 
 
Descubra o ponto de atendimento mais perto de você
 
Os locais de atendimento da VIII Semana do Microempreendedor Individual estarão espalhados por todo o DF, tendo como endereço principal Ceilândia (QNM 13 Área Especial módulo B). Os outros pontos escolhidos pelo Sebrae no DF para o evento são:  Na Hora do Riacho Fundo,  Na Hora de Taguatinga,  Junta Comercial, Sebrae Nacional (604 Sul, Plano Piloto), Sebrae no DF (SIA Trecho 3, Lote 1.580), Sebrae da 515 Norte (Plano Piloto, na Asa Norte); Salas do Empreendedor de  Taguatinga (Praça do Relógio),  Itapoã (Quadra 378, conjunto A, AE nº 1, Lote 4, Fazendinha),  Recanto das Emas (Quadra 102 AE 1, Recanto das Artes), Santa Maria (Avenida Alagado), Planaltina (Avenida Uberdan Cardoso, Setor Administrativo),  Riacho Fundo I (Área Central 3, Lote 6), São Sebastião (Quadra 101, Conjunto 08, s/nº),  Estrutural (Setor Central, Áreas Especiais, Conjunto I, s/nº), Gama (Área Especial s/nº), Brazlândia (Avenida Veredinha, s/nº, Setor Tradicional) e  Samambaia (Quadra 302, Conjunto 13, Lote 05, Centro Urbano); além das unidades móveis em  Sobradinho II (Quadra Ar 13, Conjunto 1),  Paranoá (Praça Central - s/nº, Lote 1), Riacho Fundo II (QN 7A Conjunto 6, Lote 1/2), Mercado Norte e  Ceilândia Sol Nascente.
 
Serviço
 
VIII Semana do Microempreendedor Individual
Data: de 2 a 7 de maio de 2016
Local: 23 pontos espalhados pelas Regiões Administrativas do DF
Horário: de segunda a sexta, das 9h às 18h, e sábado, das 9h às 12h.
Evento gratuito
 
 
Tríplice Comunicação – 3033-3029/3273-3330
Natália Lopes 8154-6649
Cláudia Santos 8154-6650
Paulo Almeida 8154-6646
  
Fonte: Paulo Almeida/Tríplice Comunicação

BOLETIM DE OCORRÊNCIAS: ESTUDANTES SÃO ASSALTADOS AO SAIR DO COLÉGIO NA QUADRA 06 DE SOBRADINHO E POLÍCIA MILITAR PRENDE UM DOS LADRÕES.



VALDINOAN QUE JÁ FOI PRESO POR ROUBO A VEÍCULO, TENTATIVA DE ROUBO, PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO, AMEAÇA, LESÃO CORPORAL E FURTO EM RESIDÊNCIA, FOI PRESO EM FLAGRANTE, COM OS CELULARES DAS VÍTIMAS.
 
(*) Claudio Martins

 
Por volta das 11h de terça-feira, 26/04, policiais militares de Sobradinho prenderam em flagrante pelo crime de roubo a transeunte Valdinoan Estevão de Moraes, 34 anos. Ele foi preso após assaltar quatro jovens de 14 e 15 anos e roubar seus aparelhos de celulares nas proximidades do CEF 03 na quadra 06 de Sobradinho. Com o suspeito foram apreendidos os celulares das vítimas.

 
Policiais militares de Sobradinho receberam a informação de um roubo a estudantes nas proximidades do CEF 03 na quadra 06 de Sobradinho. Dois indivíduos, no qual um deles estava com uma arma de fogo, teriam rendido os adolescentes de 14 e 15 anos e com grave ameaça teriam roubado seus aparelhos de celulares, Iphone. Após o roubo, os ladrões teriam corrido para o inteiro da quadra 06.

 
Os policiais realizaram patrulhamento na quadra 06 e conseguiram localizar um dos indivíduos. Ele foi abordado e em suas vestes foram localizados os aparelhos celulares das vítimas. Valdinoan, que possui passagens por roubo, furto em residência, porte ilegal de arma de fogo, entre outros, foi preso, conduzido à 13ª Delegacia de Polícia e autuado em flagrante pelo crime de roubo a transeuntes. O comparsa que estava com a  arma de fogo não foi localizado.
 

LADRÃO É PRESO PELO GTOP-33, APÓS TENTAR ROUBAR CIDADÃO EM SOBRADINHO II, COM UM ESPETO DE CHURRASCO.

 


Por volta das 22h30 de terça-feira, 26/04, policiais militares do Grupo Tático Operacional de Sobradinho prenderam em flagrante pelo crime de tentativa de roubo Samuel Batista da Silva, 22 anos, morador da Candangolândia. Ele foi preso após tentar roubar um cidadão na AR 19 de Sobradinho II, usando um espeto de churrasco como arma.

 
A equipe Charlie do GTOP-33, composta pelo sargento Marcelo Campos, cabo Claudio Paiva e soldado R. Gomes realizava patrulhamento na AR 19 de Sobradinho II quando deparou-se com uma tentativa de roubo. O suspeito foi abordado e se demonstrava bastante nervoso.

 
A vítima disse que foi abordado pelo indivíduo pelas costas e que o assaltante teria colocado em suas costas um objeto pontiagudo e pedido dinheiro. Como não tinha dinheiro a vítima tentou virar para o assaltante e perceber que a arma se tratava de um palito de churrasco, desferiu um soco no rosto do assaltante e começou uma briga corporal. No exato momento a equipe do GTOP-33 passava pelo local e tentou conter o indivíduo, que resistiu à prisão e após ser usada a força necessária pelos policiais, o indivíduo foi preso.
 

Samuel, que já possuí passagem por roubo e tentativa de roubo, foi conduzido à 13ª Delegacia de Polícia e autuado em flagrante pelo crime de tentativa de roubo.

 
(*) Fonte: Claudio Martins/ Blog Informativo Flagrante

Senac abre matrículas para cursos na unidade de Sobradinho



O Senac está com matrículas abertas para diversos cursos na unidade de Sobradinho, com início previsto para o mês de maio. Os interessados devem procurar a Central de Relacionamento com o Aluno, com os seguintes documentos e cópias para efetivar a matrícula: RG, CPF, comprovante de residência e da escolaridade exigida. Mais informações: 3313-8877.

 

CURSO
PERÍODO
HORÁRIO
VALOR
Administração de Serviços Hospitalares (60 horas)
2 a 20 de maio
7h30 às 11h30
R$ 183 – 2x cartão de crédito ou parcela única no boleto
Assistente Administrativo (160 horas)
9 de maio a 5 de julho
7h30 às 11h30
R$ 415 – 3x cartão de crédito ou 2x no boleto
Assistente de Pessoal (160 horas)
9 de maio a 5 de julho
18h30 às 22h30
R$ 415 – 3x cartão de crédito ou 2x no boleto
Qualidade no Atendimento (20 horas)
9 a 13 de maio
18h30 às 22h30
R$ 63 – 1x cartão de crédito ou parcela única no boleto


 
Fonte: Silvia Melo

terça-feira, 26 de abril de 2016

REGIÃO NORTE DO DF/TRÂNSITO: 6 quilômetros de asfalto da DF-001 são restaurados no Lago Oeste




Trecho entre o km 119,3 e o km 131,8 recebeu primeira camada do revestimento. Conclusão total da obra está prevista para 22 de agosto

 

(*) Ádamo Araujo

 

Seis quilômetros da DF-001, entre o km 119,3 e km 131,8, receberam a primeira de duas camadas do asfalto a ser colocado nos 12,52 quilômetros. O trecho fica depois do balão do Colorado, no sentido Brazlândia. Segundo estimativa do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o término de todo o serviço está previsto para 22 de agosto.

 

Iniciada em 23 de fevereiro, a obra tem o objetivo de beneficiar moradores do Núcleo Rural Lago Oeste e de Brazlândia. "Existem muitos produtores agrícolas nesses locais, e a restauração é uma forma de melhorar o escoamento da produção", destaca o diretor-geral do DER, Henrique Luduvice.

 

Depois de concluída essa primeira etapa, o departamento começará a recuperar mais 9,3 quilômetros — do km 131,8 ao entrocamento da DF-170. Segundo Luduvice, o projeto está em fase de conclusão e será executado a partir do segundo semestre. Nos 12,52 quilômetros iniciais está prevista também a construção de uma ciclovia, terceira e última fase, ainda em elaboração.
 

Etapas

 
O trabalho compreende basicamente cinco procedimentos. Primeiro, ocorre a fresagem do asfalto antigo, quando se retira a capa deteriorada. Depois, o material fresado é incorporado ao acostamento, e toda a extensão da pista — incluindo o acostamento — recebe uma camada de 4 centímetros de pavimentação asfáltica. Em seguida, acrescenta-se mais uma camada de 5 centímetros, somente na via de rolamento. Por fim, colocam-se as sinalizações vertical e horizontal.
 

Economia

 
O valor inicialmente estimado para a recuperação era de R$ 8.744.911,14, conforme publicado no Diário Oficial do Distrito Federal de 28 de julho. No entanto, o custo diminuiu para R$ 6.753.902,84, incluídas as sinalizações vertical e horizontal. A economia de R$ 1.991.008,3 foi possível graças à modalidade de licitação pelo menor preço.

 
 
 
 
 


(*) Fonte:  Ádamo Araujo, Fotos: Dênio Simões/Agência Brasília

 

VEM AÍ...


Lei Maria da Penha

 

ROMPENDO O SILÊNCIO

 

Evento esclarece vítimas de violência na Fercal

Próximo sábado, dia 30/4, a partir das 9h.

 

O TJDFT realiza ação solidária Rompendo o Silêncio, no próximo dia 30/4, com o objetivo de esclarecer e divulgar os meios de proteção às mulheres vítimas de violência da Região Administrativa da Fercal.  O evento é liderado pela juíza do TJDFT Rejane Suxberger, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar de Sobradinho e acontecerá no Espaço Comunitário da Fercal, de 9h às 14h, na Administração Regional.


A ação vai contar com a participação da Associação dos Magistrados do DF – AMAGIS;  da Promotoria de Sobradinho (MPDFT); da Polícia Civil do DF (PCDF); do Provid da Polícia Militar do DF (PMDF) e da Subsecretaria de Política para as Mulheres do GDF. 

 A programação, especialmente preparada pela equipe do juizado e dos parceiros, terá atrações culturais e informativas, como palestras, peça teatral, número de dança e oficinas artesanais. As participantes contarão também com stands de atendimento jurídico e de saúde. Enquanto as mães tiram suas dúvidas, as crianças poderão brincar no espaço lúdico reservado a elas.

 Você, mulher, que mora na região da Fercal e tem alguma dúvida sobre o tema, participe! No dia 30/4, rompa o Silêncio e venha se informar e dedicar um pouco do tempo a seu bem-estar e da sua família!

Fonte:  ACS

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Paz será o tema do aniversário de Sobradinho

 

Durante 11 dias, haverá eventos como show com a cantora mirim Nicole Luz, desfile cívico, corte de bolo e baile
 

(*)  Ádamo Araujo
 

A programação oficial de aniversário de Sobradinho foi elaborada com base no tema 56 Anos pela Paz. De 6 a 20 de maio, haverá atividades culturais, esportivas e religiosas para celebrar mais um ano da região serrana. A ideia é que o assunto seja abordado em uma missa e em um culto religioso, além de servir como inspiração para decoração do baile, que será com cores mais claras.
 

Uma das atrações da programação é Nicole Luz, cantora mirim que ganhou projeção nacional após aparecer em um programa televisivo. Ela sobe ao palco montado no Ginásio de Esportes de Sobradinho às 17 horas de 7 de maio.

 
São esperadas até 5 mil pessoas durante os 11 dias de evento, mil delas somente no desfile cívico, na Avenida Contorno, no dia 14. A atividade contará com a apresentação de escolas locais, grupos de idosos e a banda do Corpo de Bombeiros Militar. Público semelhante deverá comparecer ao baile do dia 20, no ginásio de esportes. Neste ano, o corte do bolo está previsto para o dia 13, quando 56 metros da sobremesa serão distribuídos aos participantes.
 

Recursos

 
Cerca de R$ 300 mil oriundos de emendas parlamentares para a área de cultura serão empregados na estrutura das festividades, como banheiro, equipamentos de som e luz, palco e alambrados. "Estamos firmando parcerias com comerciantes locais para o que mais for necessário", afirma o administrador regional de Sobradinho, Divino de Oliveira Sales.
 

Sobradinho 56 anos

 

População e história

 

De acordo com a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios divulgada em agosto pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), Sobradinho tem população estimada em 68.551 habitantes, com taxa média de crescimento anual de 3,73%.
 

Sobradinho foi fundada em 13 de maio de 1960 para abrigar quem vivia nos acampamentos de empreiteiras na Vila Amauri, no Bananal e nas invasões próximo à Vila Planalto, inundadas pelas águas do Lago Paranoá, e os funcionários da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e do Banco do Brasil que vieram para a fundação de Brasília.

 
Ao fim de 1960, o local contava com mais de 8 mil famílias. Mais tarde, a área foi povoada por moradores que compraram lotes regularizados. Em 1964, Sobradinho tornou-se região administrativa.

 
Como chegar

 
Da Rodoviária do Plano Piloto a Sobradinho são aproximadamente 23 quilômetros. Para quem utiliza transporte público, entre outras opções, há as linhas de ônibus da Piracicabana 0.516 e 0.518, que partem do terminal, e as 0.501, 0.509, 0.520, 501.1, que passam ao lado da plataforma superior, pelo Eixinho. Mais horários e rotas podem ser encontrados no sistema de busca on-line do Transporte Urbano do DF (DFTrans).
 

(*) Fonte: Ádamo Araujo, Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Grupo de Cavalgada da Rota do Cavalo realiza evento em comemoração ao dia de Santo Expedito





Há mais de sete anos, Dona Elza Rodrigues e o grupo de cavalgada “Tropeiros da Amizade”, se reúnem para comemorar o dia de Santo Expedito com missa, caminhada e cavalgada. No último domingo (24), mais de 340 pessoas participaram da festividade. O evento contou com a presença do administrador regional de Sobradinho, Divino Sales, e do deputado distrital Raimundo Ribeiro.

 

Fotos: Roberto Rodrigues

BOLETIM DE OCORRÊNCIAS: HOMEM COMPRA CARRO POR R$ 50,00, VAI DAR UM ROLE NO DECK NORTE E É PRESO PELA PM


 

(*) Jairo Souza

 

Durante patrulhamento na noite deste sábado (23), policiais militares do 3º BPM abordaram um Fiat Uno, no estacionamento do Deck da Asa Norte, com três pessoas.Em consulta ao sistema o carro constou como roubado na data de 21 de abril, em Sobradinho. O trio foi conduzido à 5ª DP, onde o condutor disse ter comprado o automóvel por 50 reais. Ele foi autuado em flagrante por receptação e o carro entregue ao proprietário. Os outros dois foram liberados.

Participaram da ocorrência: sargento Silvio Bueno, soldados Prado, Petterson, Calheiros, Maltez, Victor Prado e André Morais

 
HOMEM AGRIDE MULHER MAS É PRESO PELA PMDF EM SOBRADINHO II

 


(*) Geovani Carvalho

Policiais militares integrantes do 13º Batalhão, Sobradinho, faziam patrulhamento na cidade, por volta de 20h30 de ontem (23), quando foram informados sobre uma mulher esfaqueada na quadra AR 07 de Sobradinho II. Os policiais foram no endereço e prenderam um homem de 55 anos e uma faca que teria sido utilizada no crime. A vítima foi conduzida ao Hospital Regional de Sobradinho com uma lesão na nádega, lado direito. Os policiais que realizaram a prisão estavam sob comando do tenente Marcelo.

 

Fonte: PMDF

sábado, 23 de abril de 2016

Mel brasiliense é detentor de prêmios como melhor do País




Clima seco e vegetação diversificada do Cerrado influenciam a qualidade da apicultura local

 
(*)  Jade Abreu

Brasília sempre esteve em destaque pela produção de mel nas premiações do Congresso Brasileiro de Apicultura


Em 1883, Dom Bosco previu que, entre os paralelos 15 e 20 do Hemisfério Sul, surgiria uma terra prometida onde jorraria leite e mel. O ponto descrito na profecia é Brasília, e o sacerdote é considerado padroeiro da capital. Não se pode dizer que o clérigo errou: a apicultura brasiliense é uma das mais reconhecidas no País e, durante 14 anos, o mel levou os títulos nacionais de mais puro e com o melhor pólen. O produto candango também é bicampeão internacional pela qualidade.

 
A cor e o sabor são diferenciados. Pelas características da flora do Cerrado, o mel silvestre tem composição que o deixa mais próximo do dourado. De acordo com o professor Osmar Malaspina, do Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista Rio Claro e especialista da Associação Brasileira das Abelhas, a variabilidade de plantas propicia as características únicas do mel brasiliense.

 
"É um bioma muito diversificado, e esse conjunto de plantas permite um mel diferenciado", afirma. Em Brasília, o alimento é feito, principalmente, a partir do pólen do cipó-uva, do angico, da aroeira e do assa-peixe.
 

Outro fator que favorece a apicultura brasiliense é o clima seco. "A umidade ideal é por volta de 17% e 18%, não pode passar disso porque fermenta. Então, a seca auxilia muito a produção", explica Malaspina.

Títulos

Brasília sempre esteve em destaque pela produção de mel nas premiações do Congresso Brasileiro de Apicultura, a cada dois anos. De 1996 a 2010, foram sete títulos: cinco de melhor mel do País, um de segundo melhor mel cristalizado e outro de segundo melhor pólen. Em competições internacionais, a cidade foi premiada no 9º Encontro Ibero-Americano de Apicultura em 2011 e recebeu menção elogiosa no Congresso da Apia Mondi, em 2012.
 

José Carlos Fiuza, de 65 anos, foi o vencedor em 2010 do melhor mel do País no Congresso Brasileiro de Apicultura — anteriormente já havia ficado em segundo lugar na mesma categoria. Ele fabrica cerca de 1,6 tonelada do produto por ano, o que dá cerca de 2 mil potes. Vende cada um por R$ 30. Para fazer a colheita, o apicultor conta com o apoio de um único funcionário, porém, em 30 minutos, consegue retirar 300 quilos de mel.

 
Fiuza tem aproximadamente 60 mil abelhas, e, em um único dia, a rainha põe até 3 mil larvas. O retorno financeiro é rápido, segundo ele. "Em um ano, o valor investido é recuperado e, nos seguintes, é só lucro", conta.

 
Servidor público, comprou um sítio em Sobradinho e desejava ter um pomar. Para estimular a produção, resolveu desenvolver a apicultura. "As abelhas ajudam a polinizar e aumentam a quantidade de frutas." A rentabilidade do mel foi tão alta no primeiro ano que ele passou a se dedicar mais, fez cursos e investiu em equipamentos.

 
Apesar do reconhecimento e do aumento na renda, o maior interesse de Fiuza é produzir para consumo próprio, já que não come açúcar e adoça os alimentos com o mel. "No dia em que achar um com a qualidade do meu, eu paro."

 
Vitorias do mel Brasiliense

 

Assistência

Os produtores têm apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) em cursos, em técnicas de produção e em domínio da tecnologia. De acordo com o responsável pela apicultura na empresa, o médico veterinário Edson Garcia Cytrangulo, a quantidade de mel produzida na capital, de 24,55 toneladas por ano, é pequena em comparação a outras unidades da Federação. São 1.140 colmeias espalhadas pelo DF.
 

"A Emater ajuda principalmente no conhecimento, na troca de rainha, que deve ser feita a cada um ano e meio, e na de favos." Segundo Garcia, os agricultores brasilienses são bem instruídos e, normalmente, têm uma logomarca própria. Os méis brasilienses registrados pela Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural seguem o padrão de qualidade.

Abelhas

As abelhas são o grande diferencial do mel brasileiro em relação ao resto do mundo. De acordo com Denise Alves, pesquisadora da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo, o País passou por três fases da apicultura. Na primeira, durante o século 19, as missões jesuítas sentiram a necessidade de produzir cera para fabricar velas que seriam usadas nas missas. Assim, padres portugueses trouxeram as abelhas-europeias. Esses insetos não se adaptaram ao clima tropical. Eles tinham pouca resistência, e a produção era considerada pequena.
 

O segundo ciclo começa quando o Brasil resolveu investir na produção comercial de mel. Para isso, os agricultores importaram as abelhas-africanas, acostumadas com a região dos trópicos e, portanto, mais tolerantes a altas temperaturas. Elas também são bastante resistentes a doenças, porém mais agressivas. Segundo a pesquisadora, os apicultores brasileiros não tomaram os devidos cuidados com a segurança pessoal, como o uso de vestimenta apropriada. Desta forma, muitos foram atacados pelas espécies africanas, que fugiram e cruzaram com as europeias que já viviam no País.
 

Como na origem da formação étnica do povo brasileiro, as abelhas nacionais são mestiças e englobam a mistura europeia com a africana. Por terem características predominantemente africanas, recebem o nome de africanizadas. Elas se espalharam pelo continente americano e, de acordo com Denise, já há relatos dessa espécie em alguns estados do sul dos Estados Unidos.

A produção do mel

As abelhas retiram o néctar das flores e o armazenam em uma bolsa dentro do corpo. Em seguida, esses insetos o levam para a colmeia, onde vive a abelha-rainha. Na colmeia, "abelhas-engenheiras" assumem a função de transformar o néctar em mel com a ajuda de enzimas próprias. Em média, uma colmeia tem 60 mil abelhas para apenas uma rainha, responsável para gerar mais insetos.
 








 
 
Fonte: Jade Abreu, Foto: Andre Borges/Agência Brasília