Pesquise neste blog

terça-feira, 3 de maio de 2016

EXCLUSIVO: Moradores de Sobradinho representam o DF no concurso de Miss e Mister Continente Brasil



(*) Higor Sousa/JS

Evento será realizado no mês de agosto em João Pessoa

Crédito: Antônio Júnior
Esta foi a primeira vez que dois representantes de Sobradinho ganham juntos o concurso
 

Ian Victor Moraes Pessoa, de 18 anos, e Thamiris Barbosa Tomé, de 17 anos, moradores de Sobradinho, representam o Distrito Federal no concurso de Miss e Mister Continente Brasil, evento que será realizado no mês de agosto em João Pessoa, na Paraíba. A dupla disputou com outras pessoas o Miss e Mister Continente do DF em abril no TaguaPark, na cidade de Taguatinga.
 

De acordo com o coordenador do Miss e Mister Continente Distrito Federal, Overlan Oliveira, o concurso nacional é um evento voltado ao turismo, em que cada estado leva o seu representante com o foco de exaltar a beleza dos candidatos de cada região. “Este acontecimento é o terceiro maior concurso de beleza do mundo, que começa regional, vai para o nacional e depois para o mundial”.
 

Overlan Oliveira, que também é coordenador de Goiás, explica que esta foi a primeira vez que dois representantes de Sobradinho, sendo moradores da região, ganham juntos o concurso. “Isso já aconteceu uma vez no Lago Sul, mas em Sobradinho nunca tinha acontecido”.
 

Conforme afirmou o coordenador do concurso, tanto o Ian quanto a Thamiris foram excelentes representantes regionais. “A Thamiris é uma candidata determinada e possui uma beleza venezuelana. No início ela ficou com receio, mas aos poucos foi acreditando em seu potencial. Com o Ian não foi diferente. Ele ficou meio desacreditado, mas foi vendo que era um candidato com alto potencial. A família dele também o apoiou muito nesta conquista”. Ao todo foram 24 mulheres e 15 homens disputando o concurso de Miss e Mister Continente Distrito Federal.
 

O Jornal de Sobradinho conversou com exclusividade com os dois candidatos que representarão o DF no concurso de Miss e Mister Continente Brasil.
 

Ian Victor Moraes Pessoa
 

Crédito: Antônio Júnior

Ian Victor Moraes sempre morou em Sobradinho e pretende se graduar em Direito
 

Ian Victor Moraes Pessoa, de 18 anos, entrou no mundo da moda há pouco mais de um ano e começou a seguir a carreira de maneira inusitada. O jovem explica que apesar de muitas pessoas dizerem que ele tinha porte para modelo, nunca pensou a respeito do assunto. “Muita gente falava que eu poderia seguir esta carreira, mas eu nem imaginava que pudesse dar certo. Foi quando uma amiga tirou uma foto minha e encaminhou ao Projeto Passarela. Ela chegou para mim e disse que eu tinha um evento para ir. Eu aceitei”. O Mister DF lembra que foi classificado e ganhou uma bolsa de 50% para ir a Curitiba. Porém, como financeiramente não tinha condições de arcar com os custos, não pôde aceitar. “Aí surgiu esta outra oportunidade, do concurso do Mister Continente Distrito Federal. Eu me preparei e graças a Deus ganhei. Estou muito feliz e quero continuar neste caminho”.
 

Ian Victor está no ensino médio e pretende fazer o curso de Direito. O jovem já namorou sério, mas revela que está solteiro. “Atualmente estou focado mais na minha carreira”. Para manter a forma e a beleza impecável, o Mister DF malha duas vezes por dia e tem uma alimentação regrada.
 

Nascido no HRS (Hospital Regional de Sobradinho), Ian Victor Moraes sempre morou na região e não esconde a paixão que tem pela cidade. “Gosto muito desta cidade serrana e das pessoas que aqui moram. É um lugar tranquilo para viver e não tenho intenção de sair. Mas, assim como todo lugar, tem coisas que precisam ser melhoradas, como por exemplo, a estrutura de algumas quadras de esporte e o lazer para as crianças”.
 

Questionado se participa de algum projeto social, o Mister DF conta que abraçou uma causa. “Neste ano eu comecei um projeto voltado às pessoas que possuem síndrome de down. Eu tenho um primo que tem e foi ele quem abriu o evento. Foi tudo muito lindo”. Além disso, Ian Victor relata que sua família sempre ajudou crianças carentes que moram em lugares onde a acessibilidade não é de fácil acesso. “Sempre em datas comemorativas, como natal, dia das crianças, páscoa, a gente se organiza e leva brinquedos e alimentos para elas. Isso nos traz uma alegria enorme”.
 

Crédito: Antônio Júnior
Ian Victor tem um primo que possui síndrome de down
 

Ian Victor Moraes garante que para se ter sucesso, as pessoas não podem deixar de acreditar em seus sonhos. “Eu sempre digo que os sonhos são sempre alcançáveis. Basta ter fé e correr atrás. Em qualquer lugar haverá pessoas que irão te criticar, mas a sua vontade tem de ser maior que isso”.
 
Thamiris Barbosa Tomé
 

Crédito: Antônio Júnior
Representando a cidade em que mora, Thamiris Barbosa dedicou a vitória ao seu avô, que faleceu de câncer

 
Beleza, educação e humildade. Essas foram algumas características reveladas pela Miss Continente Distrito Federal, Thamiris Barbosa, de 17 anos, quando perguntada sobre o que poderia ter contribuído para sua vitória no concurso. Apesar do sonho de ser modelo desde criança, a jovem iniciou a carreira há pouco tempo. Ela explica que pelas dificuldades financeira não pôde começar antes. “Minha família sempre me apoiou bastante. Muito cedo eu já buscava por essa carreira, mas tem todo um investimento e eu não tinha condições. Aí quando surgiu essa oportunidade, não pensei duas vezes. Busquei ajuda de familiares, amigos e consegui vencer”, comemora Thamiris.
 

Emocionada, a Miss Continente Distrito Federal explica que o maior incentivo que ela teve para vencer o concurso foi para homenagear o avô, que faleceu de câncer há poucos meses. “Ele sempre me chamava de Miss Sobradinho. Era uma das principais pessoas que me dava forças para alcançar meus objetivos. Sinto que consegui deixá-lo feliz e orgulhoso”.
 

Thamiris também contou muito com a ajuda de seu coordenador, Overlan Oliveira. Segundo ela, que informou nunca ter desfilado profissionalmente antes do evento, foi o coordenador quem a avisou sobre o concurso. “Ele me procurou para representar a minha cidade”. A jovem lembra que participou de um projeto social chamado Fábrica de Sorrisos. Porém, com a correria do concurso, não conseguiu se dedicar o tanto que ela queria. “Mas agora eu vou ajudar muitas pessoas. Quero fazer a diferença para todos, podendo levar esperança a quem precisa”.

 
Para o evento que vai acontecer em agosto, a Miss Continente Distrito Federal diz estar nervosa e ansiosa. “As pessoas falam que eu sou bonita, mas lá também terá mulheres bonitas. Será um desafio, mas nada que me impeça de correr atrás e seguir em frente”. Para manter a forma, ela malha bastante e não é muito fã de comer alimentos gordurosos. “Lógico que de vez em quanto a gente extrapola. Mas eu procuro sempre manter uma alimentação saudável”, completou Thamiris.

 
(*) Por  Higor Sousa / Jornal de Sobradinho – Exclusivo para Edição nº 298/JS – Primeira Quinzena de Maio de 2016  – Fotos: Antônio Júnior

Nenhum comentário: