Pesquise neste blog

sexta-feira, 18 de julho de 2014

ELEIÇÕES 2014: Ricardo Vale defender mais



Tarifa zero, regularização fundiária e moradia digna estão entre as bandeiras

A política sempre esteve presente na vida de Ricardo Vale. Ele nasceu em Sobradinho e junto com o irmão Paulo Tadeu ajudou a fundar o Partido dos Trabalhadores da cidade. Hoje, é secretário geral do Partido dos Trabalhadores no DF. Coordenou as quatro campanhas do irmão, que foi deputado distrital três vezes e o deputado federal mais votado da história do Partido sempre eleito defendendo o fortalecimento do Estado, defendendo os serviços públicos e de qualidade. “Nós somos 12 filhos, a vida não era fácil. Aprendemos na prática a importância de serviços públicos e de qualidade para todos”, conta Ricardo Vale.

Morador do condomínio RK, Ricardo Vale contribuiu com a luta por melhorias na cidade onde nasceu e de onde nunca saiu. “Estivemos juntos com o Paulo nas principais conquistas de Sobradinho e em importantes avanços para Brasília. Agora que ele não está mais na disputa eleitoral, nosso grupo político me escolheu para dar continuidade à defesa do trabalhador, das empresas e dos serviços públicos, na defesa intransigente da ética, da transparência e da correta aplicação dos recursos públicos”, além de continuar honrando Sobradinho em todo DF, afirma o candidato.

Entre as propostas defendidas por Ricardo Vale para seu mandato está a Tarifa Zero. “Nossa batalha começou com o Passe Livre, pelo qual lutamos junto com Paulo Tadeu e hoje todos os estudantes têm gratuidade no transporte. O próximo passo é estender o benefício para todos os trabalhadores”. Ricardo Vale lembra que no Brasil já há, em algumas cidades, experiências positivas de Tarifa Zero. “Em Minas, no sul do Estado de São Paulo já há experiências de Tarifa Zero, com diferenças entre elas, mas temos que pensar numa alternativa viável para Brasília. O transporte público é fundamental para que as pessoas tenham direito à cidade, para que possam ter acesso à cultura, ao lazer, a se movimentar a ir e vir aumentando a qualidade de vida do trabalhador”, defender Ricardo. Vale lembra ainda que a defesa por um transporte público e de qualidade é inseparável da defesa incondicional do trabalhador do transporte. “Quando a bilhetagem eletrônica entrou em vigor, o emprego de mais de 8 mil cobradores estava ameaçado e nos articulamos para aprovar a lei, de autoria do Paulo Tadeu, que garantiu que nenhum ônibus transitasse sem cobrador, ainda que contra a vontade do então governador José Roberto Arruda, que foi à justiça para pedir  ao  STF considerar a lei inconstitucional. Após a saída de Arruda, Agnelo teve que trabalhar contra mais de 150 interpelações judiciais para cumprir uma determinação constitucional, a licitação da concessão de transporte público,  que beneficia o usuário de ônibus. Arruda entrava na justiça para beneficiar as empresas que atuavam de maneira inconstitucional”, conta.
Ricardo Vale é presidente do Sobradinho Esporte Clube e defensor incondicional do Esporte como instrumento de inclusão e formação social. “No DF, fruto do nosso trabalho na Câmara Legislativa, o esporte amador passou a recebe recursos públicos. Acredito que o esporte mais que um momento de socialização é fundamental para despertar o espírito coletivo, a superação e a solidariedade, valores indispensáveis para uma sociedade saudável em todos os sentidos. Vou trabalhar para que o esporte esteja disponível para todos”.

Outra bandeira de Ricardo Vale é a regularização fundiária. Em Brasília há um número alarmante de imóveis em situação irregular, segundo o candidato. “É preciso dar segurança jurídica para as pessoas. O governador Agnelo e o nosso candidato ao Senado, Geraldo Magela, que estava à frente da pasta de Habitação, fizeram um importante trabalho para assegurar a escritura do imóvel para quem precisa como é o caso da Vila Estrutural, das moradias nos becos de diversas cidades e de assentamentos urbanos que foram irresponsavelmente doados sem qualquer infraestrutura ou segurança jurídica. Mas há um número expressivo de famílias que estão em condomínios horizontais, especialmente aqui na Região Norte e que precisam da mesma segurança jurídica. E é preciso separar o que é direito do que é especulação imobiliária, além de garantir moradia digna às pessoas, como é o caso do DNOCS que recebeu 429 unidades habitacionais com toda a infraestrutura”, afirma.


Para Sobradinho, Ricardo promete trabalhar para melhorar as instalações dos campos de futebol amador de Sobradinho I e II, implantar ciclovia ligando Sobradinho I, II, Setor de mansões até a DF-150, defender a implantação do Parque Canela de Ema e a despoluição do Córrego Sobradinho. “Sobradinho recebeu atenção especial deste governo, mas temos muito a conquistar. Precisamos revitalizar as faixas verdes da cidade, o Teatro de Arena da Praça Teodoro Feire não pode continuar sem cobertura e temos que criar o calçadão na quadra central até a quadra 5. Vamos defender a criação de uma escola técnica na cidade, para ampliar as perspectivas da nossa juventude . O GDF reformou o centro cirúrgico e entregou o bloco materno-infantil do hospital de Sobradinho, reformamos a Feira Modelo, que era uma vergonha, Sobradinho II já ganhou creche e a de Sobradinho está para ser inaugurada nos próximos dias, mas Sobradinho merece mais.


Por  Raphaela Bechepeche .

Nenhum comentário: