Pesquise neste blog

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

FERCAL REALIZA MAIS UMA FOLIA DO DIVINO ESPIRITO SANTO







Festa tradicional marca o calendário da cidade e acontece neste final de semana

  

Por Nelita de Souza Matos



A Folia do Divino é uma festa popular de cunho religioso, que faz parte da tradição goiana e, no Distrito Federal, esteve adormecida após a construção da Capital Federal em 1960. A partir daí, ela vinha acontecendo esporadicamente até 2005. Nesse mesmo ano, durante reunião dos foliões que aconteceu no pouso de entrega na fazenda Bagagem – comunidade Rural do Ribeirão – surgiu à ideia de fundar uma entidade que garantisse o resgate definitivo e a continuidade dessa tradicional festa na região noroeste de Brasília-DF, na APA de Cafuringa. Aqui, essa Folia abrange a Região Rural a noroeste do DF, compreendendo desde o rio da Palma, Salinas, Rio do Sal, no Estado de Goiás; e as comunidades do Córrego do Ouro, Ribeirão, Catingueiro, Boa Vista e Rua do Mato, na FERCAL-DF.



A Festa do Divino, uma das mais importantes da Igreja Católica, celebra a descida do Espírito Santo sobre os discípulos de Jesus no dia de Pentecostes. No calendário litúrgico, o dia de Pentecostes vem 50 dias após a Páscoa. Desde a era colonial, essa festa veio se transformando num evento de rara beleza com apresentação de folia, bando precatório, Ladainhas da novena, Missas cantadas, leilão de prendas, danças típicas, distribuição de doces para as crianças, coroação do imperador, grande almoço que acontece na véspera do grande dia de Pentecostes para todos os participantes da festa, entre outros atos que reforçam nas pessoas sentimentos como o amor ao próximo e a solidariedade.



A Folia do Divino Espírito Santo na Região Administrativa da Fercal é comemorada com a tirada de uma Folia que ocorre no mês de setembro e outubro e requer um enorme e incansável esforço de organização, mobilizando as comunidades desde a divisa do DF com Padre Bernardo e Planaltina de Goiás, bem como outras regiões vizinhas, que apoiam e ajudam para que tão importante festa aconteça com brilhantismo e grande expressão de fé.



Em setembro de 2005, foi fundado o Grupo de Folia Cavaleiros do Divino, uma entidade associativa, sem fins lucrativos, com a missão de garantir a realização da Folia do Divino, bem como incentivar as novas gerações a continuar a tradição. Para cumprir seus objetivos, a entidade tem ainda a missão de incentivar e instituir escolas de violeiros e de dança catira possibilitando assim o surgimento de novos guias e foliões preparados para a missão de levar avante a Folia.



A bandeira do Divino com sua pombinha em meio a fitas coloridas perambula e vai longe em itinerários conhecidos, recolhendo prendas para os preparativos da festa. Os devotos giram com sua caixa ruflando, acolhidos aqui e ali pelo povo bom e simples. A visita do Divino renova a fé, a crença e as esperanças. O povo vive sempre de esperanças pela satisfação de seus desejos com as bênçãos que virão do céu do Deus poderoso. Os foliões sabem onde serão bem recebidos de coração aberto, por gente como eles mesmos. Beijam a pombinha e dão agasalho em suas casas aos foliões do Divino. A festa se fará com todo o ritual e pompa de onde eles vieram na sua anual peregrinação, anunciando-a.



A Folia do Divino na Fercal desenvolve-se em dois períodos: no mês de setembro é realizada na área Rural e no mês de outubro na área urbana. Nesses meses, durante quatro dias, os foliões em giro visitam as comunidades da RA conforme um roteiro pré-estabelecido, sendo que na última folia (outubro), a entrega é feita na igreja matriz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida no Engenho Velho- Fercal.









Alguns conceitos:



Alvorada – é a reunião de todos aqueles que queiram participar efetivamente da folia, onde serão nomeados os foliões: Alferes, regentes, guia, procurador, caixeiro, cargueiros, violeiros e toda a equipe de apoio. Geralmente, é realizada no mesmo local onde se dá o 1º pouso. Nesta ocasião, eles recebem os lenços e divisas que significam o compromisso de cumprir e respeitar todos os rituais e normas de consenso da tradição do evento.



Giro – cavalgada pelas comunidades locais durante os dias programados, com o alferes transportando a bandeira, seguido pelos demais foliões. O giro se dará sempre no sentido anti-horário (da direita para a esquerda).



O Pouso – é o local onde os foliões pernoitam. É uma parada para dar um descanso, bem como alimentação a si e às suas montarias. O dono da casa se compromete a fornecer alimentação e pousada para os foliões que participam do giro. Em agradecimento, os foliões passam a noite dançando a catira.



A Entrega – é o local final da folia, podendo ser no mesmo local do último pouso.

  

Confira a programação da FOLIA DO DIVINO 2013



04/09 (Quarta-feira) – Alvorada

17h00

Rod. DF 205 Oeste Km 06 - Fazenda Boa Vista - Fercal DF - Onofra Gomes de Souza.



05/09 (Quinta-feira) – 1º Pouso

17h00

Fazenda Batalha – Córrego do Ouro - Maria Antônia P. Machado (Tute)
  

06/09 (Sexta-feira) – 2º Pouso

17h00 Ponte da Salina – Recanto Cajueiro - José Alcino C. Gomes e Esposa

  
07/09 (Sábado) – 3º Pouso

17h00

Sítio 3 Corações - Ribeirão - Maria de Juca e Família.

  
08/09 (Domingo) – Entrega

10h00

Sítio 3 Corações – Ribeirão - Maria de Juca e Família.
  


Para mais informações:

(061) 3483-2612 / 3483-2956 (Administração Regional da Fercal)



Por Nelita de Souza Matos/ Lívia Carolina Machado – Administração da Fercal

Um comentário:

Anônimo disse...

aiiii galéra eu fuiii pra FULIA DO DIVINO ESPIRITO SANTO FOI MARAVILHOSO