Pesquise neste blog

sexta-feira, 7 de julho de 2017

SAÚDE / DF

FARMÁCIAS DO DF PASSAM A OFERECER TESTE RÁPIDO DE DETECÇÃO DE HIV

(*) Daniel Alcântara

Algumas farmácias do DF estão vendendo o primeiro teste de farmácia, registrado no Brasil, produzido para detectar HIV. Chamado de Action, o exame detecta a presença do anticorpo do vírus HIV a partir da coleta de gotas de sangue e o resultado demora de 15 a 20 minutos para sair. O preço do teste varia de R$ 50 a R$ 70.


Para o presidente da Fecomércio-DF, Adelmir Santana, essa medida irá trazer facilidades para os clientes. “Agora, as farmácias terão um serviço a mais para ofertar no mercado. Vai ajudar no crescimento das vendas e, consequentemente, melhorar o atendimento ao consumidor”, afirma Adelmir.

Segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Distrito Federal (Sincofarma), Francisco Messias, o teste Action é composto por um líquido reagente, uma lanceta para furar o dedo, um sachê de álcool e um capilar (tubinho para coletar o sangue). “O exame foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), porém a instituição proibiu que o teste seja feito nas farmácias. O setor não concorda com essa medida, pois temos profissionais da saúde trabalhando nas lojas, no caso os farmacêuticos, que estão habilitados para realizar esse procedimento”, aponta Messias.

A Anvisa informou que o teste demonstrou sensibilidade e efetividade de 99,9%. No entanto, só pode indicar a presença do HIV após 30 dias do contato da pessoa com o vírus. O resultado aparece na forma de linhas que indicam se há ou não presença do anticorpo do HIV. Caso o teste dê positivo, a pessoa deve procurar um serviço de saúde. Em caso de resultado negativo, o teste dever ser repetido após 30 dias para confirmação do resultado.

(*) Por Daniel Alcântara Publicado 5 de julho de 2017  em Boletim Fecomércio EMA, Notícias   0 –Tel: 61 3038-7500 - revista@fecomerciodf.com.br


Nenhum comentário: