CLDF

Pesquise neste blog

domingo, 30 de setembro de 2018

SAÚDE

Setembro Verde reforça a importância da prevenção do câncer de intestino

Alguns hábitos como tabagismo, alcoolismo, sedentarismo e consumo excessivo de alimentos industrializados podem ser o gatilho para o desenvolvimento do câncer de intestino. Segundo levantamento do Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2018, estima-se 17.380 novos casos de câncer de cólon e reto em homens e 18.980 em mulheres.

Segundo a oncologista Regina Vital, do Hospital do Câncer Anchieta, em seu estágio inicial, o câncer de intestino pode ser silencioso e assintomático, sendo que as chances de desenvolver a doença aumentam após os 50 anos. Por isso, é muito importante a prevenção.

“O exame de colonoscopia é um grande aliado para a prevenção do câncer de intestino e deve ser feito após os 50 anos. É essencial considerar também o histórico familiar, neste caso, o exame deve ser realizado antes”, destaca a oncologista.

A oncologista também reforça que o câncer de intestino pode ser prevenido e algumas medidas como acompanhamento médico, uma vida ativa, dieta balanceada com ingesta de fibras, frutas e legumes também contribuem para a diminuição do risco de desenvolver a doença.

Sintomas

Embora a doença seja silenciosa, alguns sinais de alerta precisam ser investigados. Alguns sintomas mais comuns são:

Sangramento nas fezes

Anemia

Desconforto abdominal

Náuseas

Vômitos

Mudanças nos hábitos intestinais

Dificuldade para evacuar ou diarreia

Fezes pastosas e de cor escura

BOLETIM DE OCORRÊNCIA NA REGIÃO NORTE DO DF - SOBRADINHO II

Homem é preso por posse ilegal de munição e acessório de arma de fogo, na Vila do Bode em Sobradinho II

Por volta das 21h40 de sábado, 29/09, policiais militares do Grupo Tático Operacional de Sobradinho prenderam um indivíduo, com diversas passagens pela a polícia, por posse ilegal de munição e Acessório de arma de fogo, no Condomínio Serra Dourada, Etapa 02, Vila do Bode, em Sobradinho II. Na residência, os policiais apreenderam munições calibres 380 e 22, além de um carregador de pistola calibre 380 e 272 chips de celular.

As equipes realizavam patrulhamento na DF-425, quando receberam uma informação de que um indivíduo de apelido “Índio”, estava ostentando uma arma de fogo na localidade. E segundo a informação o indivíduo suspeito estaria morando na Vila do Bode.

Com a informação, os policiais deslocaram até o endereço de “Índio” o se depararam com ele na frente do portão de sua residência. Ao avistar as viaturas do GTOP-33, “Índio” correu para o interior da casa, porém foi alcançado. Dentro da residência, foram apreendidas 31 munição calibre 380, 71 munições calibre 22, um carregador de pistola calibre 380 e 272 chips de celular.

“Índio” foi preso, conduzido à 13ª Delegacia de Sobradinho e autuado em flagrante pelo crime de posse irregular de munição e acessório para arma de fogo.

Fonte: Claudio Martins/ blog informativo Flagrante

sábado, 29 de setembro de 2018

REGIÃO NORTE DO DISTRITO FEDERAL


Rollemberg assina decreto que dá o nome de Joaquim Roriz ao Trevo de Triagem Norte



Trevo de Triagem Norte Joaquim Roriz

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) assinou ontem decreto que dá o nome de Joaquim Roriz ao Trevo de Triagem Norte, a maior obra da atual gestão, com construção de duas novas pistas, pontes, viadutos e túneis  entre a Asa Norte e o Lago Norte. Rollemberg conversou ontem com a família e comunicou a intenção de prestigiar o ex-governador, conhecido pelas grandes obras. O decreto sai na edição de hoje do Diário Oficial do DF.

Vivo na campanha eleitoral

Joaquim Roriz era um político que nunca passava despercebido. Esteve presente em todas as eleições do Distrito Federal. Eleito na primeira votação direta, em 1990, foi candidato ou cabo eleitoral em todas as outras até agora. Nunca perdeu nas urnas. Foi o único governador reeleito na capital do país. Nos últimos dois anos, no entanto, com a saúde frágil e com Alzheimer, ele estava totalmente afastado da vida pública, sem condições de perceber a realidade à sua volta. Mas, até na despedida, Roriz faz um gesto político, ao morrer a pouco mais de uma semana das próximas eleições.

Todos os candidatos ao Buriti suspenderam a agenda ontem e foram reverenciá-lo no velório. Agora, Roriz se mantém vivo nas campanhas. Em todas as candidaturas competitivas, há um discípulo de Roriz. Na de Rodrigo Rollemberg são pelo menos dois: o ex-porta-voz Paulo Fona e a ex-vice-governadora Maria de Lourdes Abadia. Ibaneis Rocha tem a seu lado o ex-secretário de Obras Tadeu Filippelli (MDB) e o coordenador, Fernando Leite, ex-presidente da Caesb. Alberto Fraga (DEM) conta no marketing com o ex-secretário de Comunicação Weligton Moraes, e Rogério Rosso (PSD) integrou o governo Roriz, como administrador de Ceilândia e secretário de Desenvolvimento Econômico. Agora, com a comoção do eleitorado rorizista, todos vão querer se associar à imagem de Roriz.

Empatadíssimos

Pesquisa Ibope, divulgada ontem pela TV Globo, repete o cenário divulgado pelo Correio nesta semana, com base em levantamento do Instituto Opinião Política. Eliana Pedrosa (Pros) está empatada com Ibaneis Rocha (MDB) na liderança. Ela tem 21% e ele, 20%. Na segunda colocação, Alberto Fraga (DEM), Rodrigo Rollemberg (PSB) e Rogério Rosso (PSD) têm o mesmo percentual: 11%. Muitas emoções à vista. O que Joaquim Roriz faria num cenário como esse?

Vices se despedem

Vice-governadores de Joaquim Roriz, Maria de Lourdes Abadia (PSB) e Benedito Domingos (PP) estavam muito abatidos no velório. Eles tiveram uma relação muito próxima com o parceiro de chapa, apesar de, em alguns momentos da trajetória, terem entrado em conflito com o político. Benedito foi candidato contra Roriz em 2002 e Abadia teve problemas na campanha de 2006, quando disputou a reeleição. Roriz a anunciou como sucessora, mas fez gestos também para a candidatura de José Roberto Arruda (PR), que acabou vencendo a eleição. Na hora da morte, no entanto, os maus momentos ficam no passado.

Candidata de luto

Apoiada pelo clã Roriz, a candidata Eliana Pedrosa (Pros) estava bastante emocionada no velório do ex-governador. Parecia uma integrante da família, sempre abraçada por Jaqueline Roriz. Manoel Neto, genro de Roriz e marido de Jaqueline, é um dos coordenadores da campanha e deve ter um papel importante em eventual governo de Eliana. Ontem, ela chegou à casa do ex-governador no Park Way por volta de meio-dia. Teve uma conversa reservada com dona Weslian e chorou.

Sem aperto de mãos: Os candidatos Ibaneis Rocha (MDB) e Rodrigo Rollemberg (PSB) se cumprimentaram friamente no velório de Joaquim Roriz no Memorial JK, sem aperto de mãos. Ibaneis e Rollemberg trocaram um oi congelado e mudaram de rumo para não se confrontarem. O ex-presidente da OAB disse à coluna que só pretende conversar com o governador depois das eleições. Nos bastidores, os embates têm sido duros. Ibaneis aposta que a equipe de campanha de Rollemberg está fuçando toda a sua vida. Rollemberg também reclama dos ataques que sua família sofreu de Ibaneis Rocha em debates de campanha.

Fonte: Ana Maria Campos “Coluna “Eixo Capital” – Fotos: Minervino Júnior/CB/D.A.Press – Correio Braziliense

ALERTA DA SAÚDE


‘SE PARARMOS DE VACINAR, DOENÇAS VOLTARÃO MAIS FORTES’

(*) Paula Laboissière

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, alertou nesta quinta (27) para a necessidade de os três entes federados trabalharem juntos para mobilizar a população sobre a importância da vacinação. Durante a 20ª Jornada Nacional de Imunizações, ela lembrou que o país enfrenta queda na adesão às vacinas – no ano passado, das 14 doses que integram o programa, apenas a BCG, aplicada em recém-nascidos para prevenir a tuberculose, atingiu a meta de 95% de cobertura.

“Não podemos esmorecer e deixar de vacinar nossas crianças. Elas são as mais vulneráveis e, no momento de circulação de um agente, elas são as mais afetadas”, disse. “Se nós pararmos de vacinar, essas doenças vão recrudescer”, completou.

Carla destacou que, desde a década de 70, quando o programa foi criado, o ato de vacinar deixou de ser uma opção no Brasil e passou a ser uma obrigação. O Artigo 29 do Decreto 78.231, de agosto de 1976, prevê que é dever de todo cidadão submeter a si e aos menores dos quais tenha a guarda ou a responsabilidade à vacinação obrigatória. “A lei já colocava que só não seriam vacinadas as pessoas que tivessem contra-indicações e que apresentassem um atestado médico”, explicou.


A coordenadora admitiu, entretanto, que é preciso adequar os serviços públicos de saúde à nova realidade brasileira – de homens e mulheres que trabalham em período integral enquanto a maioria dos postos de saúde no país funciona de segunda a sexta em horário, muitas vezes, inferior ao comercial, fechando para almoço. Entre as estratégias sugeridas pela pasta para buscar a população-alvo estão horários flexíveis para funcionamento dos postos e parcerias com instituições de ensino (escolas e universidades), além do combate às chamadas fake news e aos grupos anti-vacinas.

“Precisamos pensar em como manter um programa com essa capilaridade e com essa complexidade. Precisamos pensar não só na criança, mas no adolescente e no adulto”, disse. “Temos que readequar nosso processo de trabalho para que a gente possa garantir o acesso da população às vacinas”, reforçou.

(*) Paula Laboissière -  Notibras / Foto: Fernando Frazão/ABr

ACONTECEU...


Primeiro templo de Sobradinho (DF) completa 32 anos

Programações especiais foram realizadas em glorificação a Deus pelo aniversário da igreja


Por Ana Carolina Leão

Setembro foi um mês especial para a primeira Igreja Cristã Maranata (ICM) de Sobradinho, Distrito Federal, que comemorou 32 anos desde sua edificação. Alguns marcos ao longo dos anos foram especiais para esta igreja.

Por exemplo, a partir deste templo, surgiram outros cinco nas redondezas. Além disso, atuais pastores, diáconos e obreiros da Obra se converteram ao Senhor Jesus ali. Há ainda muitos outros motivos para agradecer a Deus por tudo o que foi operado, como também pelo que Ele ainda irá realizar. E esta foi uma finalidade de um período especial vivenciado nos últimos dias pela congregação local.

Foram feitos, no decorrer deste mês, cultos especiais com a presença de pastores que já exerceram o ministério nesta igreja. Outro evento marcante foi uma ceia, em que também uma família apresentou seu filho nascido recentemente ao Senhor Deus.

Evangelização nas ruas próximas à igreja foi uma das formas de anunciar o Senhor Jesus como O salvador. Mas esta proclamação também foi feita de maneira especial por algumas vidas que desceram às águas em um culto de batismo. E, assim, mais motivos de glorificação a Deus foram gerados.





Onde Fica:


Endereço: Área Reservada 09, Quadra 13 Conjunto G - Sobradinho, Brasília - DF, 73040-130

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

EM CIRCULAÇÃO...


EXTRA, EXTRA!!!!


Já nas bancas e revistarias de Sobradinho I, II, Grande Colorado, Condomínios Horizontais e órgãos públicos a edição de número 346 referente a 2ª QUINZENA de Setembro de 2018.

Essa é uma cortesia dos apoiadores, patrocinadores e do editor deste veículo de comunicação.
  










Adquira gratuitamente seu exemplar na banca mais próxima de sua residência!

POEMA


Saudades



Quantas saudades!

Dos teus doces beijos...

Quanta saudade de beijar-te a boca.

Minha alma chora...

Ao recordar essas lindas lembranças,

Por saber que esses belos momentos!

Que só contigo iriam acontecer,

Por eras tu...

A dona do meu ser!

***

Pois lutei feito guerreiro numa batalha!

Que por mim...

Não foi vencida, fui derrotado!

Mas consciente que mesmo perdendo...

Fui o vencedor!

Por ser em pro da nossa felicidade,

E do nosso amor.

***

Mas Deus que tudo pode.

Não permitiu!

Que esse amor...

Entre nos permanecesse.

Hoje vivo de lembranças!

Cujos momentos foram belos...

E me sinto um privilegiado,

Por esses belos momentos.

Serem vividos contigo!

 

Por Vivaldo Terres (foto)  – Escritor e Poeta

GDF


NOTA OFICIAL



A morte do ex-governador Roriz abala a todos brasilienses que o acolheram e que receberam dele em troca muito trabalho e realizações de toda a ordem.



Falar de Roriz é falar da história de Brasília, de sua consolidação como a capital da República.



Brasília tem dois homens que escreveram a sua história: Juscelino Kubitscheck, que a fundou, e Joaquim Roriz que a consolidou.



É impossível caminhar por todo o Distrito Federal e não encontrar um lugar que não tenha uma obra sua - da abertura de uma pequena ruela a cidades monumentais.



A construção de nove cidades, a preservação do Plano Piloto com a retirada de invasões, o Metrô, Corumbá IV, os programas pioneiros de atendimento à população carente, tudo isso construiu uma trajetória incomparável na história.



Brasília perde um realizador, um homem com fortes laços com a população mais humilde e que soube ser visionário numa cidade idealizada por outros visionários, e construída por candangos pioneiros, que Roriz tanto se preocupou e abrigou.



Com pesar, decretei luto oficial por três dias, coloquei o Palácio do Buriti à disposição, para se for do desejo da família, seja utilizado para que o povo se despeça dele e lhe preste uma última homenagem.



À Dona Weslian, suas filhas Liliane, Jaqueline e Wesliane, aos netos e aos milhões de brasilienses que sempre tiveram muito apreço e respeito ao ex-governador meus pêsames, minhas orações e as de Marcia para que consigam superar esse momento difícil.



Rodrigo Rollemberg

Governador do Distrito Federal

POLÍTICA do DISTRITO FEDERAL de LUTO

Morre aos 82 anos Joaquim Roriz, ex-governador do DF

Na madrugada desta quinta (27), Roriz piorou e apresenta "falência múltipla de órgãos"
  
Afastado há cerca de oito anos dos holofotes políticos, o ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz, 82, morreu nesta quinta-feira (27), em decorrência de problemas de saúde que vinha enfrentando há alguns anos.

Era diabético e estava internado com um quadro de pneumonia. Um infarto piorou seu estado nas últimas horas.Tendo iniciado a vida política nos anos 1960, Roriz comandou o executivo da capital federal por quatro vezes, em uma longeva carreira política marcada pelo populismo, escândalos e um antagonismo ferrenho com o PT.

Curiosamente, Roriz foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores em Luziânia, cidade goiana do entorno de Brasília, mas logo rompeu com a legenda. Ele se firmou na política no MDB e passou por outros partidos. Sua última filiação foi ao PRTB. Antes de assumir o primeiro de seus quatro mandatos no comando da capital federal, Roriz foi vereador em Luziânia (sua cidade natal), deputado estadual, deputado federal, prefeito interventor em Goiânia e vice-governador de Goiás.

A sua primeira passagem como governador do Distrito Federal começou em 1988, ao ser indicado pelo então presidente José Sarney (MDB). Na época, não havia eleição para o cargo.Sua gestão foi marcada pelo assistencialismo, com destaque para a distribuição de lotes a famílias de baixa renda nas cidades-satélites.

No início dos anos 90, o político teve uma passagem relâmpago como ministro da Agricultura de Fernando Collor de Melo, de quem foi um dos mais fiéis aliados.Roriz foi eleito em 1990 para seu segundo mandato no comando da capital federal.

Nessa gestão, enfrentou a primeira grande acusação de corrupção, tendo sido um dos focos do escândalo dos Anões do Orçamento. Apesar das fortes suspeitas de superfaturamento e outras irregularidades em sua gestão, ele conseguiu completar o mandato, mas não fez o sucessor, perdendo a disputa para o petista Cristovam Buarque, hoje senador pelo PPS.

Roriz enfrentou Cristovam quatro anos depois e conseguiu se eleger para o terceiro mandato, novamente com um leque de propostas assistencialistas, numa apertada disputa. Nos oito anos em que permaneceu no poder (ele se reelegeu em 1998), fez obras de vulto, como a ponte JK, uma das que atravessam o Lago Paranoá, continuou o processo de doação de lotes e implantou programas como a distribuição de pão e leite em áreas pobres da capital federal.

Os escândalos de corrupção se repetiram e Roriz chegou a responder por crime de racismo por ter chamado um opositor de "crioulo petista" quando disputava a reeleição.

Ao encerrar seu quarto mandato como governador -que viria a ser o último-, se elegeu senador em 2006.Assim com no comando do Palácio do Buriti, sua passagem pelos tapetes azuis do Senado foi conturbada.

E breve. Doze dias depois de ser apontado como o beneficiário de um cheque de R$ 2,23 milhões, ele renunciou para escapar do processo de cassação, em julho de 2007, tendo cumprido apenas 5% do período de mandato. Na época, afirmou que o dinheiro havia sido repassado por Nenê Constantino, da companhia aérea Gol, a título de empréstimo, para ser usado na compra de um embrião bovino.

O político tentou voltar em 2010, mas sua pretensão de emplacar um quinto mandato no Palácio do Buriti foi barrada pela Lei da Ficha Limpa, sancionada naquele ano.

No seu lugar, indicou a mulher, Weslian Roriz, com quem estava casado havia 50 anos.

Com pouquíssimo traquejo na política e zero experiência na administração pública, Weslian acabou perdendo a eleição para Agnelo Queiroz, que realizou a segunda gestão do PT na capital do país.

Apesar do Revés, a família Roriz mantém até hoje forte influência na política da capital, com três candidatos nas eleições deste ano e apoio à líder nas pesquisas para o governo, Eliana Pedrosa (Pros).

(*) Com informações da Folhapress – Foto:  Jamil Bittar / Reuters - Notícias ao Minuto Brasil.

FAKE NEWS

Facebook e Google apresentam código contra 'fake news'

Se não apresentar resultados, a UE regulamentará as redes


O Facebook, Google, Twitter, entre outras associações, apresentaram um código de conduta à Comissão Europeia nesta quarta-feira (26) com uma série de práticas para combater as fake news e a desinformação online.

A União Europeia pediu, em abril, que as plataformas da internet efetuassem um plano para combater esses problemas ou, caso contrário, estariam sujeitas a possíveis regulamentações criadas pelo bloco.

As empresas se comprometeram em colocar fim ao "clickbait", conteúdo que chama atenção para o clique, mas não oferece o que foi prometido. As associações querem colocar um fim na ligação entre a publicidade online e os sites que difundem informações falsas.

Ainda, para tornar mais transparente a publicidade eleitoral na internet, as redes eliminarão as contas falsas e contas robô das plataformas; ampliarão o acesso dos usuários a diversas fontes de informação, melhorando a visibilidade de conteúdos relevantes; e facilitarão também as denúncias de mentiras.

Será consentido, segundo o documento, aos pesquisadores e acadêmicos entrar nos dados das plataformas para monitorar a desinformação online. "Essa é a primeira vez que a indústria concordou voluntariamente com uma série de autorregulamentações para combater a desinformação no mundo", declarou Mariya Gabriel, comissária de Sociedade Digital da UE.

Ela também convidou outras associações a se unirem ao movimento, além de intimar as plataformas a colocarem imediatamente em prática as ações delineadas no código de conduta. A comissária se encontrará com as empresas nas próximas semanas para acompanhar a parte prática do projeto, e uma avaliação da eficácia das medidas será realizada até o fim de 2018.

Gabriel lembrou, por fim, que, se os resultados forem insuficientes, a Comissão proporá ações às redes, inclusive regulamentadoras. (ANSA)

(*) Tech Notícias

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

VEM AÍ ...


MOVIMENTO OUTUBRO ROSA – COMBATE AO CÂNCER DE MAMA
 
Todos os anos, a população mundial lembra a luta contra o câncer de mama com uma campanha chamada Outubro Rosa. O movimento surgiu nos Estados Unidos, na década de 90, e foi adotado pelos demais países do globo para alertar as mulheres e entidades governamentais sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce dessa doença tão devastadora, que, somente no Brasil, atinge cerca de 156 mulheres por dia.

O nome da campanha tem referência no laço rosa que é usado desde a 1ª Corrida da Cura, realizada em Nova York, para estimular a participação da população, entidades e empresas na luta contra o câncer de mama. Foi por este mesmo motivo que posteriormente prédios, monumentos públicos, pontes e teatros passaram a ser iluminados com a cor rosa neste período, tal como acontece na maioria das cidades do país, bem como a ideia de realizar corridas, passeatas e eventos acerca do tema usando balões, camisas e outros objetos rosados.


Durante todo o mês, o principal objetivo da campanha Outubro Rosa busca incentivar mulheres com idade entre 40 e 69 anos a fazerem os exames mamográficos para prevenir a doença ou descobrirem um possível diagnóstico de maneira precoce, de modo a aumentar as chances de cura. De 1º a 31 de outubro, são realizadas palestras e a distribuição de materiais informativos à sociedade para conscientizá-la sobre os sintomas, tratamento, prevenção e diagnóstico do câncer de mama.


VIOLÊNCIA

Criança autista de 6 anos é agredida com tapas por voluntária de escola pública de Sobradinho/DF

Agressão foi vista por professora titular da turma. Instituição expulsou educadora; 13ª DP investiga.

(*) Michele Mendes
Fachada do Centro de Educação Infantil 2 de Sobradinho, no DF — Foto: Google/Reprodução

Uma criança autista de 6 anos foi agredida com tapas por uma educadora social voluntária do Centro de Educação Infantil 2 de Sobradinho, no Distrito Federal. O caso ocorreu no último dia 18, em uma atividade conjunta entre os alunos.

Segundo a ata da escola que relatou o fato, a educadora social revidou o tapa que teria recebido no rosto. Depois disso, também deu outro tapa no braço. A professora titular da sala viu a ação e levou a voluntária para a coordenação.

A mãe da criança agredida, Thais Martins, registrou boletim de ocorrência na 13ª Delegacia de Polícia, em Sobradinho, e pretende entrar na Justiça contra a voluntária. "Quando os professores me contaram, eu me assustei, chorei, estava desesperada. Cheguei à escola e o diretor estava com o pessoal do conselho tutelar, que me aconselhou a fazer um boletim de ocorrência. Foi o que eu fiz", disse.

"Ela não era preparada para lidar com uma criança especial."

Depois da agressão, a criança deixou de ir para a escola, pois estava muito agitada. Agora, já retomou os estudos.

A orientadora foi expulsa da escola. A instituição colocou outra pessoa para cumprir a mesma função na turma.

Ata de escola registra agressão a aluno autista em Sobradinho, no DF — Foto: Arquivo pessoal

O que diz o governo

Em nota, a Secretaria de Educação informou que "repudia qualquer forma de violência" e que fez o desligamento da voluntária da escola. Disse, ainda, que está dando "todo o apoio para o estudante e a família dele" e que o caso está em investigação na esfera policial.

O educador social voluntário trabalha no suporte de atividades de ensino integral, especializado e infantil. Para ocupar essa vaga, a pessoa deve ser universitária em formação, estudante da educação de jovens e adultos, ou estudante do ensino médio.

Eles colaboram em atividades diárias da escola de segunda a sexta-feira, sempre sob a orientação de um professor titular, recebendo um salário de auxílio de R$ 27 por dia.

Por Michele Mendes, TV Globo

CURSOS


SENAC ABRE MATRÍCULAS PARA SEIS CURSOS EM SOBRADINHO

(*) Fabíola Souza  


A unidade do Senac em Sobradinho está com inscrições abertas para seis cursos que iniciam em outubro. Interessados poderão fazer a matrícula até a data de início das aulas, enquanto houver vaga disponível. Para efetuá-la, é necessário comparecer à Central de Relacionamento da unidade, de segunda a sexta, das 8h às 20h, levando os seguintes documentos e respectivas cópias: RG, CPF, comprovante de escolaridade e comprovante dos demais requisitos do curso escolhido. Mais informações: 3313-8877.

Excel Básico e Avançado – 60h

Início 15/10/2018

Horário: 7h30 às 11h55

Investimento: parcela única de R$ 240 no boleto bancário ou dividido em até 4x no cartão de crédito.

Maquiador – 160h

Início 15/10/2018

Horário: 7h30 às 11h55

Investimento: R$ 755, valor que pode ser dividido no cartão de crédito em até 12x ou no boleto em até 2x R$ 377,50.

Faturamento de Serviços de Saúde – 96h

Início 15/10/2018

Horário: 7h30 às 11h55

Investimento: parcela única de R$ 318,00 no boleto ou dividido no cartão de crédito em até 4x.

Design de Sobrancelhas – 40h

Início 15/10/2018

Horário: 19h às 22h30

Investimento: parcela única de R$ 238 no boleto bancário ou dividido no cartão de crédito em até 4x.

Modelista – 210h

Início 22/10/2018

Horário: 7h30 às 12h45

Investimento: R$ 1.152, valor que pode ser dividido no cartão de crédito em até 12x ou no boleto em até 3x de R$ 384.

Recepção em Serviços de Saúde – 60h

Início 22/10/2018

Horário: 19h às 22h30

Investimento: parcela única de R$ 200 no boleto bancário ou dividido no cartão de crédito em até 4x.

Por Fabíola Souza - Fecomércio

ECONOMIA


ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO CRESCE EM SETEMBRO

(*) Daniel Alcântara


O Índice de Confiança do Empresário do Comércio do País (Icec) teve aumento de 0,2% em setembro na comparação com agosto, fixando-se em 106,1 pontos. É o que diz estudo divulgado nesta terça-feira (25), pela Confederação Nacional do Comércio (CNC). Entretanto, para a CNC, esse resultado não indica uma tendência de retomada de investimento no setor.

Segundo a pesquisa, o índice relativo aos investimentos recuou pelo quinto mês consecutivo (-0,3%), registrando 94,6 pontos.  Já o índice que calcula a avaliação das condições correntes da economia aumentou 0,9% na comparação mensal e 1,8% quando comparado com setembro de 2017. Apesar da melhora, 62,9% dos empresários do varejo dizem que existe uma deterioração significativa do cenário econômico brasileiro nos últimos meses.

Na opinião do departamento econômico da CNC, a desvalorização do real tem demonstrado potencial para contaminar os preços no médio prazo, o que pode comprimir o orçamento das famílias e dificultar o cenário para o varejo até o fim de 2018, informa. O estudo mostra ainda que existe uma deterioração na expectativa de contratação de funcionários (-6,3%).

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) é indicador mensal antecedente, apurado entre os tomadores de decisão das empresas do varejo para detectar as tendências das ações do setor do ponto de vista do empresário. A amostra é composta por aproximadamente 6 mil empresas situadas em todas as capitais do País, e os índices apresentam dispersões que variam de zero a duzentos pontos.

(*) Por Daniel Alcântara - Fecomércio

EDUCAÇÃO / NOVO ANO LETIVO

HORA DE PECHINCHAR O REAJUSTE NA RENOVAÇÃO DA MATRÍCULA

(*) Mariana Tokarnia

Escolas particulares de todo o país começam a anunciar os reajustes nas mensalidades que serão cobradas em 2019. Os valores variam de acordo com a região e também com o local onde está o estabelecimento. Pais e responsáveis, no entanto, podem se proteger e questionar as escolas caso percebam aumentos abusivos.

No Distrito Federal, setembro é o mês em que geralmente as instituições começam a fechar os valores que serão cobrados, de acordo com o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal (Sinepe/DF), Álvaro Domingues. “Em geral, divulga-se nesta época do ano para as famílias se planejarem”, diz.

Domingues afirma que não é possível prever uma média de reajuste, uma vez que escolas têm autonomia para decidir os novos valores das mensalidades. “Tem escolas que podem não reajustar o valor, tem escola que reajusta mais do que a inflação, tem escola que reajusta menos. Vai variar”.


Pela Lei 9.870/99, não existe um teto de reajuste escolar. Uma vez que não podem reajustar o valor durante o ano letivo, elas precisam calcular quanto será necessário para cobrir as despesas do próximo ano. Entram no cálculo, por exemplo, os salários dos professores, as contas de luz, água, o aluguel, entre outros gastos.

“O que a gente orienta os gestores da escola é que observem principalmente o mercado, a demanda que existe, a legislação e que façam um planejamento que seja sustentável”, explica Domingues.

A situação varia de acordo com a região do país. No Amazonas, a crise econômica fez com que muitos estudantes trocassem escolas mais caras por escolas mais baratas, até mesmo escolas particulares por escolas públicas. Os reajustes em 2018 variaram de 0% até 7,5%, segundo o diretor de Legislação e Normas do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas, Paulo Sergio Ribeiro.

Para ele, até o ano passado, a crise afetou significativamente as famílias. “A tendência para o ano que vem é iniciar um processo de recuperação. Muitas famílias vêm negociando com as instituições, fazendo antecipação de pagamento, conseguindo descontos, isso tem sido comum”.

Devido ao cenário de retomada, Ribeiro acredita que a tendência é de que as escolas aumentem as mensalidades e que haja menos instituições que mantenham o que cobram atualmente. “É muito difícil a escola manter os mesmos valores. Estamos percebendo uma retomada de crescimento das matrículas”.

De acordo com o Censo da Educação Básica, em 2017, do total de 48,6 milhões de estudantes, cerca de 8,9 milhões eram de escolas particulares. Pouco menos da metade, 4,2 milhões, desses estudantes está na Região Sudeste e 2,3 milhões apenas em São Paulo.

No estado, também não é possível ainda ter uma estimativa dos reajustes, de acordo com o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo, Benjamin Ribeiro. “Tem escolas cuja mensalidade varia de R$ 400 a R$ 500 e escola que cobra R$ 7 mil ou R$ 8 mil por mês, escolas na periferia e outras em áreas nobres, cujos imóveis e, consequentemente, os aluguéis têm preços diferentes”.

A concorrência, segundo Ribeiro, ajuda no controle de preços. “Se uma escola fizer bobagem, o pai muda o filho de instituição. Tem a opção de mudar. A escola não faz um aumento abusivo em função disso, senão acaba tendo problema”.

A Lei 9.870 estabelece que a necessidade do aumento na anuidade deve ser comprovada por meio de uma planilha de custos. Os novos valores, juntamente com os documentos que comprovem o aumento, devem ser fixados em locais visíveis e de fácil acesso na escola 45 dias antes do prazo final para a realização da matrícula, e enviados aos responsáveis quando solicitados.

Segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), o fato de não existir um valor máximo para o reajuste da mensalidade não impede a contestação do aumento. “Caso o consumidor se depare com um aumento que considere abusivo, ele pode solicitar à escola a justificativa detalhada de tal reajuste”, diz a instituição.

O Idec aconselha que os responsáveis tentem uma resolução amigável. Se preferirem, podem procurar entidades de defesa do consumidor, como o Procon. O instituto diz ainda que caso todas as possibilidades de diálogo tenham se esgotado, é possível entrar com ação no Juizado Especial Cível. “Uma saída adotada por muitos consumidores é reunir um grupo de pais para contestar o aumento na Justiça”, acrescenta.

O presidente da Associação de Pais e Alunos das Instituições de Ensino do Distrito Federal (Aspa-DF), Luis Claudio Megiorin, recomenda aos pais e responsáveis que busquem negociar com as escolas.

“Os pais devem negociar, à exaustão, descontos, principalmente se tiverem mais de um filho matriculado. Devem também procurar falar com escola e saber por quê aumentou, conversar com professores para saber se tiveram aumento real e de quanto foi. Os pais podem ajudar professores no sentido de que sejam reconhecidos e valorizados no trabalho. [O reajuste] serve de alerta para os pais verificarem se aquele serviço prestado está compatível com o valor pago”, defende.

(*) Fonte: Mariana Tokarnia / Foto/Arquivo Notibras

terça-feira, 25 de setembro de 2018

EDUCAÇÃO

Começou a Jornada Literária do Distrito Federal

Começou nesta segunda-feira (24), no teatro de Sobradinho, mais uma edição da Jornada Literária do Distrito Federal.

Quinze autores farão palestras, debates, oficinas, rodas de poesia, contação de história e rodada de repentistas para cerca de 6 mil alunos e professores da rede pública de ensino.

Um dos promotores do evento, o escritor João Bosco Bezerra Bonfim afirma que o objetivo é divulgar a literatura.

A Jornada Literária em Sobradinho vai até quinta-feira (27), sempre das 8h às 18h30.

Fonte: Rádio Nacional

INFORME PUBLICITÁRIO

Porque comprar no Rezende?

Nós do Rezende, sabemos que somente os preços baixos não são os únicos diferenciais procurados por nossos clientes, por isso sempre nos preocupamos em oferecer muito mais:

Pessoal Especializado: Nossos Colaboradores recebem constantemente treinamentos para atender com profissionalismo e cortesia, acrescentando conhecimentos técnicos, para o cliente comprar com economia e qualidade, evitando desperdícios em sua obra. O Rezende é um completo e excelente centro de compras, onde o cliente encontra as melhores marcas.

ECONOMIA do DISTRITO FEDERAL


Cresce a intenção de consumo das famílias brasilienses no mês de setembro


A Intenção de Consumo das Famílias brasilienses cresceu em setembro e atingiu 95,6 pontos, contra 93 registrados em agosto deste ano. É o que mostra pesquisa divulgada pela Fecomércio-DF. Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve um crescimento de 2,9 pontos. Em setembro do ano passado, a pesquisa havia registrado 92,7 pontos – valores abaixo de 100 indicam um pessimismo por parte da população.

O presidente da Fecomércio-DF, Adelmir Santana, explica que o segundo semestre do ano é um momento mais oportuno para o consumo das famílias. “Em setembro as pessoas já quitaram suas obrigações e impostos, abrindo um caminho para o consumo”, diz Adelmir. “Também existe uma parcela que já está adiantando os presentes para o Dia das Crianças, para aproveitar um preço mais acessível para a data, que é comemorada no mês de outubro”, completa. O presidente da Fecomércio ressalta ainda que o número, apesar do crescimento, permanece abaixo da zona de otimismo. “Se o mercado de trabalho estivesse mais aquecido, assim como a economia no País, o índice estaria mais alto”, informa.

A pesquisa mostra ainda que 74% dos entrevistados estão mais seguros no emprego. Em comparação com o mesmo período do ano passado, 51,1% das famílias declararam ter uma renda melhor do que a do ano passado e apenas 8% disseram estar pior.  A Pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) é um indicador com capacidade de medir, com a maior precisão possível, a avaliação que os consumidores fazem sobre aspectos importantes da condição de vida de sua família, tais como capacidade de consumo (atual e de curto prazo), nível de renda doméstico, segurança no emprego e qualidade de consumo, presente e futuro.

Por Daniel Alcantara/ Fecomércio

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

ARTIGO JURÍDICO / COLABORAÇÃO

O DIREITO DE FÉRIAS E AS NOVAS REGRAS DA CLT

Um dos direitos mais importantes do trabalhador são as férias, pois é um tema extremamente relevante, já que envolve a saúde do empregado, logo, qualquer infração sobre esse direito, afetará significativamente o seu desenvolvimento físico e mental, e, consequentemente, poderá lhe trazer graves prejuízos no futuro.

O artigo 129 da CLT determina que todo empregado tem direito a férias anuais remuneradas e a Constituição Federal assegura o mesmo direito e, ainda, prevê que o trabalhador deve receber 1/3 (um terço) a mais do que seu salário habitual.

Desse modo, começo descrevendo que férias é o período de descanso anual, que deve ser concedido ao empregado após o exercício de atividades por um ano, ou seja, por um período de 12 (doze) meses, período este denominado aquisitivo, de forma que as férias devem ser concedidas dentro dos 12 (doze) meses subsequentes à aquisição do direito, período este chamado de concessivo.

Uma curiosidade e que muitas vezes não é de conhecimento do trabalhador é que FALTAS INJUSTIFICADAS podem ser descontadas das férias, em conformidade com o artigo 130 da CLT, sendo que serão na seguinte proporção: – 30 (trinta) dias corridos, quando não houver faltado ao serviço mais de 5 (cinco) vezes; - 24 (vinte e quatro) dias corridos, quando houver tido de 6 (seis) a 14 (quatorze) faltas; – 18 (dezoito) dias corridos, quando houver tido de 15 (quinze) a 23 (vinte e três) faltas; – 12 (doze) dias corridos, quando houver tido de 24 (vinte e quatro) a 32 (trinta e duas) faltas.

Não obstante é importante destacar que as faltas injustificadas são aquelas que não atendem os seguintes requisitos ou não são comunicadas à empresa:  ausência no trabalho devido ao falecimento do cônjuge, irmão, ascendente, descendente; casamento; nascimento do filho; doação voluntária de sangue; para se alistar como eleitor; serviço militar; prestar vestibular; para comparecer em juízo; serviço sindical; maternidade ou aborto; acidente de trabalho ou enfermidade atestada pelo INSS; licença médica; ausência para responder a inquérito administrativo ou prisão preventiva.

Outrossim, com a reforma trabalhista, desde que haja concordância do empregado, as férias poderão ser usufruídas em até 03 (três) períodos, sendo que um deles não poderá ser inferior a 14 (quatorze) dias corridos e os demais não poderão ser inferiores a 05 (cinco) dias corridos, cada um.

A reforma trabalhista também trouxe a mudança de que é proibido que as férias se iniciem 02 (dois) dias antes de feriado ou do repouso semanal remunerado, esse último geralmente gozado aos domingos. E, outra questão bastante pertinente, inclusive ao contrário do que alguns pensam, é que o momento da concessão das férias é definido pelo empregador, entretanto, a depender da relação entre funcionário-empresa, essa decisão é feita através de um consenso entre os mesmos.

O que se observa cada vez mais é a liberdade de negociação entre as partes, empregado e empregador, de forma que possam manter uma relação saudável e harmoniosa, porém, como em qualquer outro tipo de relação, a imposição arbitrária de uma parte ou a exigência irredutível de outra, pode comprometer esta relação saudável.

Por fim, o bom senso e a compreensão devem prevalecer em qualquer tipo de negociação e, nos casos de contrato de trabalho, para se manter uma relação empregatícia duradoura.

Dra. Adélia Pereira da Silva Neta,(foto) É advogada atuante, especialista em Direito Público, pós-graduanda em Gestão de Processos Acadêmicos, orientadora em Núcleo de Prática Jurídica (NPJ), sócia e proprietária do escritório NCFerraz Advocacia Especializada – Sobradinho/DF.

TRÂNSITO / DIREÇÃO PERIGOSA

MULTAS POR USO DE CELULAR NO TRÂNSITO CRESCEM 33%

(*) Pedro Rafael Vilela

Apenas nos primeiros sete meses deste ano, o número de multas aplicadas a quem usa o celular enquanto dirige já é 33% maior do que em todo o ano passado. Os dados são do Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf), mantido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

De janeiro a julho, segundo o órgão, esse tipo de infração resultou na aplicação de 759,7 mil multas em todo o país. Ao longo de 2017, as multas impostas pelo uso de celular ao volante somaram um total de 571,6 mil.

O alerta sobre os riscos e ameaças no uso de celular ao volante foi reforçado durante a Semana Nacional de Trânsito, que começou no último dia 18 e vai até a próxima terça-feira (25).

Especialista em trânsito e gerente técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), o advogado Renato Campestrini, ressaltou que não há nada no celular que se sobreponha à segurança no trânsito. “É preciso maior conscientização. Nenhuma ligação ou mensagem é mais importante do que você arriscar a tua vida e a de outros no trânsito.”

Gravíssima – Classificada como “gravíssima” pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a infração por uso de celular ao volante pesa no bolso. São R$ 283,47, além de sete pontos anotados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A multa pode ainda ser combinada com outro tipo de infração, a condução de veículo sem as duas mãos ao voltante, que custa R$ 130,16 e rende mais cinco pontos na carteira.

O acúmulo de 20 pontos ou mais, em um período de até 12 meses, implica na suspensão da CNH. Mesmo com o carro parado no semáforo ou no engarrafamento, o manuseio de aparelhos eletrônicos continua sendo infração passível de multa.

Riscos – Os riscos vão além do bolso e da possibilidade de ter o direito de dirigir suspenso. De acordo com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, o uso de celular ao volante já é a terceira maior causa de fatalidades no trânsito do Brasil. Anualmente, o trânsito tira a vida de mais de 37 mil pessoas no país.

Estudos internacionais indicam que manusear o celular durante a direção é tão perigoso quanto dirigir sob o efeito de álcool. Estima-se que teclar ou atender uma ligação ao volante amplia em 400 vezes a chance de provocar um acidente.

“Usar o celular ao volante tira completamente a atenção do motorista. A uma velocidade de 100 km/h, se percorre uma enorme distância em apenas poucos segundos, por isso uma distração pode ser fatal”, afirmou Renato Campestrini, advogado, especialista em trânsito e gerente técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV).

Campestrini informou que aumentou “de forma significativa” o número de pequenas colisões no trânsito relacionadas ao uso do celular. “O motorista, às vezes, está parado atrás de outro veículo, fica olhando o celular, e quando arranca acaba colidindo com o carro da frente, porque perdeu a noção da distância. Isso é muito comum hoje em dia”, exemplifica.

Mudanças – Até 2016, o uso de celular ao volante era uma infração média. O crescente número de acidentes fez com que uma alteração no CTB a transformasse em infração gravíssima. Mesmo com maior rigor, os números sugerem que a prática segue ocorrendo.

De acordo com uma pesquisa do Instituto Datafolha, para 72% dos brasileiros entrevistados, o uso do celular enquanto se está dirigindo, seja escrevendo ou lendo mensagens, é a infração que mais cresceu nos últimos dois anos.

O levantamento, realizado em junho deste ano, foi contratado pela Seguradora Líder, responsável pela administração do Seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro DPVAT). O mesmo percentual de entrevistados (72%) admitiu que faz manuseia o celular ao volante.

Omissão – Uma possibilidade para tornar ainda mais grave esse tipo de infração seria impor o chamado “fator multiplicador” na aplicação da multa. É o que ocorre, por exemplo, para quem é multado por dirigir sob o efeito de álcool. Também classificada como gravíssima, o valor da multa é multiplicado por 10, atingindo o patamar de R$ 2.834,70.

“Uma opção seria aplicar um fator multiplicador de três ou de cinco para quem usa celular ao voltante”, apontou Campestrini, gerente técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária.

Apesar de punir o manuseio do celular, a legislação brasileira ainda é omissa sobre o uso do telefone por meio da tecnologia bluetooth, que permite a conexão sem fio do aparelho com o sistema do som do carro. A ferramenta permite ao motorista falar ao telefone enquanto dirige sem precisar segurar o aparelho.

“Mesmo no bluetooth, a concentração do motorista é menor. Há correntes que defendem essa proibição, mas isso ainda não vingou no Brasil”, afirma Campestrini.

Pedestres – O uso de celular no trânsito também é um risco para os pedestres. É cada vez mais comum o registro de atropelamentos de pessoas que estavam distraídos com o seu smartphone no momento de atravessar uma rua ou um cruzamento.

Ler, digitar, falar e usar o fone de ouvido pode aumentar pode tirar completamente a atenção do pedestre na rua. Há estimativas que indicam um aumento em até 80% na chance de um acidente nessas circunstâncias.

(*) Fonte: Pedro Rafael Vilela / Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil