Pesquise neste blog

sábado, 11 de fevereiro de 2017

COLUNA TEXTOS & TEXTOS por Geraldo Lima

BORBOLETAS
(*) Por Geraldo Lima

Borboletas sobrevoam o quintal, dão rasantes, voluteiam, pousando em seguida na flor vermelha da falsa-emília [seu pompom lembra muito o do dente-de-leão: ao soprá-lo, suas sementes voam ao sabor do vento feito helicóptero] e na flor do picão-amarelo. As borboletas [da amarela grande e destrambelhada ao voar às pequenas, elegantes no pouso sobre as pétalas e um encanto para os olhos com suas cores em tons variados] aproveitam que o mato venceu meu ritmo de trabalho [a dor nas costas já não me permite manejar a enxada em longas jornadas de labor rural] e povoaram o quintal com uma beleza frágil e temporária. Num pouso e outro, depositam estrategicamente camuflados seus ovos nas folhas da couve e da rúcula. Em breve [e preciso estar atento para isso] desgraciosas lagartas emergirão famintas e prontas para devorar as folhas das hortaliças. Das outras plantas ["as daninhas"] nem se lembrarão. Mas agora, aladas, fazem delas seu campo de pouso e seu jardim dos prazeres.


(*) Geraldo Lima (foto) é escritor, dramaturgo, roteirista e colabora com o Jornal de Sobradinho.

Nenhum comentário: