Pesquise neste blog

quinta-feira, 21 de junho de 2018

BOLETIM DE OCORRÊNCIA NA REGIÃO NORTE DO DF - SOBRADINHO II


HOMEM É PRESO POR TRÁFICO DE DROGAS EM SOBRADINHO II


No dia (20), várias equipes policiais dos Grupos Táticos do 13 Batalhão, foram até uma casa na AR, em Sobradinho II, para verificar uma denúncia de tentativa de latrocínio. Os policiais viram dois homens pulando um muro de uma outra casa e, quando um deles, jogou um saco no chão.

Dentro do saco haviam 500 gramas de maconha e 100 gramas de crack. O suspeito da tentativa de latrocínio conseguiu fugir. Já o outro homem que jogou o saco com as drogas foi detido e levado para a delegacia, onde foi autuado por tráfico de drogas.

(*) Fonte: Gilmar Santos/PMDF

Empreendedorismo



A força do associativismo

(*) Júnior Nobre

Uma cidade cinquentenária tem seus desafios comerciais, Sobradinho não é diferente, é clichê ficar sempre apontando virtudes de outras cidades satélites ou centro de Brasília, outra questão é apenas impessoal – por quê? Muitas dessas franquias, supermercados e atacarejos afixadas aqui, tem suas administrações em outras localidades e não prestigiam a cidade em quase nada.  Ex: Se existe um time de futebol amador que precisa de um novo uniforme e patrocínio é no pequeno comércio que ele vai bater a porta, até pela acessibilidade em encontrar o proprietário atrás do balcão de sua loja, se acontece um evento social a viabilidade econômica é buscar algum tipo de patrocínio ou apoio no pequeno comércio varejista. Os grandes nem recebem, dificultam o acesso, pois não tem interesse em interagir com a comunidade a não ser tirar dela os seus investimentos e o lucro. O retorno é quase nenhum.

Não podemos desmerecer os grandes, até por que, são fonte geradora direta de emprego e renda na cidade, mas entendo a dispersão dessas empresas quando da oportunidade em se juntar com os menores para associativamente melhorar em conjunto o bem-estar da comunidade.

Acredito de verdade que por muitos anos ficamos órfãos de “grupos representativos do comércio local” em prol da maioria. E quando digo maioria é todo o segmento produtivo e comercial de nossa região norte do DF.

A política e facilidades econômicas tomou conta do ego de “alguns gestores” que se voltaram ao próprio umbigo.  Infelizmente ratificado com o apoio de poucos “comerciantes “ da cidade que presos a pensamentos tacanhos ainda insistem no modelo que não dá mais certo.

Hoje, o comércio de Sobradinho mudou, saiu do centro da quadra 08 para outras localidades da cidade. Vale dizer que até poucos anos, tudo era decidido ali.   O fato é que novos empresários se instalaram na cidade e em outras quadras com uma mentalidade mais agressiva em buscar algo novo, e já ficou claro que para conseguir esse algo novo precisam do fator grupo fortalecido para almejar novos desafios.

Modelos antigos não são mais aceitos, figuras carimbadas no comércio foram descartadas, hoje a realidade é um novo comando, sem políticos, sem imposições. Tudo discutido em incansáveis reuniões em busca da profissionalização dos empresários e de seus comandados. Cursos, palestras, tecnologias, network, excelência no atendimento, bons preços tem sido o mote a ser compartilhado.

Recentemente tenho observado uma movimentação harmônica em busca da criação de uma nova associação comercial com atuação em Sobradinho I, II, Setor de Mansões e outras localidades da região. É notório a busca por melhores condições, financiamentos etc.... O que começou com 12 empresários, hoje conta com 60 e amanhã quiçá o mundo.  Vale registrar o apoio de outras entidades e associações da cidade que querem participar desse bolo também. Um bom jurídico e a ACDF tem se colocado à disposição dos anseios dos ávidos empresários locais.

Acredito que ainda esse ano de 2018 teremos um Novo Grupo administrando os anseios comerciais da nossa tão sofrível região norte do DF. Por isso, vale a participação em novas reuniões. A próxima está marcada para 26/6 às 19h00 no Espaço Encantado Julia Baby Kids quadra 08/10 ao lado da Igreja Sarah Nossa Terra onde será confeccionada a ata de reunião e deliberação de vários assuntos do dia. Fica o convite!

(*) Emícles Nogueira Nobre Júnior (Júnior Nobre) é Jornalista Profissional DRT 12050/DF, Empresário em Sobradinho e Diretor da Editora Sobradinho Notícias LTDA-ME e Coordenador do Blog & Jornal de Sobradinho.

COMÉRCIO DE SOBRADINHO


Empreender é preciso!

No dia (20/06), os empresários de Sobradinho se reuniram mais uma vez no espaço encantado Julia Baby Kids com o objetivo de formar novas parcerias e estratégias de atuação comercial na cidade.


Durante a reunião foram debatidos vários assuntos sobre o último encontro, dentre eles, foram apresentados novos empresários, isso mostra o desejo dos lojistas em ter novos projetos, parceiros e somar ideias a criação de uma nova associação de empresários locais. Estiveram presentes ao evento o Diretor de Projetos da ACDF - João Henrique (Kiko) e o Sr. Virgílio, VICE-PRESIDENTE DA AMPES – Associação das Micros e Pequenas Empresas.

Para o empresário e advogado: Allan Kardec (AKPS) Precisamos de algo novo, vale começar do zero e começar do zero não quer dizer que vai tropeçar, por que já existem comerciantes experientes e todos eles já sofreram, já fecharam comércios e já abriram outros. É preciso entender também que a mudança tem que ser feita de dentro para fora. A concorrência é salutar você precisar ampliar a visão do cliente de Sobradinho pois queremos um comércio mais forte e de qualidade.  Precisamos agregar e quebrar paradigmas, lembro que esse grupo que começou com 12 e hoje vejo aqui 60 ou 70 empresários que querem mudar e se querem mudar tem que partir do novo. Uma nova associação, esse é meu ponto de vista. “Para ter um resultado diferente, tem que fazer coisas diferentes” declara.


Para o empresário. Marcio Portilho (Fael), os empresários da cidade estão maduros e conscientes de sua importância social e coletiva. E as ações que já vem sendo realizadas só mostra a maturidade profissional dessa nova geração de empreendedores na cidade.

Para o João Henrique Ramiro – Kiko (foto) - Diretor de Projetos da ACDF – ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO DISTRITO FEDERAL  - Esta mobilização dos empresários de Sobradinho buscando o crescimento econômico e social de nossa cidade se torna muito mais fácil e traz melhores resultados se for realizada em parceria com uma entidade associativa de notório respeito na sociedade.

O associativismo viabiliza maior participação e cria espaços de diálogo entre a sociedade organizada e o poder público.

Será fundamental para o desenvolvimento sócio-econômico de Sobradinho, cidade em que nasci, fui criado e até hoje moro com minha família, o apoio, valorização e incentivo a instituições associativas já existentes bem como a criação de novas instituições.

Na condição de Diretor de Projetos da ACDF – ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO DISTRITO FEDERAL, me coloco a inteira disposição dos empresários e moradores da nossa cidade serrana... cidade arte... e por que não??? Cidade “Polo Econômico”!



*Cleber Pires
Acredito profundamente na força do associativismo, sou testemunha de que este é o caminho certo, o caminho do sucesso para os empresários de Sobradinho, pois são muito mais fortes quando se organizam. Se fortalecem quando se unem.

As conquistas serão mais fáceis com a união, o Estado os reconhece, o grupo passa a ser ouvido e respeitado pelas autoridades e o crescimento vem como resultado deste trabalho. O associativismo, o cooperativismo e as famílias são pilares fundamentais na sociedade civil organizada. Não deixem isto morrer em Sobradinho. Vocês são capazes de dar exemplo para todo o Distrito Federal, se mobilizem prol do desenvolvimento de sua cidade e juntos seremos vencedores. A ACDF – ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO DISTRITO FEDERAL estará sempre à inteira disposição deste grupo vencedor.

Parabéns a todos pela excelente iniciativa. Que Deus os ilumine!!!

*Cleber Pires

Presidente da ACDF – ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO DISTRITO FEDERAL

A próxima reunião está marcada para o dia 26/6 - terça-feira, às 19h00 onde será confeccionada a ata de reunião e deliberação de assuntos do dia.

Por André Estevam/ Blogueiro (texto e fotos).

quarta-feira, 20 de junho de 2018

LANÇAMENTO DO LIVRO DE POEMAS


Tarcísio Pádua lança o livro Caminhar




Caminhar



Eu só quero um caminho:
Caminhar
Sob o céu de Sobradinho.



Tarcísio Pádua, autor do livro de poemas Caminhar, estará lançando sua obra no dia 04 de Julho, às 18:00 horas, no Espaço Beira Cultural, localizado no Restaurante Beirute, da 109 sul.

Trata-se de um poeta que traduz o dia-a-dia, o cotidiano, para as páginas desse livro. Seus poemas nasceram de sua garra de escritor, morando em Brasília - DF, que clama por revelar os momentos comuns da Vida das pessoas.

Por vielas, Caminhos e estradas, traz no Olhar seus versos em falas simples, claras, necessárias à compreensão de quem, vivendo a correria e as tribulações, quer expressar seus sentimentos, seu Encanto e sua Fadiga entre as horas que passam de um tempo que nos consome.

Ao circular pelos seus poemas, brinca-se de roda, fala-se de amor, De morrer, de tudo, do nada, da Dor, de medos e sonhos. Afinal, a vida é uma conquista! E o poeta, ao viver esse Encanto do viver, percebe que a simplicidade está mais próxima da humanidade do que se imagina ou se deseja.



Sem se preocupar com a rima, manifesta que o acontecer acontece independentemente do nosso querer. Seus versos se confundem com as palavras pronunciadas todos os dias, esbarrando por todo canto, seja lá onde for, em nós.
De sentir e de falar, Tarcísio escreve Feliz. Sem pretensão, escancara o fato, o feito, o jeito e os gestos. Põe despr­­­etensiosamente no papel o que a boca fala e o coração sente, como um Canto de amor sincero que não encontra palavras na Chegada, mas realiza sua Passagem e transforma letras e linhas em desejo e vontade de se expressar.

Depois de ter lido sua obra, o leitor ou a leitora pode ver nele a Ousadia, não somente em seus poemas, mas em suas mensagens e seus apelos, um simples e puro Canto de amor na vida e na humanidade, na busca incessante de Amar.

Sobre o autor.




Tarcísio Ferreira Pádua, Tarcísio Pádua (foto), nasceu em Triunfo, estado de Pernambuco. É filho de Manoel Vicente de Pádua e Constância Ferreira da Silva. Em Sobradinho-DF desde 1965. É jornalista formado pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), também fotógrafo nas horas vagas. Com a turma de faculdade participou do grupo denominado “Poetas do Ceub”, isto em 1981, com os colegas Byron de Quevedo, Cássia Portugal, Márcia Ferreira, Cléber Letieri, Dayse Bezerra, Renato Russo, Leila Marcondes, Dolores Silveira, Nildenor e Gilberto Freire. Tem mais de uma dezena de participação coletiva com sua poesia em vários estados brasileiros e na Argentina e Uruguai. O livro CAMINHAR é a sua primeira obra individual.



Mais informações sobre o lançamento do livro e o autor podem ser obtidas pelo telefone (61) 98481-5924 ou pelo e-mail tpadua7@gmail.com

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA


Regularização é indispensável para partilha de bens imóveis



Decisão recente do STJ reforça importância da regularização fundiária para o crescimento ordenado e para proteger as famílias



Perder um familiar significa ter de lidar, além da tristeza e do abalo emocional, com todos os procedimentos jurídicos que listam os bens do falecido e identificam quem são seus herdeiros, determinando como se dará a partilha dessa herança. Para que esses bens possam ser utilizados sem nenhuma restrição, a recomendação dos especialistas é fazer o inventário o quanto antes ou buscar o consenso entre os envolvidos sobre a partilha. Para aqueles que adquiriram lote irregular, esses trâmites são ainda mais difíceis porque comprovar a propriedade é praticamente impossível.



Decisão recente da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) coloca mais um empecilho para os herdeiros de propriedades em locais ainda não-regularizados: o prosseguimento da ação de inventário depende da regularização das propriedades. Ou seja, é indispensável que os bens imóveis que compõem o acervo de espólio sejam regularizados perante o cartório competente para que os herdeiros possam usufruir deles.



“A imposição judicial para que sejam regularizados os bens imóveis que pertenciam ao falecido, para que apenas a partir deste ato seja dado adequado desfecho à ação de inventário, é, como diz a doutrina, uma ‘condicionante razoável’, especialmente por razões de ordem prática – a partilha de bens imóveis em situação irregular dificultaria sobremaneira, senão inviabilizaria, a avaliação, a precificação, a divisão ou, até mesmo, a eventual alienação dos referidos bens imóveis”, apontou a relatora do recurso especial ao STJ, ministra Nancy Andrighi.



Preocupados com o futuro de suas famílias, os moradores dos parcelamentos existentes na área da antiga Fazenda Paranoazinho, condomínios do Grande Colorado, Boa Vista e Contagem, já estão passando pelo processo de regularização. A Urbanizadora Paranoazinho, proprietária dos lotes da região, em Sobradinho, oferece diversos descontos e subsidia o preço, cobrando até 30% do valor para que os proprietários tenham sua situação regularizada. “Regularização é a valorização do patrimônio, segurança para os herdeiros e famílias, responsabilidade com a cidade e com o meio ambiente. Fortalece todos os aspectos que fazem com que sejamos uma sociedade”, afirma o diretor-presidente da UPSA, Ricardo Birmann.



Ex-síndico do Condomínio Solar de Athenas, em Sobradinho, o militar Aluísio Madruga de Moura e Souza, de 80 anos, entende a importância da regularização de seu imóvel, de mil m². “Tenho esposa, filhos e netos e minha idade já me preocupa porque não quero deixar problemas para minha família depois que eu me for. O trabalho da UPSA é importante porque sem a regularização não há segurança para meus familiares”, acredita o morador, que mora no condomínio há vinte anos.



Há dez anos a UPSA se dedica para a regularização de todos os parcelamentos existentes na área da antiga Fazenda Paranoazinho. Esse esforço representa a transferência da escritura definitiva de titularidade do lote para quase 30 mil pessoas, além da melhoria na qualidade de vida das pessoas. Atualmente, cerca de 30% dos mais de seis mil lotes da área já possuem escritura ou estão em processo de regularização.



César Pessoa de Melo, proprietário de uma casa no mesmo condomínio há 18 anos, também entende a importância da regularização para o futuro. “Tudo na vida é melhor regularizado e dentro da legalidade. Muitos de nós só descobrimos que precisávamos regularizar ao tentar colocar a propriedade no nosso nome, por isso é importante aderir à UPSA para registrar esses imóveis e garantir que nossas famílias estejam seguras”, explica o morador.



A região que possui lotes irregulares também perde com essa situação, pois não atrai investimentos públicos como escolas, postos de saúde, segurança e empreendimentos como bancos e shoppings, que se instalam apenas em regiões regularizadas. Quando a UPSA adquiriu a antiga Fazenda Paranoazinho, a área já estava ocupada por mais de cinquenta parcelamentos os chamados condomínios. Desde então, a equipe de urbanistas e advogados da UPSA desenvolveu uma metodologia técnica e jurídica para viabilizar a regularização dessas ocupações que serviu de modelo para inúmeros processos de regularização promovidos pelo Governo do Distrito Federal, pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) e pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal.


Fonte: Karolina Kopko / santafeideias.com.br

AGRICULTURA & GESTÃO


Criação do Instituto Parque Granja do Torto é aprovada na Câmara Legislativa
Proposta do governo de Brasília é que entidade sem fins lucrativos desenvolva a agropecuária no DF e Entorno. Texto recebeu aval nesta terça (19) e segue para sanção
(*) Amanda Martimon
proposta do governo de Brasília de criar o Instituto Parque Granja do Torto foi aprovada pela Câmara Legislativa nesta terça-feira (19). O objetivo é que a entidade sem fins lucrativos desenvolva a agropecuária no Distrito Federal e no Entorno.
instituto será responsável pela gestão do Parque de Exposições Granja do Torto, que tem área de 73,99 hectares. Um contrato de gestão com o governo local definirá metas, obrigações, prazo, responsabilidades e critérios para aplicação de recursos.
Entre as atribuições do instituto estão:
  • Fomentar negócios nos setores de interesse
  • Implementar programas
  • Estimular processos de inovação
  • Fomentar a integração de cadeias produtivas na agropecuária, por meio de atividades técnicas, culturais e sociais
Projeto de Lei nº 1998, de 2018, foi aprovado com emendas dos deputados distritais. As alterações, de acordo com o secretário da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Argileu Martins da Silva, não modificam a essência da proposta.
"Vamos dinamizar as atividades (do parque) para contribuir com o desenvolvimento do setor agropecuário e também para que ele seja utilizado pela sociedade. A ideia é que seja autossustentável"
*Argileu Martins da Silva, secretário da Agricultura do DF

O Conselho de Administração, que antes seria formado por sete membros, passa a ter nove, por exemplo. Além dos quatro representantes do Poder Executivo e três da sociedade, os parlamentares incluíram um representante distrital e um da agricultura familiar.
“Hoje [o Parque Granja do Torto] está subutilizado. Vamos dinamizar as atividades para contribuir com o desenvolvimento do setor agropecuário e também para que ele seja utilizado pela sociedade. A ideia é que seja autossustentável”, explicou o titular da pasta.
A supervisão da gestão, que permanecerá pública, caberá à pasta da Agricultura.
Redistribuição de funções na Educação
A Câmara Legislativa também aprovou o Projeto de Lei nº 1871, de 2017, que trata de ajustes na distribuição de gratificações a supervisores do quadro da Secretaria de Educação.
Com isso, as escolas públicas do DF terão mais supervisores no período noturno — o número de profissionais passará de 200 para 400. As funções no diurno, que atualmente são fixadas em 2 mil, somarão 1,8 mil.
Segundo a Secretaria de Educação, a redistribuição é necessária porque foram abertas novas turmas no período noturno em algumas escolas.
Nas unidades escolares, o profissional é responsável pela supervisão pedagógica, administrativa e financeira. O valor da gratificação para supervisores diurnos é de R$ 903,29. No noturno, a quantia equivale a R$ 473,50.
(*) Fonte: Amanda Martimon- Edição: Vannildo Mendes

COPA DO MUNDO 2018


COMÉRCIO DO DF FUNCIONARÁ EM HORÁRIO ESPECIAL DURANTE O SEGUNDO JOGO DA SELEÇÃO NA COPA DO MUNDO

O segundo jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, contra a Costa Rica, nesta sexta-feira (22), às 9h, afetará o funcionamento do comércio brasiliense. As lojas de shopping e o comércio de rua do DF abrirão a partir de 12h. A decisão é resultado de acordo entre a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-DF) e o Sindicato dos Empregados no Comércio (Sindicom-DF). Já no último jogo da primeira fase, contra a Sérvia, no dia 27 de junho, às 15h, os shoppings fecham às 14h30 e reabrem às 17h30. O comércio de rua também fechará às 14h30, mas terá o retorno facultativo às 17h30.

Entretanto, alguns setores, como o de bares e restaurantes, não fecharão os estabelecimentos em nenhum horário durante os jogos da Copa do Mundo. Já o segmento de supermercados, representado pelo Sindicato dos Supermercados (Sindsuper-DF), informa que não há nenhum acordo entre o sindicato patronal e laboral em relação ao horário de funcionamento, deixando para o empresário a livre escolha de fechar ou não durante a realização do campeonato de futebol. Dessa forma, o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos (Sincofarma-DF) também esclarece que o funcionamento das farmácias de todo o DF será facultativo durante os jogos.

Expectativa de venda do comércio durante a Copa do Mundo

De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio, os empresários do comércio esperam crescimento nas vendas de +12,64%; e em serviços de +10,28%, na comparação com o mesmo período de 2014. A coleta de dados do estudo ocorreu entre 6 e 11 de abril e foram entrevistadas 400 empresas de 17 segmentos do comércio e nove de serviços.

Havendo classificação para as fases seguintes, serão observados os seguintes horários nos dias de jogos:

Horário do jogo às 9h
Shoppings – início das atividades após 12h

Comércio de rua – início das atividades após 12h

Horário do jogo às 11h
Shoppings – fecham às 10h30 e retornam às 13h30

Comércio de rua – fecha às 10h30 e retorna às 13h30

Horário do jogo às 15h
Shoppings – fecham às 14h30 e retornam às 17h30

Comércio de rua – fecha às 14h30, com retorno facultativo às 17h30

O segundo jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, contra a Costa Rica, nesta sexta-feira (22), às 9h, afetará o funcionamento do comércio brasiliense. As lojas de shopping e o comércio de rua do DF abrirão a partir de 12h. A decisão é resultado de acordo entre a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-DF) e o Sindicato dos Empregados no Comércio (Sindicom-DF). Já no último jogo da primeira fase, contra a Sérvia, no dia 27 de junho, às 15h, os shoppings fecham às 14h30 e reabrem às 17h30. O comércio de rua também fechará às 14h30, mas terá o retorno facultativo às 17h30.

Entretanto, alguns setores, como o de bares e restaurantes, não fecharão os estabelecimentos em nenhum horário durante os jogos da Copa do Mundo. Já o segmento de supermercados, representado pelo Sindicato dos Supermercados (Sindsuper-DF), informa que não há nenhum acordo entre o sindicato patronal e laboral em relação ao horário de funcionamento, deixando para o empresário a livre escolha de fechar ou não durante a realização do campeonato de futebol. Dessa forma, o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos (Sincofarma-DF) também esclarece que o funcionamento das farmácias de todo o DF será facultativo durante os jogos.

Expectativa de venda do comércio durante a Copa do Mundo

De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio, os empresários do comércio esperam crescimento nas vendas de +12,64%; e em serviços de +10,28%, na comparação com o mesmo período de 2014. A coleta de dados do estudo ocorreu entre 6 e 11 de abril e foram entrevistadas 400 empresas de 17 segmentos do comércio e nove de serviços.

Havendo classificação para as fases seguintes, serão observados os seguintes horários nos dias de jogos:

Horário do jogo às 9h
Shoppings – início das atividades após 12h

Comércio de rua – início das atividades após 12h

Horário do jogo às 11h
Shoppings – fecham às 10h30 e retornam às 13h30

Comércio de rua – fecha às 10h30 e retorna às 13h30

Horário do jogo às 15h
Shoppings – fecham às 14h30 e retornam às 17h30

Comércio de rua – fecha às 14h30, com retorno facultativo às 17h30

Por Fabíola Souza

VEM AÍ, CONTA DE LUZ MAIS CARA .


ANEEL APROVA REAJUSTE DA TARIFA DE ENERGIA EM BRASÍLIA PELA SEGUNDA VEZ EM MENOS DE UMA ANO

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o aumento médio de 8,81% na conta de energia dos brasilienses a partir desta sexta-feira (22). Este é o segundo aumento na conta de luz em menos de um ano, pois em outubro de 2017, houve o reajuste foi de 8,46%.  Para residências e comércio, atendidos em baixa tensão, o reajuste médio será de 8,88%. Já para as indústrias, que usam a energia em alta tensão o reajuste médio será de 8,81%.  A medida atingirá cerca de um milhão de consumidores da Companhia Energética de Brasília (CEB).

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DA REGIÃO


EMPRESÁRIOS DE COMÉRCIO E SERVIÇOS PODEM ADQUIRIR EMPRÉSTIMOS POR MEIO DO FCO

A Fecomércio-DF recebeu na tarde desta terça-feira (19) o superintendente regional do Banco do Brasil, Pablo da Silva Ricoldy. O objetivo do encontro foi para apresentar aos empresários de comércio e serviços a modalidade de crédito junto ao Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO).  Segundo Ricoldy, para pessoa jurídica essa é a forma de crédito mais atrativa, pois conta com as menores taxas de juros existentes no mercado. “Como ocorreram algumas mudanças, estamos com um valor grande de recursos do fundo para serem utilizados pelos empresários e queremos que esses recursos sejam aproveitados pelos empreendedores de comércio e serviços”, disse. Ainda segundo ele, o Banco do Brasil está disponível integralmente para atender aos interessados em adquirir o empréstimo por meio do FCO para melhorar seus negócios. Mais informações no (61) 3424-4013.

Sobre o FCO

O FCO é um fundo de crédito criado pela Constituição Federal, Lei nº 7.827, de 27/09/1989, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento econômico e social da região, mediante programas de financiamento aos setores produtivos, buscando maior eficácia na aplicação dos recursos, de modo a aumentar a produtividade dos empreendimentos, gerar novos postos de trabalho, elevar a arrecadação tributária e melhorar a distribuição de renda.

  
Por Fabíola Souza – Fecomércio

terça-feira, 19 de junho de 2018

CONVITE AOS SOBRADINHENSES



Vem aí, Evento Social
Doe Amor com Gentileza
Dia 23 de Junho, Sábado no Ginásio de Esportes de  Sobradinho II AR 1

Um evento social com a finalidade de informar a comunidade de Sobradinho II sobre os programas sociais da rede serrana, como CREAS, CRAS e Conselho Tutelar, uma tarde de Beleza, atividades lúdicas com as crianças, aulões de danças e atividades físicas com os profissionais das academias, aferição de pressão e glicemia com os parceiros dos comerciantes locais.

“A comunidade agradece o dia e os comerciantes aquecem seus comércios, doando seus serviços com Amor e Gentileza! ” declara Christiane  - Coordenadora do Evento


Contato: (61) 996354681

UTILIDADE PÚBLICA


Aviso de Falta D'água


A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal - Caesb comunica que realizará um remanejamento de adutora para ampliação da Rodovia DF 003 (EPIA) na próxima quinta-feira (21/06/2018) e, para isso, o abastecimento de água será interrompido das 5h às 23h nas seguintes localidades:



Setor Habitacional Taquarri
Condomínio RK
Condomínio Império dos Nobres
DER-DF
DPF/ANP
SPMN


A Companhia informa, ainda, que toda unidade usuária deverá contar com reservação de volume mínimo correspondente ao consumo médio diário, de acordo com o artigo 50 da Resolução da Adasa nº 14, de 27 de outubro de 2011, que estabelece as condições da prestação e utilização dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário no Distrito Federal. Com isso, os usuários não deverão ser afetados pela interrupção no fornecimento de água. Segundo o Parágrafo Único, o usuário é responsável pela limpeza e desinfecção da instalação predial de água e do reservatório predial antes da ligação definitiva de água, e posteriormente pela limpeza e desinfecção semestral do reservatório predial.



Mais informações para imprensa pelo número: 3213-7117.

Mais informações para a população pelo número: 115.




Fonte: Assessoria de Comunicação - CAESB <ascom@caesb.df.gov.br>/Foto:  Google images/divulgação

CIDADE


Queda de galho fere sete crianças de 7 e 8 anos em escola pública de Sobradinho

Alunos foram levados a hospital com dores no corpo; uma delas relatou náuseas. Órgão de manutenção do DF tinha agendado poda para esta terça, diz Corpo de Bombeiros.

Fachada da Escola Classe 11 de Sobradinho, no DF (Foto: Google Maps/Reprodução)

Sete crianças com idades entre 7 e 8 anos ficaram feridas, na tarde desta segunda-feira (18), após a queda de um galho em uma escola pública de Sobradinho, no Distrito Federal. Segundo o Corpo de Bombeiros, as vítimas foram levadas ao hospital da região com dores nas costas.

Os bombeiros foram acionados às 14h30, minutos após a queda do galho no parquinho da Escola Classe 11. De acordo com a corporação, apesar das dores, as crianças atingidas estavam "conscientes, orientadas e estáveis". Um dos meninos, de 8 anos, relatou náuseas.

Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, a Novacap – responsável pela manutenção das áreas públicas no DF – já tinha comparecido ao local para analisar a árvore. A poda dos galhos tinha sido marcada para esta terça-feira (18).

Em nota, a Secretaria de Educação informou que cinco das sete crianças atendidas tiveram "apenas pequenos arranhões", e que dois estudantes seguiam em observação no hospital até as 19h.

Ainda de acordo com a pasta, a árvore já tinha passado por uma poda do Corpo de Bombeiros em fevereiro, e será alvo de novos cortes nesta terça. O parquinho onde ocorreu o acidente será interditado.

Questionada a Secretaria de Educação sobre a presença das crianças na área próxima à árvore, mesmo após a detecção do risco de queda. Até as 20h, a reportagem ainda aguardava retorno.

Fonte: G1 DF.

segunda-feira, 18 de junho de 2018

ARTIGO JURÍDICO / COLABORAÇÃO


O direito de arrependimento do consumidor


Em tempos modernos, várias compras são efetuadas pela internet. Além de práticas, muitas vezes os produtos são vendidos a preços mais convidativos. Assim, se o consumidor comprar algum produto ou serviço por telefone, pela TV ou internet e, quando for usar, perceber que não gostou, ele tem direito de devolver, recebendo de volta o que pagou?

Sim. Trata-se do chamado Direito de Arrependimento, previsto no Código de Defesa do Consumidor.

Em quais casos pode-se utilizar o direito de arrependimento?

O consumidor tem direito de arrependimento sempre que a compra do produto ou serviço ocorrer fora do estabelecimento comercial.
Podemos definir isso quando o consumidor compra um produto ou contrata um serviço pela internet, por telefone ou, então, quando o vendedor ou o prestador de serviço vai até a casa da pessoa levando um catálogo para que o comprador escolha o artigo ou o serviço.
É importante ressaltar que tal direito somente existe na situação acima, ou seja, compra em local diferente do estabelecimento físico do vendedor.

Pode-se utilizar o direito de arrependimento quando o produto ou o serviço é adquirido/contratado no próprio estabelecimento comercial do fornecedor?

Não! Muitas lojas físicas, a fim de fidelizar o cliente e buscando uma maior comodidade para ele, possibilita que o consumidor troque o produto ( Ex. uma camisa que não serviu no filho, ou um vestido que quando chegou em casa e não gostou da cor) por outro. Entretanto, tal prática comercial é mera liberalidade negocial, não havendo previsão legal que obrigue a loja a adotar essa prática comercial.

Existe um prazo máximo para que o consumidor possa exercer esse direito?

SIM. O consumidor poderá desistir do negócio em um prazo de até 7 dias, que são contados:
• da assinatura do contrato; ou
• do ato de recebimento do produto ou serviço

É necessário que o consumidor justifique o motivo pelo qual não quer mais o bem ou serviço?

NÃO. O direito de arrependimento pode ser exercido de forma imotivada, ou seja, o consumidor não precisa dizer os motivos pelos quais quer devolver o produto ou serviço, não sendo possível que o fornecedor exija isso para que faça o reembolso.
Pouco importa também se o produto ou serviço não apresenta nenhum vício. Assim, o produto ou serviço poderá ser devolvido mesmo que esteja funcionando perfeitamente.

O fornecedor poderá inserir uma cláusula no contrato afirmando que o consumidor não terá direito de arrependimento?

NÃO. Eventual cláusula nesse sentido é considerada abusiva, sendo nula de pleno direito, nos termos da legislação.

Após devolver o produto ou serviço, o consumidor tem direito de receber de volta inteiramente o valor que pagou?

SIM. Se o consumidor exercitar o direito de arrependimento, os valores eventualmente pagos, a qualquer título, durante o prazo de reflexão, serão devolvidos monetariamente atualizados, de forma imediata.

Quem deverá arcar com as despesas de transporte para devolução da mercadoria à loja?

O fornecedor, não podendo haver nenhum desconto ou cobrança para o consumidor, devendo o fornecedor arcar integralmente com todas as custas.

Assim, as facilidades para compras pela internet devem ser tratadas de forma diferenciada, também com direitos diferentes para o consumidor.

Fonte: Dra. Mara Ruth Ferraz Ottoni (foto) , advogada e especialista em Processo Civil, pela PUC-MG, sócia do escritório NCFerraz Advocacia Especializada, em Sobradinho-DF.

ESPORTE


Renovação de matrícula na Escola de Esporte

Alunos da Escola de Esporte, do Complexo Poliesportivo Ayrton Senna, que quiserem continuar na mesma turma devem renovar a matrícula de 19 a 29 de junho. O período será dividido da seguinte forma:

Modalidades

AquáticasSecas

De 19 a 22 de junho *De 26 a 29 de junho

*Na sexta-feira (22), o expediente será das 14 às 17 horas. Na quarta (27), a secretaria funcionará das 8 às 13 horas

As modalidades secas são:

Alongamento
Caratê
Ginástica acrobática
Judô
Musculação

As aquáticas podem ser:


Deep water
Nado artístico
Saltos ornamentais
Natação

Já aqueles que desejarem trocar o horário devem providenciar a renovação de 25 a 27 de julho.

O pedido de mudança garante só a vaga da modalidade. Novas demandas dependem de disponibilidade.

Para fazer a renovação, é preciso apresentar a carteirinha com, pelo menos, 75% da frequência das aulas e com a autorização do professor (carimbo e assinatura) e comprovante de pagamento da taxa semestral.

No caso de menores de 18 anos, somente os pais ou responsáveis podem renovar.

Quem está matriculado em duas modalidades deve fazer as renovações ao mesmo tempo, no primeiro prazo, com os respectivos comprovantes de pagamento.

Após as datas indicadas, as matrículas não renovadas são automaticamente canceladas.

Caso tenha perdido a carteirinha, o aluno deve pedir a segunda via (depósito de R$ 10 e foto 3×4) para seguir o procedimento normal.

A taxa semestral é de R$ 60, para pessoas de 6 a 17 anos. Para adultos, fica em R$ 80. A isenção se aplica para estudantes da rede pública do Distrito Federal (de 5 a 17 anos), alunos das equipes (até 17 anos), pessoas com deficiência (mediante solicitação, com avaliação), maiores de 60 anos e hipossuficientes (autorizados de acordo com a lei).

O pagamento deve ser feito por depósito bancário ou transferência eletrônica, por estudante (identificado com o seu nome) e separadamente, por modalidade:

Conta: Fundo de Apoio ao Esporte
Banco: BRB
Agência: 100
Conta-corrente: 012.726-2
CNPJ: 22.879.492/0001-70

Para comprovação, valerá somente o recibo original. Agendamento e depósito por meio de envelope serão descartados.

Renovação de matrículas na Escola de Esporte

De terça a sexta-feira

Das 8 às 17 horas

Na secretaria

Informações: (61) 3326-8960

Fonte: Agência Brasília com informações da Secretaria do Esporte do DF - Foto Divulgação