Pesquise neste blog

Secretaria de Estado da Casa Civil - DF

quarta-feira, 1 de junho de 2016

SAÚDE: Regional de Sobradinho não cumpre determinação de governador do DF



Por Evely Leão

 

Na manhã desta terça-feira (31) o vice-presidente do Sindate, Jorge Viana acompanhado do diretor, Newton Batista estiveram na regional de Sobradinho para tentar resolver o problema dos profissionais de alguns setores que podem ter desconto no contracheque por causa do ponto da greve.

 

Muitos técnicos em enfermagem informaram ao sindicato que podem ter mais de R$ 1.500 reais descontados, em razão da greve de setembro de 2015, sendo que o próprio governador abonou esses dias parados. De acordo com documento divulgado pela SES/DF em 24 de fevereiro de 2016, os dias seriam abonados do dia 07 ao dia 28 de outubro. Os demais dias que a categoria ficou na greve, a partir do dia 29 de outubro até o dia 06 de novembro seriam repostos em até 06 meses.

 

Após esse comunicado da SES/DF em fevereiro, o Sindate identificou um problema na regional de Sobradinho, no qual a administração estava usando o código de falta justificada ao invés de usar o código de greve. A direção do sindicato procurou a chefia no dia 19 de maio e informou o problema e, eles informaram que como tinham trocado de chefe  não estavam sabendo que o código havia mudado, mas que iam resolver a situação.

 

Todavia, hoje (31) a direção do Sindate teve que retornar ao hospital regional de Sobradinho porque o problema havia 31052016continuado e os profissionais estavam desesperados com os descontos que seriam feitos no contracheque simplesmente por um erro administrativo. A mesma chefe que recebeu o sindicato no dia 19 de maio, disse que o problema não era com ela e sim da gestão anterior e que não havia sido informada pela Secretaria de Saúde.

 

Ainda pela manhã, o vice-presidente do Sindate, Jorge Viana foi até a SES/DF para falar com o secretário de Saúde e pedir que tomasse as devidas providências antes do pagamento, pois a direção esteve duas vezes em sobradinho para falar com a chefe de RH e ela informou que o problema era da gestão anterior, e disse não estar sabendo de nada.

 

“O sindicato vê que houve um descaso, uma falta de interesse da gestão de RH do hospital de Sobradinho, por esse motivo resolvemos falar com o chefe, com o secretário de saúde e pedir que ele resolva, já que o RH não teve a capacidade de resolver. Entreguei para o secretário a cópia do contracheque de um servidor que tem o desconto de greve e ele se comprometeu em resolver isso o mais rápido possível. A gente espera o que o pagamento seja efetuado sem o desconto, pois ainda faltam alguns dias para o pagamento”, relata Viana.

 

Fonte: Sindate-DF

Nenhum comentário: