Pesquise neste blog

terça-feira, 7 de julho de 2015

ARTIGO: por Olavo da Silva Aguiar




Libertas Quae será tamem

(Liberdade Ainda Que Tardia!).

 *Olavo da Silva Aguiar

Já passaram 226 anos de Tiradentes, até hoje os Brasileiros continuam buscando essa liberdade tão almejada por todos. Foi um dos mais importantes movimentos sociais da História do Brasil. A luta do povo Brasileiro pela liberdade contra a opressão do Governo Português. A cada dia estamos mais acorrentados, pois não temos liberdade: em nosso trabalho, nos transportes, nas ruas, em nosso carro, e, em nossa própria casa. A lei da maioridade penal está sendo aprovada, queremos parabenizar os Senhores Parlamentares de bom senso. Até que enfim pensaram na população sofrida. Porque já passou dos limites e o povo já não aguenta mais. Roubos, assaltos, vidas promissoras, ceifadas prematuramente. A violência agiganta-se dia após dia e milhares de cidadãos trabalhadores, pai de família, são mortos de graça. Nunca a vida foi tão banalizada e valeu tão pouco. Mais de 80% de homicídios no Brasil não são esclarecidos. Ou seja, a bandidagem se refugia às sombras da impunidade. Nossos representantes, os salvadores da Pátria, poderiam mudar esse quadro tétrico e desumano. Como sempre, continuam traindo a confiabilidade do nosso voto. Poderiam ser os guardiões da moralidade, do caráter, mais fazem questão de serem vergonha para o mundo. Não fazem do cargo uma missão e sim uma profissão a mais rendosa do Planeta. Ninguém consegue tanto em tão pouco tempo. A corrupção é um problema endêmico no Brasil, assim como a insegurança e descrença na justiça Brasileira. “O homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe.” Celebre frase de Rousseau: Nós achamos não é justo os políticos se tornarem bilionários com o dinheiro do proletariado. Não é justo que homens sem alma, impatriotas, continuem depredando a nação Brasileira. A corrupção e a impunidade estão devastando essa Terra cabralina desertificando-a. O objetivo do mandato de cada cidadão eleito deveria ser focado na melhoria da qualidade de vida da população, pois toda causa é nobre quando em prol de todos. Mais isso não acontece, e não acontecera jamais. Até porque, é um problema de ordem cultural, e a cultura de um País não se pode mudar. Quantas crianças cidadãos de amanha deixam de ser educadas por conta de tudo isso. Na Coreia do Sul, 94% dos jovens de 15 a 19 anos estão matriculados no ensino médio. No Brasil cerca 2,9 milhões de crianças de 4 a 17 anos estão fora da escola. A corrupção e a impunidade causam a morte da credibilidade da justiça Brasileira. Disse o Presidente Tancredo Neves: Enquanto houver um só Brasileiro analfabeto, desempregado, passando fome, todo progresso será falso. Só Deus pode salvar nossa Pátria.


(*) Por Olavo da Silva Aguiar – Pioneiro, Aposentado, Fundador da ACIS – Associação Comercial e Industrial de Sobradinho e Colabora com o  Jornal de Sobradinho – artigo para edição 282 de Julho de 2015

Nenhum comentário: