Pesquise neste blog

Secretaria de Estado da Casa Civil - DF

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

COLABORAÇÃO por DANIEL ATTA


MANUAL DE USO
 

Não é necessário um rótulo,

Ou quem sabe um manual de uso,

Que se desenvolve dia após dia,

Sonho após sonho,

Fruto apenas da minha loucura,

Ou apenas quem sabe de um momento de insensatez,

Mas como dizem é necessário apenas 5 segundos de coragem,

Para se construir mais uma pagina

desse livro de poesias que faço minha vida.

Com paginas tão insanas, tão irracionais,

Quem sabe não faço apenas parte de uma mesa de jogo,

E como bom apostador, aposto tudo,

Todas as fichas em uma única aposta,

Que insano seria eu se procurasse em outra pessoa meu melhor rótulo,

Meu manual de vida,

Criando e refazendo rótulos próprios sonhos,

Crio e recrio, penso e repenso,

Em cada novo sonho,

Em cada nova loucura,

Em cada cinco segundos novos manuais,

Novos jeitos e trejeitos de se lidar comigo mesmo,

De paginas manchadas com o rubro de minha face,

Escritas com tantas loucuras que me rasgam a pele,

Que de tanto prazer me saliva a boca,

Mas expõem todas as minhas cicatrizes,

Atormenta minha mente e assim recebo um novo rótulo,

Nessa loucura que assim transformo minha vida,

Questiono-me se a insanidade não me trás prazer,

E que se essa loucura não possa ser vivida e gozada em pela alegria,

De sorriso largo,

Ao som de sussurros,

Que vida mais insana seria,

Estando preso a sanidade,

A um manual de vida que não pudesse reeditar

A loucuras que não pudesse cometer.
 

(*) Por Daniel Atta, Advogado, Escritor, Poeta e colabora com o Jornal de Sobradinho

Nenhum comentário: