Pesquise neste blog

Secretaria de Estado da Casa Civil - DF

segunda-feira, 12 de junho de 2017

SAÚDE


O Grupo SEANE (Serviço de Assistência Clínica e Nefrológica) realizou no fim do mês de maio, no auditório da CNTI (505 norte), em comemoração a semana de enfermagem, seu primeiro simpósio sobre diálise. O evento surgiu da necessidade e carência, no Distrito Federal, de debates sobre inovações, tecnologia  legislações específicas para diálise. Além dos profissionais que trabalham na empresa, quase duzentas pessoas se inscreveram e receberam o certificado de participação. A organização do evento trouxe palestrantes com vasta experiência e renome nos cenários nacional e internacional que discorreram sobre os temas - Biossegurança, legislação RDC11, transplante, controle de água da osmose, acessos vasculares, sorologia e vacinação.

Dra. Rosana Chicon, sócia proprietária do grupo Seane

A Dra. Rosana Chicon, sócia proprietária do grupo, abriu o evento que prosseguiu com uma palestra motivacional da psicóloga Deborah Correia que falou sobre o quanto, eventos como esse, são essenciais para os profissionais da área de saúde e principalmente para os pacientes. “Esse simpósio foi muito importante para o amadurecimento dos colaboradores do grupo SEANE e veio para fortalecer a criação do núcleo de segurança do paciente. Dentro dessa perspectiva, a gente vem procurando capacitar cada vez mais nosso pessoal para que o atendimento seja focado no paciente e na segurança, ou seja, não é prestar um atendimento e sim prestar o melhor atendimento, com foco na segurança e bem estar deste paciente, considerando o processo de humanização dos nossos funcionários. Nossos colaboradores também são o foco das nossas atenções”. Finalizou a psicóloga Deborah.

Dotado de grande profissionalismo e carisma entre os profissionais da área, o Dr. Luíz Roberto nefrologista do grupo SEANE e do instituto de cardiologia do Distrito Federal proferiu sua palestra sobre transplante e frisou mais uma vez a importância da comunicação sobre a doação de órgãos em casos de falecimento. “... não tem como falar sobre transplante em silêncio, a doação só acontece com diálogo familiar entre os agentes envolvidos, juntamente com toda equipe das clínicas de diálise. Para o paciente é ainda mais importante porque o transplante representa uma mudança no paradigma do tratamento, na hemodiálise o paciente tem uma postura muito passiva, o médico, a enfermeira, o psicólogo, a nutricionista, todos envolvidos revelam a vida do paciente, então, o conhecimento faz entender que depois do transplante ele que vai ser o dono das rédeas da própria vida, é óbvio que mesmo contando com apoio da equipe é importante que ele entenda todos os passos para que ele possa aderir ao tratamento, e isso é uma mudança muito importante”. Conclui o doutor.

A enfermeira Adailza fez sua inscrição por e-mail, efetuou o pagamento da taxa por depósito em conta, garantiu sua vaga com antecedência e relatou sua participação. “Foi uma bela iniciativa do grupo SEANE e ótima oportunidade para eu agregar conhecimentos, abrir um novo horizonte sobre os cuidados com os pacientes, novas  patologias e dinâmicas de tratamento. Eu entendi que nós, profissionais da área de saúde, temos que aprender cada vez mais a lidar e tratar, não só com os pacientes, mas também com seus familiares utilizando uma abordagem mais humanizada para entender, respeitar e ajudar nessa trajetória de dependência por estar muito tempo dentro das clínicas de hemodiálise”.

Uma das idealizadoras e organizadoras do evento, a enfermeira Laiana Araújo, demonstrou muita satisfação com o resultado final e expressou seus sentimentos com relação ao grupo SEANE. “Me sinto muito orgulhosa por trabalhar numa empresa que escuta, promove e realiza as boas ideias dos colaboradores. O grupo SEANE tem um histórico de investir constantemente no aperfeiçoamento dos funcionários para melhoria do nosso atendimento”. Concluiu Laiana.

Com a pompa necessária para que um evento fabuloso como este deveria ter, os participantes, colaboradores, palestrantes, patrocinadores e todos envolvidos aproveitaram os momentos de pausa (coffee breack e almoço) para socializarem e fazerem aquele tão aguardado networking, trocando informações, contatos e experiências sobre a área de saúde. 

O saguão do auditório se tornou um espaço bem agradável e com uma atmosfera favorável para a promoção e difusão do conhecimento como descreveu um dos palestrantes. “Esse evento foi uma iniciativa muito boa, algo que falta em Brasília. Uma educação continuada que envolva todas as clínicas porque, às vezes, a gente fica mais fechados nos grupos e a partir do momento em que abrimos para todos participarem, além da gente dar “a cara a tapa” a gente também espalha conhecimento a todos e difunde esse conhecimento, coisa que a gente sente muita falta aqui em Brasília. Várias vezes temos que ir para outros estados em busca de um conhecimento que temos em Brasília de boa qualidade, portanto temos que reconhecer que esse simpósio foi um grande passo e espero que esse passo não acabe no primeiro e que continue com uma grande caminhada para melhorar ano a ano e envolvendo mais pessoas de outras áreas”. Dr. Werciley Jr.

Camilla Bernardes 

O encerramento teve surpresa. A Mestra de Cerimônia do evento, enfermeira Camilla Bernardes (também organizadora e idealizadora do simpósio) quebrou o protocolo e fez uma bela homenagem para Chefe de enfermagem do Grupo SEANE Rosângela Chicon que, não só organizou, mas, acompanhou todo processo junto ao setor de comunicação e logística do evento. Rosângela recebeu flores e foi aplaudida por todos que estavam no auditório.

Agradecemos o apoio dos laboratórios Sabin , Conágua e Profilática, dos palestrantes Dr. Frederico, Dr. Werciley, Dr. Luíz, Wilma Maria (Diretora Presidente da Conágua Ambiental), Maíra (representante Profilática), Hilda Carla (Gerente de risco de serviço de saúde), dos colaboradores do grupo SEANE e todos os presentes que participaram desse simpósio.






Nenhum comentário: