Pesquise neste blog

sábado, 24 de setembro de 2016

SOBRADINHO II


Vila Buritizinho está com 60% das obras de infraestrutura e urbanização concluídas

Ibram autorizou a supressão vegetal que permitirá a construção das bacias. A previsão de entrega é dezembro deste ano

(*) ÁDAMO ARAUJO

As obras de infraestrutura e urbanização da Vila Buritizinho, em Sobradinho II, estão 60% concluídas. Cerca de 6 mil moradores da região serão beneficiados com diversas melhorias em uma área de 90 hectares, na qual serão feitos meios-fios, calçadas, drenagem pluvial, pavimentação asfáltica e bloquetes.


Durante vistoria na manhã desta sexta-feira (23), o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, percorreu trechos onde estão ocorrendo os trabalhos.  

Durante vistoria na manhã desta sexta-feira (23), o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, percorreu trechos onde estão ocorrendo os trabalhos. “O objetivo é avaliar o andamento do serviço para que ele seja entregue no tempo adequado”, explica Rollemberg. Após o monitoramento, ele acompanhou uma apresentação feita pelo secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Antônio Raimundo Santos Ribeiro Coimbra.

As obras foram divididas em sete lotes. Serão construídos 8 quilômetros de redes para captação de águas das chuvas, 51,5 quilômetros de calçadas, 22 quilômetros de meios-fios e duas lagoas de detenção das águas de drenagem e serão pavimentados 11 quilômetros de ruas.
Obras começaram no início deste ano

Com investimento de R$ 26,4 milhões, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), as intervenções na Vila Buritizinho começaram no início deste ano. A previsão inicial de conclusão era fim de setembro, mas passou para dezembro deste ano.

Segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, era necessária uma autorização do Instituto Brasilia Ambiental (Ibram) para supressão da vegetação. “Essa permissão foi dada hoje e ela nos permitirá iniciar o quanto antes a construção das lagoas de detenção das águas pluviais”, destaca Coimbra.

O secretário explica ainda que na avenida comercial foi feita a drenagem, mas não a pavimentação, uma vez que o asfalto anterior foi recortado no centro e precisará receber bloquetes. A medida será tomada em virtude da necessidade da redução da via para adequação da acessibilidade nas calçadas.

(*) fonte: ÁDAMO ARAUJO,  Fotos: Dênio Simões-  EDIÇÃO: GISELA SEKEFF/ agência brasília

Nenhum comentário: