Pesquise neste blog

terça-feira, 8 de novembro de 2016

ARTIGO / Colaboração


ANDRÉ - UM JARDINEIRO DE DEUS!

(*) Ilcilene Fonseca


Outro dia, eu precisei ir ao consultório do Dr. André Ton Fialho, um jovem promissor e especialista em ortodontia. E, sem mais delongas, quando o assunto é o André, só há elogios e muuuitas risadas descontraídas!  A culpa não é das estrelas. Sim, a culpa é do seu ótimo senso de humor!  Ele atende numa clínica muito simpática, aqui em Sobradinho. Sabe, naquele dia, eu estava bastante triste - em outras palavras - no meu momento “adágio” (música erudita, reflexiva e triste, de Tomaso Albinoni). Às vezes, nos encontramos diante de um inevitável confronto com o nosso momento “adágio”, não é mesmo?

E então, o cavalheiro autodidata me recebeu com muito carinho e me fez algumas perguntas simples, mas que representam o valor das pequenas coisas: “Querida, como você está? Em que posso te ajudar?” Confesso que, logo após a consulta, voltei pra minha casa com um alívio na alma e um sorriso estampado no rosto. Yes! Naqueles momentos, eu não era uma super star num comercial de creme dental, embarcando no ritmo feliz de Can’t Stop The Feeling, de Justin Timberlake. Ai, ai! Eu era apenas alguém tentando ficar bem na foto. É...  é necessário que seja emprestada uma melhor performance ao meu sorriso diante dos cliques fotográficos. De fato, eu estou com problemas de ordem ortodôntica, mas tenho plena convicção de que me submeto aos cuidados de um jovem profissional que fala com muita propriedade sobre temas que se referem ao sorriso.

Certamente, muitas pessoas seguem em direção à clínica “OdontoMax” com seus ânimos acirrados, atropelados pelas vicissitudes da vida. E o André, abre a porta do seu consultório - não apenas pra dar um up grade na estética facial dos seus pacientes - como também pra devolver aos outros a liberdade de se expressarem na sociedade em que vivemos com dignidade e alegria de viver. Um dia desses, uma simpática senhora, muito querida por aqueles que a conhecem, foi vítima de um assalto. E é lamentável informar que os indivíduos a agrediram de uma maneira tão brutal, que ela perdeu uma prótese como conseqüência da agressão. Mas foi ali, na clínica “OdontoMax”, que a senhora de quem falo obteve sucesso na busca de um reparo para os seus danos de ordem odontológica. Hoje, ela pode sorrir pra vida!

De acordo com o contexto da odontologia, esse é o papel do dentista na comunidade: Contribuir pra que as pessoas retornem ao mundo ao seu redor com um alívio na alma e um sorriso saudável estampado no rosto! Quando as exigências do mundo externo nos sufocam, não enxergamos o lado brilhante das coisas e, quase a sucumbir, deixamos até mesmo de sorrir pra vida. O Jim Carrey, aquele famoso ator comediante e hollywoodiano, deixou um recadinho muito bem-humorado para os leitores da revista English 2 GO: “Na vida, você tem que lutar pelo que se quer, nunca perder o seu lado infantil e rir de si mesmo-até mesmo dos seus erros.”



Ooops! O Dr. querido não é um ator hollywoodiano, mas tem nome de artista: André -Ton - Fialho! Ai, ai, ai! Megafofo, né? Os avós do bambino eram italianos, va bene? Grazie! Ele não sai em revistas de celebs, mas é um talentoso profissional. E, como não me é dado o imenso prazer de entregar um Oscar pro fofo, reitero com aplausos o meu tributo ao artista do sorriso! Ele não é o Ben Affleck, o galã queridinho de Hollywood e nem mesmo o Ansel Elgort, de A Culpa é das Estrelas. Ele é um jardineiro de Deus que espalha pelos caminhos de espinhos a fragrância do amor e da esperança! AquEle que pôs o perfume no veludo da pétala não Se esqueceu do jovem jardineiro que se tornou o queridinho de Sobradinho. “Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo, e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do Seu amor. Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo...” - II coríntios 2:14,15.
 
 

E então, analisando sob a ótica da ortodontia, ele mexe um pouco aqui e um pouco ali e, de repente, tudo fica muito bem alinhado! E, no processo, seus pacientes se surpreendem ao perceberem que estão florescendo pra conquista de novos horizontes... desabrochando para uma vida de autoconfiança - diante dos cliques fotográficos, de uma entrevista para um emprego, na conquista de um namorado ou de uma namorada, no local de trabalho ou diante de um bullying na escola...

Não há parâmetros pra descrever o papel do dentista na comunidade. Estatisticamente falando, 90% das pessoas são desanimadas, 7% reagem por estímulo e 3% fazem a diferença. O moço entrou pra estatística daqueles que fazem a diferença, porque tem um feeling que nos cativa e porque sabe que um jovem empreendedor jamais deve se prescindir de:

1.     Lutar pelo que se quer;

2.     Nunca perder o seu lado infantil;

3.     Ter esperança;

4.     Ser perseverante;

5.     Partilhar o amor de Deus com seus semelhantes;

6.     Ter know how;

7.     Ser otimista.

Não importa se os seus pacientes representam uma galera teen ou se eles têm 30 ou 60 anos. O que realmente importa, a despeito das diferenças de idades ou dos desequilíbrios financeiros, é que todos se rendem ao estilo nobre do dentista querido. O jeito bacana e o abraço tão fofo do André traduzem o imenso prazer que ele tem de ser o dentista dos seus pacientes. Saiba que essas são as singelezas de alguém que cumpre na comunidade o papel de um jardineiro, um psicólogo e irmão que estende a mão pra resgatar o tão raro e imprescindível talento que Deus nos emprestou: A arte de sorrir!
 

(*) Autora: Ilcilene Fonseca ( foto) Colaboração para o Blog  & Jornal de Sobradinho - Edição de nº 311,  referente a Segunda Quinzena de Novembro de 2016 .

Nenhum comentário: