Pesquise neste blog

quarta-feira, 7 de maio de 2014

BOLETIM DE OCORRÊNCIAS: HOMEM É ESPANCADO ATÉ DESMAIAR E ROUBADO POR GRUPO EM SOBRADINHO.



Por volta das 15h30 de terça-feira, 06/05, um homem de 48 anos, foi espancado até desmaiar, pelo um grupo de jovens e teve a quantia de R$600,00, roubado pelo o grupo, bem como o seu aparelho de celular, no comércio local da quadra 05/07 de Sobradinho.

Segundo testemunhas, a vítima foi encontrada por populares, desacordada, com vários hematomas pelo corpo e todo sujo de sangue. Uma viatura da Polícia Militar que passava pelo local foi acionada e socorreu a vítima ao Hospital Regional de Sobradinho.

No hospital a vítima, ao acordar, disse aos policiais que caminhava pela a rua quando aproximadamente seis rapazes começaram a agredi-lo com chutes e socos, até ela desmaiar. A vítima disse que estava com um celular e a quantia de R$600,00 em sua carteira. Ambos foram roubados.

Policiais civis da 13ª Delegacia de Polícia estão investigando o caso e não tem nenhum suspeito.


Por Claudio Martins/Informativo Flagrante – Especial para o Jornal de Sobradinho

EM SOBRADINHO POLICIAL MILITAR DE FOLGA EVITA ASSALTO CONTRA MULHER.



O cabo Scartezzini da Policial Militar do DF, lotado no Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL), que estava de folga e a paisana, evitou que uma mulher tivesse a bolsa e outros objetos roubados nas entre quadra 7/9 de Sobradinho, na segunda-feira (5), por volta das 21h40.

As acusadas duas irmãs, de 18 e 14 anos, abordaram a vitima com uma faca (foto acima), exigindo os objetos. O policial interveio com isso as acusadas fugiram com a faca. Perseguidas foram detidas com a faca usada na tentativa de roubo.

A guarnição do 13º BPM de Sobradinho, sargento Marconi e cabo Enés, apoiaram o policial na condução das acusadas à 13ª Delegacia de Polícia. Reconhecidas pela vitima as duas responderão por crime e ato infracional nas respectivas delegacias de policia.

Por Ferreira Santos – Texto e Foto / Especial para o Jornal de Sobradinho

Mãe e filhos são salvos por PM, após serem atropelados

O atropelamento ocorreu na noite de 6 de abril deste ano. A senhora Ana Carolina andava pelo acostamento da rodovia BR-020, sentido Sobradinho/Planaltina, empurrando o carrinho com os bebês, a caminho da parada de ônibus, quando foi atingida por um carro, que seguia em alta velocidade pelo acostamento.

O momento de desespero, por ver os bebês caídos ao chão, com os carros passando próximos a eles, foi aliviado quando apareceu um homem, que a socorreu juntamente com os bebês. O homem, que posteriormente se identificou como policial militar, acionou o Corpo de Bombeiros, e permaneceu com ela até a chegada do socorro médico.

Ao ver que as vítimas estavam bem, o sargento Gladson seguiu viajem. Para a senhora Ana, ficou a gratidão e a imagem do homem, que arriscando a própria vida entre os carros, não mediu esforços para salvá-la e também seus filhos.

“Queria vê-lo novamente, para poder agradecer”, palavras da mamãe Ana.


Por  Gilmar Santos/PMDF



Policial Militar do DF salva mãe e dois bebês, após serem atropelados


O atropelamento ocorreu na noite de 6 de abril deste ano. A senhora Ana Carolina andava pelo acostamento da rodovia BR-020, sentido Sobradinho/Planaltina, empurrando o carrinho com os bebês, a caminho da parada de ônibus, quando foi atingida por um carro, que seguia em alta velocidade pelo acostamento.

O momento de desespero, por ver os bebês caídos ao chão, com os carros passando próximos a eles, foi aliviado quando apareceu um homem, que a socorreu juntamente com os bebês. O homem, que posteriormente se identificou como policial militar, acionou o Corpo de Bombeiros, e permaneceu com ela até a chegada do socorro médico.

Ao ver que as vítimas estavam bem, o sargento Gladson seguiu viajem. Para a senhora Ana, ficou a gratidão e a imagem do homem, que arriscando a própria vida entre os carros, não mediu esforços para salvá-la e também seus filhos.

“Queria vê-lo novamente, para poder agradecer”, palavras da mamãe Ana.


Por  Gilmar Santos/PMDF

Trio é preso por receptação e porte ilegal de arma em Sobradinho
Ontem (6), por volta das 16h30, policiais militares foram acionados para abordar três homens supostamente armados num bar localizado no Condomínio Jardim Europa II – Sobradinho. Os suspeitos foram identificados e o veículo que eles estavam, um Honda/Civic, havia sido roubado há dois meses na Asa Norte.
O trio é suspeito de participar de uma quadrilha de furto e roubo de veículos. Segundo informações, os carros eram levados do Distrito Federal para Minas Gerais. Ainda foi apreendida uma pistola 765 utilizada pelos homens. Todos foram conduzidos à delegacia da área.
Participaram da ocorrência: subtenente Spíndola Amorim, sargentos Nilson Mendes e Paulo Ricardo. Apoio: Fox 33 capitão James Frade e Águia 33.

Por Carlos Brant/ PMDF


Mistério no desaparecimento de caminhoneiro de Sobradinho

Juvenal Pinheiro, de 47 anos, fazia um frete para o Maranhão quando desapareceu. Família suspeita de sequestro

No dia 25 de abril, uma sexta-feira, o caminhoneiro Juvenal Pinheiro, 47 anos, saiu de Brasília com destino a Barra do Corda (Maranhão) para levar um trator e, deste então, nunca mais foi visto. Há mais de 10 dias a família convive com a angústia e a procura de pistas. O último foi no dia 26 de abril, sábado. O caminhoneiro havia dito que estava abastecendo o veículo em Miranorte (Tocantins) e que seguiria mais alguns quilômetros.
Regina Célia, esposa de Juvenal, comenta que dias após o desaparecimento a família recebeu uma ligação estranha. "Uma mulher ligou do número do meu esposo dizendo que havia encontrado o chip quando voltava do trabalho", relata. Este mistério faz a família acreditar que Juvenal foi vítima de assalto e até hoje está em cárcere privado.
O caso foi registrado na 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho II) e encaminhado para a Divisão Repressão ao Sequestro (DRS). "Fizemos uma investigação prévia e constatamos que não há nada que ligue o caso ao Distrito Federal, por isso, conduzimos o caso ao diretor da Polícia Civil de Tocantins", afirmou o delegado da DRS, Leandro Ritt.

A família segue a espera por respostas e Regina pede mais afinco na resolução da investigação. "Por favor, devolvam o meu marido", clama a esposa.
Fonte: Natalia Alves/ Jornal de Brasília

Nenhum comentário: