Pesquise neste blog

Secretaria de Estado da Casa Civil - DF

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

EXCLUSIVO


Depois de passar por reforma, pista de bicicross de Sobradinho é entregue à população

Comunidade já cobrava o serviço há mais de 10 anos


(*) Higor Sousa/JS
 

Segundo a Administração de Sobradinho, a obra será entregue no mês de fevereiro – Foto: Divulgação

Depois de anos insistindo por uma reforma, a qual começou no início de dezembro do ano passado, a pista de bicicross de Sobradinho será entregue à população no mês de fevereiro. Tudo graças a mobilização de um grupo de atletas e praticantes de motonbike que há anos luta pela benfeitoria.


O local fica em uma área verde atrás do Estádio Augustinho Lima. Com vista para a Torre Digital, o espaço esteve inutilizado por três anos, pois não era possível visualizar as rampas, curvas e os morros de terras, que estavam desnivelados.

 
De acordo com o piloto e morador da região Matheus Buonafina, de 22 anos, antes dessa reforma, era perigoso treinar na pista da cidade. “Pegamos um arquivo de reportagem que foi feito no local e fomos à administração reivindicar mais uma vez pela obra. Eles nos receberam e aceitaram a ideia. Como piloto, posso dizer que tudo isso será muito importante para Sobradinho. Não teremos mais de ir para outras cidades para fazer os treinos”, comemora o piloto.
 

Segundo o morador da cidade Diovani Ribeiro, que faz parte de um grupo de atletas e que luta pela melhoria, ele, juntamente com outras pessoas, diariamente iam a vários órgãos públicos e à administração solicitar a reforma para a pista de bicicross. Conforme informou Ribeiro, o local estava abandonado e servindo de espaço para moradores de rua e usurários de drogas. “Além desse trabalho que está sendo realizado, temos mais uma notícia importante. A área será iluminada. Isso vai trazer mais segurança e tranquilidade para os moradores da quadra 2. Além da Administrção, a Novacap (Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil) também está fazendo o serviço. Se tudo der certo, vamos inaugurar a pista no dia 9 de abril, com a primeira etapa do Campeonato Brasiliense”.
 

Grupo de pessoas acompanha de perto os trabalhos de reforma da pista – Foto: Divulgação

Diovani também disse que após essa reforma, a pista de bicicross de Sobradinho estará no ranking estadual e nacional de corridas. “Como nós vamos ter uma pista com qualidade de nível nacional, a gente está com uma previsão de trazer entre 200 a 300 pilotos na primeira etapa. Isso sem falar na comunidade. Então a gente vai ter uma movimentação de mais ou menos 2 mil pessoas”.
 

Em nota, até o fechamento desta matéria, a Administração de Sobradinho afirmou que o trabalho que envolve terra já terminou e que a única pendência que estava faltando era a pavimentação. “A conclusão do trabalho é para o dia 15 de fevereiro. Isso é uma obra direta da Novacap. Estamos fazendo todo o possível para entregar tudo até essa data”.

 

Familiares e amigos cobravam constantemente da Administração de Sobradinho a reforma da pista de bicicross – Foto: Higor Sousa/JS

 
Entenda

BMX ou bicicross é um esporte praticado com bicicletas especiais, uma espécie de corrida em pistas de terra. Surgiu no final da década de 1950 na Europa e se popularizou na Califórnia no começo dos anos 1960.

 
Em 1978, Orlando Camacho, com grande experiência em competições de ciclismo e vários títulos conquistados, foi convidado pela Monark (fabricante de bicicletas) para chefiar a primeira equipe de bicicross Racing da América do Sul. Camacho convidou garotos do bairro da Mooca, em São Paulo, para participarem da equipe.

 
Na mesma época, a mesma empresa criou uma bicicleta especialmente desenhada para a prática do esporte, que ganhou o nome de BMX. Originalmente ela vinha de fábrica com "tanque", pára-lamas e um banco igual ao de uma moto de motocross. Durante sete meses o bicicross foi divulgado no estado de São Paulo em exibições feitas com rampas de madeira, em escolas e praças.

 
A primeira pista foi no Guarujá, no litoral paulista, em agosto de 1978. Mais tarde, em 1979 foi construída uma pista na Marginal Pinheiros, em São Paulo, próximo à Ponte da Avenida Cidade Jardim. O local contava com obstáculos, curvas e um poço de lama e os pilotos utilizavam bicicletas e equipamentos fornecidos pela Monark, que era a proprietária do local.

 
Novos modelos de bicicletas foram lançados e mais pistas foram construídas por todo o país. Hoje, há mais de dois mil pilotos federados. Orlando Camacho também foi o responsável pela introdução no Brasil do Freestyle, outra modalidade BMX. Naquele tempo as exibições eram feitas na pista, com os pilotos se equilibrando em cima das bicicletas, em manobras radicais para a época. Atletas como: Renato Rezende, Leandro Uchôa, Felipe Brick, Gustavo Mesquita, Fernando Montenegro são muito bem sucedidos no esporte.

 
(*) Por Higor Sousa/JS ( texto e foto) Especial para a Edição nº 315 do Jornal de Sobradinho referente a SEGUNDA QUINZENA de Janeiro de 2017.

Nenhum comentário: